sexta-feira - 11/01/2019 - 17:50h
Sandro Pimentel

Deputado eleito vai à luta nas ruas em defesa do mandato


Pimentel: na luta (Foto: Assessoria)

O vereador natalense e deputado estadual eleito, mas não diplomado Sandro Pimentel, anuncia que na próxima quarta-feira (16) vai ser realizada mobilização pública em defesa do mandato conquistado nas urnas.

A iniciativa é do Partido Socialismo e Liberdade (PSOL) legenda em que está inscrito.

A manifestação vai acontecer em frente à Assembleia Legislativa do RN, em Natal, na Praça Sete de Setembro.

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE/RN) não diplomou Pimentel no final do ano passado, devido impedimentos processuais.

Decisão monocrática da juíza eleitoral auxiliar Adriana Cavalcante Magalhães Faustino.

Paralelamente começou duelo para ocupação de sua vaga, que envolveu até mesmo o suplente Robério Paulino (Psol) e o deputado estadual não reeleito Jacó Jácome (PSD).

Esta semana, em face da repercussão negativa do caso, Paulino e o PSD recuaram das intervenções.

Nota do Blog – Cá para nós e o povo da rua: esse episódio tem um forte odor. Coisa nauseante.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUI.

Categoria(s): Justiça/Direito/Ministério Público / Política

Comentários

  1. João Claudio diz:

    KKKKKKKKK Esse é o famoso deputado cururu. O povo botou pra fora e ele continua insistindo em voltar.

    Quanto a mobilização, eu acho que devem participar:

    Ele

    Os familiares

    10 Assessores

    O vizinho da esquerda

    O vizinho da direita

    Dois transeuntes pagos para segurar a faixa

    Alguns psolistas candidato ao cargo de vereador nas eleição de 2020

    Mais…Mais…Mais…Esqueci alguém, Amorim?

  2. João Paulo diz:

    Desde que Fernando Mineiro perdeu o mandato conquistado dentro das regras juridico-eleitorais, nada mais me espante com perda de mandato conquistado democraticamente nas urnas.

  3. Naide Maria Rosado de Souza diz:

    A perda de mandato por erro da justiça eleitoral difere de outras perdas.

  4. Odemirton Filho diz:

    Um olhar jurídico sobre a questão:

    O Tribunal Superior Eleitoral (TSE), através de um seus ministros,
    concedeu mandado de segurança em favor de um candidato que
    teve a Diplomação suspensa. Em linhas gerais, alegou que não
    se pode retirar, no caso específico impedir, o mandato de alguém
    que foi legitimidade eleito. É preciso comprovar o ilícito
    eleitoral através do devido processo legal.
    Acredito que os advogados de Sandro tenham interposto
    o instrumento jurídico adequado para reverter a decisão
    do TRE/RN.
    Aguardemos.

Deixe uma resposta para João Paulo Cancelar resposta

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.