domingo - 10/11/2013 - 10:08h

Mossoró comporta mais uma unidade do IFRN


Por Josué Moreira

A educação sempre foi e continuará sendo o caminho mais seguro para alcançar as transformações sociais, criar novas oportunidades para os jovens e desenvolvimento econômico com sustentabilidade ambiental. Considero a educação de qualidade como o maior investimento que um governante possa fazer pelo seu povo, pois é através da mesma que pacificamos a sociedade e avançamos em qualidade de vida.

O MEC está investindo mais de R$ 1,1 bilhão na política de expansão da educação profissional. Atualmente, são 354 unidades, serão construídas mais outras 208 novas escolas previstas para serem entregues até o final de 2014, chegando ao total de 562 unidades.

O Campus do Instituto Federal – IFRN de Mossoró foi a primeira unidade de ensino descentralizada do RN e estará completando 19 anos em 29 de dezembro de 2013. O IFRN-Mossoró possui um corpo técnico de 80 Professores, 60 Técnicos Administrativos e aproximadamente 30 servidores terceirizados.

O valor de orçamento de custeio é de R$ 1.400.000,00/ano. O número de alunos matriculados regulares chega a 1.400 por ano, com uma média de formandos de 300 alunos\ano.

O IFRN recentemente foi destaque na 5ª edição da Olimpíada Nacional de História do Brasil (ONHB), que teve a final realizada no dia 20 de outubro de 2013, em Campinas (SP). Além de ter conquistado um total de 10 de medalhas e 23 menções honrosas, foi a única instituição pública do Brasil a obter medalha de ouro.

Na competição, foram conquistadas 2 medalhas de ouro pelo Campus do IFRN-Mossoró. Todas as outras 13 medalhas de ouro foram para escolas privadas.

Justifica-se uma nova unidade do IFRN em Mossoró em decorrência da alta demanda reprimida ao longo do tempo, por exemplo: a concorrência para o Curso Técnico em Edificações do último processo seletivo (2013) foi considerada muito alta, 17,22/1 vaga. A média da concorrência para o ingresso em um dos quatros cursos ofertado pelo IFRN-Mossoró foi de 13,43/1 vaga.

Para cada aluno que ingressa no Instituto Federal, de 13 a 16 jovens ficam de fora, perdem os jovens e muito mais a sociedade e o País.

Mossoró tem um bom crescimento demográfico anual, estima-se em 259.815 mil habitantes (IBGE, 2012). Somando-se a população da área de atuação dos municípios circunvizinhos o IFRN-Mossoró abrange uma população de 367.155 mil habitantes.

A zona norte de Mossoró possui o maior contingente populacional que compreende os bairros de Santo Antônio e Abolições (os mais populosos e maiores em número de imóveis), Barrocas, Paredões, Bom Jardim e outros conjuntos habitacionais onde vivem as camadas mais carentes, alguns bolsões de pobreza com presença de favelas e com maior índice de criminalidade e violência do município.

Resta, muitas vezes como opção para os jovens, o ingresso no mundo do tráfico.

Outros fatores que são considerados entraves para o acesso dos jovens ao IFRN é a falta de política local de mobilidade urbana. A frota de ônibus de Mossoró é de aproximadamente 35 ônibus e nem todos estão rodando diariamente levando assim insegurança e descumprimento de horário por falta de fiscalização efetiva.

Não há linhas que ligue a cidade de norte a sul e de leste a oeste. Isso, afeta consideravelmente o deslocamento dos estudantes dos bairros da zona norte para o IFRN que fica na zona sul.

Chegar ao IFRN-Mossoró tem sido uma verdadeira maratona para muitos jovens estudantes que dependem do transporte público de Mossoró, sem falar do preço que os estudantes pagam pelo péssimo serviço prestado à população.

Muitas outras vocações econômicas são observadas no município de Mossoró que não estão sendo atendidas pela atual unidade do IFRN, a exemplo da fruticultura irrigada do polo Mossoró-Apodi, Mossoró-Baraúna e Mossoró-Assu.

Temos a maior empresa produtora de melão do mundo localizada em nosso território, que gera salários, encargos e divisas com a divulgação do nome da cidade nacional e internacionalmente. Esse nicho da agricultura não tem pessoal técnico (nível médio) qualificado para trabalhar no campo.

Além do polo da indústria do sal que necessita de mão-de-obra qualificada para desenvolver novos produtos para agregar valor à matéria-prima, a cidade também dispõe de ceramistas, fábricas de cimento, etc.

Mossoró possui um comércio fortíssimo que é referência para toda a região Oeste e municípios vizinhos do Ceará.

Mossoró é conhecida como a capital da cultura com festas tradicionais como Mossoró Cidade Junina, Auto da Liberdade, Chuva de Balas no País de Mossoró, dentre outros eventos realizados por grupos teatrais independentes que são referência da cultura da capital oestana.

Necessita-se também de cursos técnicos na área do Eixo Tecnológico: Produção Cultural e Design.

Por fim, estamos convictos da necessidade de uma nova unidade do IFRN para Mossoró, estamos aguardando há mais de 10 anos por esse reconhecimento, entendendo que a cidade apresenta as condições técnicas, ambientais, geográficas, sociais e econômicas no sentido de se credenciar no pleito em seu território. Principalmente por Mossoró representar a capital do Oeste Potiguar.

Até o presente momento estamos aguardando a audiência pública sobre o novo IFRN de Mossoró proposto pelo mandato da deputada estadual Larissa Rosado.

Estaria dependendo da agenda da deputada federal Fátima Bezerra que ficou de trazer o responsável pela política de expansão dos institutos federais no Brasil. Já dispomos da sinalização de uma proposta de doação do terreno por parte da iniciativa privada para o novo instituto federal. Vamos materializar esse sonho.

Josué Moreira é professor do IFRN de Mossoró

Categoria(s): Artigo / Fórum de Debates (Grandes Temas)

Comentários

  1. raimundo nonato sobrinho nonato diz:

    Belo texto vindo de quem conhece e tem competência, tenho certeza que Mossoró como cidade polo comporta não só uma, tem espaço para muito mais; por isso não seria exagero quando desejamos vê a nossa educação em tempo integral, muito além do projeto mais educação. Neste contexto de educação de qualidade podemos sonhar com uma escola técnica municipal dentro do nosso sistema municipal de educação. Porque não sonhar com uma escola técnica, uma UPA, um estádio de futebol amador, e assim por diante, para cada 50 mil habitantes. Já ultrapassamos os 250 mil habitantes, e Mossoró está crescendo verticalmente. Parecer que com o aumento da violência tem gente pensando que morando mais perto do céu, pode ganhar a salvação.
    UM ABRAÇO AMIGO.

  2. Carlos André diz:

    IF’s deveria ser a regra e não exceção para os jovens em todo o país, um ou dois não tira nossa cidade, estado ou país do atraso que vivemos, país rico é país bem instruído.

  3. RAFAEL diz:

    ONDE SERIA ESSE TERRENO NO SANTO ANTONIO?

    • EDNALDO CALIXTO diz:

      ONDE HOJE FUNCIONA UM CAMPO DE FUTEBOL,PRÓXIMO AO POSTO 30 DE SETEMBRO DO SANTO ANTONIO SERIA UM BOM LUGAR,MAS HÁ OUTROS BASTA VER PELO GOOGLE MAPS.

  4. RAFAEL diz:

    CARLOS MIM RESPONDE PQ OS POLITICOS DE MOSSORÓ NUMCA FALARÃO EM TRANSFORMAR O AGLUMERADO DE MOSSORÓ EM REGIÃO METROPOLITANA EXISTE REGIÃO METROPOLITANO COM MENOS DE 200 MIL HABITANTES A REGIÃO DE MOSSORÓ TEM MUITO MAIS QUE ISSO, QUAL SERIA OS BENIFICIOS DA POPULAÇÃO DE MOSSORÓ E CIDADE VIZINHAS PQ OS POLITICOS NUMCA FALARÃO NISSO ?O Q VC ACHA?

  5. Inácio Augusto de Almeida diz:

    “estamos aguardando a audiência pública sobre o novo IFRN de Mossoró proposto pelo mandato da deputada estadual Larissa Rosado.”
    ESTAMOS AGUARDANDO.
    Vai continuar aguardando até galinha criar dentes.
    “Estaria dependendo da agenda da deputada federal Fátima Bezerra que ficou de trazer o responsável pela política de expansão dos institutos federais no Brasil.”
    DEPENDENDO DA AGENDA DA DEPUTADA FÁTIMA BEZERRA.
    KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK
    Zé Buchudinho danou-se a rir.
    Depender da agenda desta deputada para tratar de assunto relacionado à Educação?
    KKKKKKKKKKKKKKKK
    Esta deputada só agenda assuntos políticos.
    Politicagem é com ela.
    Para de rir, Zé Buchudinho.
    Esperar por agenda da deputada….
    Mossoró irá ter um outro IFRN quando vocês começarem a tratar com políticos que realmente tenham interesse no desenvolvimento desta cidade.
    Enquanto ficarem esperando por agenda de alpinistas políticas, gente que só vem a Mossoró no período eleitoral, vocês continuarão clamando no deserto.
    O probelma do transporte coletivo tem solução.
    Mas a solução passa obrigatoriamwente por um prefeito no Palácio da Resistência.
    Enquanto Mossoró estiver entregue a estas empresas de fora que desconhecem completamente as nossas necessidades a coisa continuará do jeito que o diabo gosta.
    E na solução do transporte coletivo é bom começar a pensar no passe livre para os estudantes, coisa que acontecerá mais ou cedo ou mais tarde, já que projeto neste sentido tramita no Congresso Nacional.
    Esperar por agenda da deputada que posa de defensora da Educação…
    KKKKKKKKKKKKKKKK
    ////
    NOVEMBRO AZUL SEM MUTIRÃO DE CÂNCER DE PRÓSTATA É NOVEMBRO NEGRO.
    O UNIFORME ESCOLAR NÃO FOI ENTREGUE EM MOSSORÓ.
    FALTAM MEDICAMENTOS DE USO CONTÍNUO E DE DISTRIBUIÇÃO GRATUITA EM MOSSORÓ.
    O IPTU VAI AUMENTAR EM MOSSORÓ.

Faça um Comentário

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.