sexta-feira - 29/05/2020 - 12:58h
Trabalho

Câmara suspende recesso e mantém sessões remotas


Sessões remotas vão continuar (Foto: arquivo/Edilberto Barros)

Com base no Ato da Mesa 07/2020, a Câmara Municipal de Mossoró prorrogou medidas de prevenção à Covid-19, até 30 de junho. Até lá, estão mantidas as sessões por Sistema Deliberação Remota (SDR) e reuniões de comissões também por videoconferência.

O Legislativo decidiu ainda suspender o recesso de meio do ano em 2020, entre 19 de julho e 2 de agosto, também por causa da pandemia.

A resolução, de autoria do vereador Petras (DEM), deverá ser votada terça-feira (2), e a Casa manterá em alta a agenda parlamentar.

O recesso já fora reduzido em 2019.

“Diminuímos a pausa de meio e final de ano e acrescentamos 38 dias úteis ao plenário. Com a suspensão em julho de 2020, serão 53 dias a mais para sessões”, calcula a presidente da Câmara, Izabel Montenegro (MDB).

Com informações da Câmara Municipal de Mossoró.

Leia também: Petras propõe suspensão de recesso em Câmara Municipal.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Política
quarta-feira - 27/05/2020 - 12:20h
Pandemia

Petras propõe suspensão de recesso em Câmara Municipal


Petras: momento delicado (Foto: divulgação)

Na sessão remota ordinária dessa quarta-feira (27), o vereador Petras Vinícius (DEM) propôs suspensão do recesso parlamentar de julho, na Câmara de Mossoró.

“O momento de pandemia também exige do Parlamento Municipal esforço concentrado para atender as demandas da população”, justificou. Na próxima semana, a Casa deve apreciar sua proposição.

O recesso do meio do ano, na Câmara, compreende a segunda quinzena de julho. Era o mês todo, mas foi reduzido pela metade em 2019.

Sem atividades

“Espero contar com apoio dos colegas vereadores e vereadoras para não interrompermos as sessões em julho”, defende Petras.

A Câmara Municipal de Mossoró passou quase dois meses sem atividades ordinárias esse ano, em face da expansão da Covid-19. Só a partir de pressão da bancada da oposição e setores da imprensa, é que a presidente Izabel Montenegro (MDB) voltou atrás (veja AQUI).

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Política
  • Rei do Entulho - Juliane Rocha - Imagem Gráfica
terça-feira - 12/05/2020 - 15:28h
Sessões virtuais

Câmara vai pegar acúmulo de quase dois meses sem trabalhar


Sessão remota saiu após quase dois meses (Foto: reprodução)

A Câmara Municipal de Mossoró analisará 116 matérias na sessão ordinária de amanhã (13), às 9h, por meio do Sistema de Deliberação Remota (SDR). O trabalho foi regulamentado hoje (12), com a aprovação do Projeto de Resolução (PR) 06/2020, por unanimidade.

A matéria normatiza sessões ordinárias por SDR.

As reuniões extraordinárias foram regulamentadas no último dia 15 – como as duas de hoje sobre o PR 06/2020. Na primeira, os vereadores votaram destaques ao projeto e, na segunda, a redação final da matéria, por SDR.

O PR/2020 é de autoria da presidente Izabel Montenegro (MDB) e foi aprovado, com três emendas, da oposição e da situação.

“Esses destaques aperfeiçoam a proposta, que nos dá segurança jurídica para legislarmos remotamente na pandemia de covid-19”, avalia.

Nota do Blog – O número de matérias em pauta, que chega ao total de 116, além de outros projetos que logo vão ser apreciados, mostra como foi inconsequente e irresponsável se fechar a CMM por quase dois meses, decisão tomada pela presidente plenipotenciária Izabel Montenegro (MDB).

Quanta perda de tempo, num momento em que o município enfrenta pandemia da Covid-19 e diversos outros problemas. Que fique a lição.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Política
segunda-feira - 11/05/2020 - 22:18h
Legislativo

Vereadoras governistas não se falam, mas trocam farpas


Izabel e Aline: fone bloqueado (Fotos: Edilberto Barros)

Em entrevista ao programa Café com Notícia da Rádio Difusora de Mossoró nesta segunda-feira (11), a presidente da Câmara Municipal de Mossoró – Izabel Montenegro (MDB) – disse estar com dificuldade de conviver com outros membros da mesa da Casa. Apontou os vereadores Ozaniel Mesquita (DEM) e Aline Couto (PSDB).

Disse ao repórter João Marciliano (Joãozinho GPS), que tinha responsabilidades e via a vereadora Aline Couto, governista como ela, como mais complicada para entender a hierarquia e o peso de cada um na mesa diretora. Revelou que as duas sequer estão se comunicando.

- Faz mais de 30 dias que eu não consigo sequer falar com ela. Eu pedi ao vereador Ozaniel para transmitir ato da mesa para o celular dela, porque o meu ela tinha bloqueado – disse.

Em contato com a vereadora Aline Couto, logo na primeira chamada do seu celular o Blog Carlos Santos foi atendido. Pedimos sua versão sobre a fala de Izabel Montenegro.

Ela foi lacônica, mas suficientemente clara:

- Quanta pequenez!

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Política
  • Rei do Entulho - Juliane Rocha - Imagem Gráfica
quarta-feira - 29/04/2020 - 23:32h
Mossoró

Posse de novo vereador está definida para essa quinta-feira


Naldo ganha vaga com licença de João (Fotomontagem Mossoró Hoje)

O suplente Naldo Feitosa (PSC) tomará posse no mandato de vereador, nesta quinta-feira (30), às 10h, no plenário da Câmara Municipal de Mossoró. Ele substitui João Gentil (Rede), que se licenciou do Legislativo para assumir Secretaria de Esportes de Natal (veja AQUI).

A cerimônia seria realizada na sala da Presidência. “Mesmo com as restrições de acesso à sala em razão da covid-19, não conseguiríamos uma distância segura entre todos. Então, optamos pelo plenário, bem mais espaçoso”, diz a presidente da Câmara, Izabel Montenegro (MDB).

Substituição

João Gentil oficializou licença hoje (29). Ato contínuo, a Presidência convocou o suplente Naldo Feitosa para assumir o mandato.

Ambos disputaram a eleição de 2016 pelo PV. Gentil (1.991 votos) se filiou ao Rede e Naldo (1.199, primeiro suplente do partido), ao PSC.

Com informações da Câmara Municipal de Mossoró. Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Política
quinta-feira - 23/04/2020 - 10:42h
Ao vivo

Presidente empareda oposição para manter Câmara fechada


Do Blog da Chris

Em entrevista ao programa “Cenário Político” (TV Cabo Mossoró-TCM/Telecom) dessa quarta-feira (22), o vereador Petras Vinícius (DEM) foi questionado pela própria presidente da Câmara Municipal, Izabel Montenegro (MDB), sobre sua postura de querer sessões ordinárias virtuais (remotas) nessa poder.

Um pouco antes, a vereadora Izabel Montenegro já tinha dito ao programa “Boa Noite, Cidade”, apresentado por Wellington Morais na Rádio Difusora, qual sua opinião sobre a tentativa da oposição de realizar sessões ordinárias remotas:

- “Não adiantar ficar querendo aparecer”.

Nas mãos da prefeita

A presidente, que integra a bancada da prefeita Rosalba Ciarlini (Progressistas), defende que a Câmara Municipal só deve se reunir, mesmo remotamente, nos casos previstos no art. 77 do Regimento Interno da Casa, que é quando o chefe do Executivo manifestar desejo de encaminhar alguma matéria ou quando a solicitação partir da maioria dos vereadores, que não é o caso já que apenas seis vereadores integram a bancada de oposição.

Seis vereadores que compõem a bancada da oposição formalizaram pedido (veja AQUI) à presidência da Câmara Municipal de Mossoró, nesse dia 22, para instituição de sessões ordinárias remotas. Assinaram o documento além do vereador Petras, Raério Araújo (PSD), Gilberto Diógenes (PT), , Ozaniel Mesquita (DEM), Genilson Alves (Pros) e Alex do Frango (PV).

Nota do Blog – A prefeita Rosalba Ciarlini conseguiu um feito raro, só comparável a períodos de exceção no país, como o Estado Novo de Getúlio Vargas e o Regime Militar de 1964: fechou a Câmara Municipal. Segue poupada de simples cobranças ou críticas na mais legítima tribuna do ordenamento institucional brasileiro: o legislativo.

Há quase um mês, ninguém abre o bico por lá. É como se não existisse uma pandemia, lixo nas ruas, buracos do centro à periferia, falta de remédios em unidades de saúde, estradas intransitáveis na zona rural e outros problemas. Mossoró parece um cantão suíço.

A CMM definitivamente se transformou num puxadinho do Executivo. Serve à sua vontade, quando deveria representar quem os elegeu. Período dos mais vergonhosos que testemunhamos.

Que tempos sombrios vivemos. E ainda se fala que esse lugar é “terra da liberdade”. Quanta hipocrisia histórica, política e cultural.

* O Cenário Político é apresentado pelos jornalistas Vonúvio Praxedes e Carol Ribeiro.

Leia também: Câmara não faz sessão ordinária há quase um mês.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Política
  • Banner Fiern - Produto Potiguar - Veiculação gratuita - Faz Propaganda - 15-04-20
quinta-feira - 16/04/2020 - 06:50h
Aprovado

Vereadores terão sessão remota apenas extraordinariamente


A Câmara Municipal de Mossoró aprovou instituição de Sistema de Deliberação Remota (SDR), em sessão extraordinária, nesta quarta-feira (15), no plenário. O mecanismo, previsto na nova Resolução 08/2020, regulamenta sessões virtuais na pandemia do coronavírus (Covid-19).

Sessão durou cerca de meia hora (Foto: Edilberto Barros)

“As sessões extraordinárias realizadas pelo SDR deverão ser convocadas com antecedência mínima de 24 horas e deverão apreciar projetos relacionados ao estado de calamidade pública e matérias de caráter orçamentário e de prazos constitucionais”, estabelece a norma.

Apesar de presencial, a sessão extraordinária considerou recomendações sanitárias na prevenção ao covid-19.

A reunião durou cerca de meia de hora, o acesso à Câmara e ao plenário foi restrito, vereadores e servidores usaram máscaras, álcool gel, entre outros procedimentos.

As sessões ordinárias estão suspensas até o dia 30.

Nota do Blog - O legislativo mossoroense comete grave omissão ao não realizar sessões ordinárias de forma remota. Os problemas da urbe e zona rural não se resumem à Covid-19. Não há quarentena para tantas outras demandas da população. Uma pena.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Política
segunda-feira - 13/04/2020 - 17:46h
"Chapão"

“Engorda” de partido pressiona vereadores à desistência


O “chapão” montado pela prefeita Rosalba Ciarlini (PP) e o líder de seu grupo, ex-deputado estadual Carlos Augusto Rosado, praticamente antecipou a derrota de boa parcela dos atuais vereadores governistas que tenta a reeleição.

Sob a esperança de montagem de uma nominata com vários nomes fazendo “esteira” à vitória deles, sete vereadores que já eram governistas resolveram desembarcar na legenda – o Partido Progressista (PP). Por lá já estava um companheiro de bancada: Francisco Carlos.

Rosalba e o deputado federal Beto Rosado comemoraram mais sete vereadores no partido (Foto: cedida)

Como o Blog Carlos Santos chegou a antecipar bem antes do fim do prazo de filiações dos vereadores, em 3 de abril, as desistências do projeto de reeleição deverão ocorrer naturalmente. Matemática simples mostra isso.

Uma, duas, três desistências? Pode ser até mais. Porém é quase certo, que entre os 21 atuais vereadores em atuação na Câmara Municipal de Mossoró, haverá desistência de projeto à reeleição - apontava a postagem sob o título desistência e desistência à Câmara Municipal, no dia 14 de março último (veja AQUI).

O Progressistas precisará ter, com sua nominata cheia com 32 candidatos, quase 44 mil votos cumulativamente para eleger sete nomes e brigar pela oitava vaga na contagem das sobras (entenda o regramento clicando AQUI).

PSD fez três

Tomando-se por base o que ocorreu nas eleições de 2016, e pelo que se viu ser formado ainda nessa fase de pré-campanha, esse fenômeno é praticamente impossível.

Em 2016, o quociente eleitoral foi de 6.421 votos e ainda existia o instituto da coligação na proporcional. Agora, não. Cada partido tem sua nominata própria.

O partido que obteve mais votos àquele ano, o PSD, elegeu três vereadores – Tony Cabelos, Maria das Malhas e Emílio Ferreira. O PSD alcançou 13,70% dos votos válidos – 18.473.

No PP, o seu chapão acomoda Francisco Carlos, Tony Cabelos, Emílio Ferreira, Ricardo de Dodoca, Zé Peixeiro, Manoel Bezerra, Alex Moacir e Flávio Tácito. Os outros seis governistas estão espalhados em cinco siglas.

Sandra Rosado e Aline Couto no PSDB, Rondinelli Carlos no PL, Maria das Malhas no PSD, Didi de Arnor no Republicano e  Izabel Montenegro no MDB.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Política
  • Rei do Entulho - Juliane Rocha - Imagem Gráfica
segunda-feira - 13/04/2020 - 16:09h
Acordou!

Câmara recua e resolve fazer sessões remotas


A Câmara Municipal de Mossoró realizará sessão extraordinária presencial, quarta-feira (15), às 9h, no plenário, para votar a regulamentação de sessões remotas.

Os vereadores analisarão o Projeto de Resolução 05/20, que estabelece votações virtuais no Regimento Interno da Casa.

Senado começou trabalho virtual vendo necessidade de exercício permanente de seu trabalho (Foto: arquivo)

A resolução, de autoria da Mesa Diretora, começou a ser produzida semana passada e institui procedimentos legislativos, como rito da reunião à distância e forma de registro da presença de parlamentares na sessão remota.

Na segunda-feira (6), semana passada, o Blog Carlos Santos cobrou adoção das sessões remotas – O sono profundo do parlamento em plena pandemia -, recebendo como resposta da Casa, em nota da presidente Izabel Montenegro (MDB), argumento de que os vereadores estariam trabalhando normalmente.

Problemas de quarentena

“Vereadores (a) propõem medidas, muitas já adotadas pelo Poder Público, estão engajados em campanhas e em outros trabalhos”, justificou ela.

Deixou claro, que só haveria sessão se houvesse demanda extraordinária por parte da prefeita Rosalba Ciarlini (PP), ou seja, era como se as necessidades e problemas da população estivessem de quarentena. Como se a cidade e zona rural pudessem esperar por semanas e meses pela vontade de vereadores e da prefeita.

Nota do Blog – Que bom que o erro grosseiro foi reconhecido. Por todo o país, do Congresso Nacional ao Judiciário, sessões e atividades online já ocorrem há vários dias. Caso próximo, por exemplo, é a Assembleia Legislativa do RN.

Ao trabalho.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Política
sábado - 04/04/2020 - 09:38h
Câmara Municipal

“Janela” altera mosaico de siglas, mas nada sai do lugar

Veja como ficou quadro político-partidário no legislativo de Mossoró, com fim de prazo para mudanças

Fechado o ciclo de mudanças partidárias no dia passado, a Câmara Municipal de Mossoró ganha nova configuração interpartidária, sem que tenha ocorrido, mesmo assim, qualquer alteração na relação de forças governismo x oposição.

O prazo para troca de legenda terminou na sexta-feira (3), cumprindo a legislação. É uma “janela” para que o pré-candidato à reeleição ou a prefeito, não tenha perigo de ficar inelegível pela mudança.

O Portal do Oeste cedeu essa fotomontagem com identificação dos vereadores e respectivos partidos

A prefeita Rosalba Ciarlini (PP) manteve seus 14 vereadores, agora com menor distribuição partidária. Inclusive, aumentou sua bancada de um para oito parlamentares no Partido Progressista, sua legenda. Porém, um detalhe: todos já lhe eram fieis. Não puxou ninguém adversário.

Na oposição também houve alteração no mosaico de siglas, mas os oposicionistas continuam no total de seis vereadores e ainda existe quem se auto-intitula de “independente” – João Gentil (Rede).

Onze partidos

A Câmara Municipal de Mossoró ficou com seus 21 vereadores distribuídos entre 11 partidos:

Partido Progressista (PP) – 08;

Democratas (DEM) – 2;

Partido Social Democrático (PSD) -  2;

Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB) – 2;

Movimento Democrático Brasileiro (MDB) – 1;

Partido Liberal (PL) – 1;

Republicanos – 1;

Partido Republicano da Ordem Social (PROS) – 1;

Partido dos Trabalhadores (PT) – 1;

Partido Verde (PV) – 1;

Rede – 1.

Partidos

Ao todo, a atual legislatura (2017-2020) começou suas atividades com os 21 eleitos se abrigando em 16 legendas: PTC, PROS, PSB, PP, PMB, PPL, PV, PRTB, PT, DEM, PR, e PHS com um vereador. PSD, com três; PMDB, PRB e PMN com dois. A legislatura anterior (2013-2016) tivera início com 17 partidos.

Com o abre e fecha da “janela” de ontem, quem inflou de forma exponencial foi o PP que já tinha Francisco Carlos recebeu mais sete parlamentares. Veja:

Emílio Ferreira (ex-PSD);

Manoel Bezerra (ex-PRTB);

Flávio Tácito (ex-PCdoB);

Tony Cabelos (ex-PSD);

Alex Moacir (ex-MDB);

Ricardo de Dodoca (ex-Pros);

Zé Peixeiro (ex-PTC).

O PSDB passou de um para dois, com a chegada de Aline Couto para somar com Sandra Rosado. O interessante é que Aline era dirigente do Avante, tendo tido plena autonomia para montar sua nominata, mas acabou descartando a legenda para desembargar na legenda tucana.

Situações inusitadas

O PL vive uma situação bizarra: perdeu Ozaniel Mesquita para o DEM (que já tinha Petras Vinícius), mas ganhou Rondinelli Carlos (ex-PMN). A legenda deixa de ser oposição para ser governo na Câmara Municipal, apenas com troca de nomes..

Outra situação inusitada ocorre no PSD. O vereador e presidente partidário Raério Araújo manteve-se na sigla e viu Maria das Malhas continuar, mesmo sabendo que ele não lhe dará legenda à reeleição. Vale ser lembrado: o mandato é do partido. Raério é oposicionista, ela é governista. Maria encaixou o “plano b”: seu neto Lucas está no MDB.

No MDB, a presidente partidária e da CMM,  Izabel Montenegro, tinha a companhia de Alex Moacir (que foi pro PP), tratando de montar nominata com outros nomes de bom potencial de votos.

O Republicanos, dirigido por Didi de Arnor, não sofreu alteração. O mesmo aconteceu com o PT com Gilberto Diógenes.

No Pros, já tinha ocorrido a saída do governista Ricardo de Dodoca para o PL. O oposicionista Genilson Alves deixou o PMN para ocupar o controle da legenda e manter assento na CMM.

O PV é outro enredo interessante. Teve um eleito em 2016, que foi o estreante João Gentil, que depois passou para o Patriota (onde ficou cerca de dois meses) e por fim desembarcou no Rede. O partido recupera cadeira na Casa com a filiação do oposicionista Alex do Frango, que estava no Partido da Mulher Brasileira (PMB).

Veja quadro de eleitos em 2016

Para ter uma visão ainda mais ampliada desse trabalho, exclusivo, veja quem foi eleito ou reeleito, partidos, votação e aqueles que já tinham ocupado vaga na Câmara Municipal e voltaram a esse poder, com o pleito de outubro de 2016:

- Zé Peixeiro (PTC) – 2.802 votos – Retorna à Casa

- Izabel Montenegro (PMDB) – 2.475 – Reeleita

- Tony Cabelos (PSD) – 2.375 – Primeiro mandato

- Alex Moacir (PMDB) – 2.291 – Reeleito

- Ricardo de Dodoca (PROS) – 2.171 – Reeleito

- Sandra Rosado (PSB) – 2.129 – Primeiro mandato

- Genilson Alves (PMN) – 2.104 – Reeleito

- Maria das Malhas (PSD) 2.041 – Retorna à Casa

- Francisco Carlos (PP) – 2.041 – Reeleito

- Alex do Frango (PMB) – 2.040 – Reeleito

- Flavinho Tácito (PPL) – 2.032 – Reeleito

- João Gentil (PV) – 1.991 – Primeiro mandato

- Emílio Ferreira (PSD) – 1.947 – Primeiro mandato

- Manoel Bezerra (PRTB) – 1.925 - Reeleito

- Isolda Dantas (PT) – 1.861 – Primeiro mandato

- Petras Vinícius (DEM) – 1.585 – Primeiro mandato

- Ozaniel Mesquita (PR) – 1.574 – Primeiro mandato

- Raério Cabeção (PRB) – 1.431 – Primeiro mandato

- Rondinelli Carlos (PMN) – 1.385 – Primeiro mandato

- Didi do Arnor (PRB) – 1.021 – Primeiro mandato

- Aline Couto (PHS) – 916 – Primeiro mandato.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Política / Reportagem Especial
  • Rei do Entulho - Juliane Rocha - Imagem Gráfica
quarta-feira - 18/03/2020 - 13:50h
Decisão

A partir de hoje vereadores ficam sem atividades na CMM


CMM: tudo fechado (Foto: arquivo)

A Presidência da Câmara Municipal de Mossoró resolveu suspender o expediente interno e o acesso do público à sede do Poder Legislativo por 15 dias, entre os dias 18 de março de 2020 e 1º de abril de 2020.

A medida visa à redução temporária da permanência simultânea de pessoas em ambiente de uso coletivo no Palácio Rodolfo Fernandes, para fins de prevenção à infecção e à propagação do coronavírus (Covid-19).

Nas próximas duas semanas, terão acesso à Câmara apenas servidores responsáveis por atividades essenciais ao funcionamento da Casa.

À semana passada, já tinham sido tomadas as primeiras medidas, mas vistas pela presidência como ainda tênues, em face do problema dessa pandemia.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Política / Saúde
terça-feira - 10/03/2020 - 22:28h
Agentes fiscais

Câmara vota “a favor do servidor” e derruba veto


Na sessão da Câmara Municipal de Mossoró desta terça-feira (10), o Plenário derrubou o veto parcial da Prefeitura ao Projeto de lei Complementar do Executivo 142/2019. Com a decisão, prevaleceu alteração da Câmara à matéria, ao estabelecer a carga horária dos agentes fiscais de tributos municipais de 30 horas semanais.

O texto original, do Executivo, previa jornada de 40 horas por semana.

O veto foi derrubado por 12 votos sim, contra 7 votos não e 1 abstenção.

“A favor do servidor”

A presidente Izabel Montenegro informa que a mudança foi feita com base no edital do concurso público, através do qual os agentes fiscais foram contratados. Representantes da categoria, em diálogo com a Câmara, também apresentaram leis, que embasam a carga horária. “Não votamos contra a prefeita, mas a favor do servidor”, frisa.

Essa matéria tinha sido aprovada em sessão extraordinária dia 30 de dezembro do ano passado, num racha da própria bancada governista (veja AQUI e AQUI). A prefeita Rosalba Ciarlini (PP) vetou parcialmente o projeto – que foi publicado no dia 21 de janeiro próximo (veja AQUI).

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Política
  • Rei do Entulho - Juliane Rocha - Imagem Gráfica
sexta-feira - 06/03/2020 - 17:00h
Ação política

PRF garante mais 14 patrulheiros para atuação em Mossoró


Izabel e Hermano (de camisa) receberam representantes da PRF (Foto: cedida)

A região de Mossoró vai dispor de mais 14 patrulheiros da Polícia Rodoviária Federal (PRF). O anúncio foi feito pelo superintendente da corporação no Rio Grande do Norte, Djairlon Henrique Moura, nesta sexta-feira (6), em Natal, em audiência com o deputado estadual Hermano Morais (PSB) e a presidente da Câmara Municipal de Mossoró, Izabel Montenegro (MDB).

A conquista coroa articulação iniciada dia 11 de abril de 2019, quando audiência pública, na Câmara de Mossoró, alertou para o fechamento do posto da PRF na BR-304 (saída para Fortaleza), em razão do baixo efetivo da Polícia Rodoviária Federal na delegacia de Mossoró.

Solução

O fato deflagrou mobilização em Brasília em busca de solução, reivindicada em audiência no mesmo mês (abril de 2019), por uma comissão de vereadores de Mossoró à superintendência nacional da PRF, em audiência articulada pelo deputado Beto Rosado (PP).

“E agora temos o resultado, com mais 14 agentes da PRF para Mossoró. Isso mostra que nós, vereadores, temos procurado resolver os problemas que chegam até nós”, diz Izabel, que parabeniza a PRF pelo trabalho.

“Na segurança, estão sendo bastante operantes”, reconhece.

Com informações da Câmara Municipal de Mossoró.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Política / Segurança Pública/Polícia
quarta-feira - 04/03/2020 - 08:28h
Mossoró

Presidente da Caixa receberá título de cidadania sábado


Izabel e Anselmo se reuniram com superintendentes definindo detalhes da programação (Foto: Regy Carte)

A Câmara Municipal de Mossoró concederá Título de Cidadania Mossoroense ao presidente nacional da Caixa, Pedro Duarte Guimarães, sábado (7), às 10h30, na Rua Coronel Gurgel (Centro), na inauguração da recém criada superintendência da Caixa em Mossoró.

Os detalhes da homenagem foram tratados em audiência no Legislativo, na tarde desta terça-feira (3), entre a presidente Izabel Montenegro, o superintendente no Rio Grande do Norte, Fares Haum Junior, o superintendente em Mossoró, Gilson Pedro Ramos, e o diretor geral da Casa, Luiz Anselmo Amorim.

Necessidade antiga

A honraria, segundo Izabel, será um reconhecimento da Câmara Municipal a atenção de Pedro Guimarães a Mossoró tanto na criação da superintendência quanto à garantia de R$ 146 milhões pelo Fundo de Desenvolvimento à Infraestrutura e ao Saneamento (FINISA) – veja AQUI.

“A superintendência era uma necessidade antiga do nosso município, a Caixa de Mossoró ainda era subordinada a Natal, e essa autonomia fortalecerá a atuação do banco na região e, por consequência, a economia de Mossoró e regiões Oeste, Vale do Açu e Costa Branca”, observa.Com informações da Câmara Municipal de Mossoró.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Política
  • Banner Fiern - Produto Potiguar - Veiculação gratuita - Faz Propaganda - 15-04-20
segunda-feira - 02/03/2020 - 06:10h
Izabel Montenegro

Presidente admite até não concorrer à reeleição


A presidente da Câmara Municipal de Mossoró e dirigente local do MDB, Izabel Montenegro, expôs a dificuldade da legenda em formar nominata às eleições municipais deste ano, o que dificulta seu projeto de reeleição.

Saulo e Izabel: alternativas (Foto: BSV)

Em entrevista ao Enfoque Político (Super Tv) da sexta-feira (28), a parlamentar admitiu trabalhar com três possibilidades quando se fala em candidatura sua à reeleição.

“O plano A é formar nominata competitiva no MDB, que possibilite ao partido a eleição de mais de um vereador. Já o plano B seria, em não conseguindo a nominata, tentar um chapão de partidos ou mesmo receber [o MDB] a filiação de outro vereador. O terceiro é não sermos candidata, se não tivermos condições de estar numa disputa competitiva, já que essa eleição será uma espécie de laboratório, devido ao fim das coligações”, admitiu.

Janela partidária

Durante a entrevista, Izabel ainda confirmou a saída do vereador Alex Moacir da legenda, o que deve acontecer no período de janela partidária, que vai de 5 de março a 3 de abril.

Nota do Blog Carlos Santos – A fala da presidente confirma literalmente o que publicamos na última quinta-feira (27): Luta por reeleição faz presidente pensar em outras alternativas.

Também vai ao encontro de outra postagem, nesse sábado (29), sob esse título: Sem encontrarem “esteiras”, vereadores sofrem para reeleição.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Política
sábado - 29/02/2020 - 10:30h
Governismo

Sem encontrarem “esteiras”, vereadores sofrem para reeleição


Pelo menos quatro dos 14 vereadores governistas em Mossoró possui, em mãos, controle de partido no município. Mesmo assim, a tarefa de se reeleger não é fácil, em função de enormes dificuldades à montagem de nominata que os impulsione. Podem tentar outros caminhos.

Izabel, Aline e Sandra têm partidos em mãos, mas mesmo assim enfrentam desafios enormes (Fotomontagem BCS)

Izabel Montenegro (MDB), Aline Couto (Avante) e Sandra Rosado (PSDB) trabalham incessantemente à reeleição com autonomia em seus respectivos partidos. O mesmo acontece com Didi de Arnor (PRB).

Manoel Bezerra (PRTB) segue dando as cartas – por enquanto – em sua legenda, mas deve terminar se alojando noutra, num chapão “salve-se quem puder” bem mais viável.

Quanto a Rondinelli Carlos (PMN), o seu destino deverá ser o PTB – na busca de meios para montar sua própria nominata. Ou não.

Ricardo de Dodoca não continuará à frente da sigla em que está hoje, o PROS. O oposicionista Genilson Alves (PMN) tende a ser novo ocupante e comandante-em-chefe (veja AQUI).

Refugo

Como todos os demais parlamentares – incluindo nomes da oposição -, eles enfrentam o fantasma do fracasso porque há um refugo de pré-candidatos que não querem ser apenas “esteiras” à facilitação da vitória de quem já tem mandato.

Vão ter que usar muitos e muitos argumentos (ô!) à alteração desse quadro, até o fim do prazo de filiações e oficialização de chapas (já nas convenções municipais).

Importante lembrar que em 2016, último pleito municipal, a legislação permitia ainda a formação de coligação entre vários partidos.

Agora, não. Cada um monta sua própria nominata que pode chegar ao máximo de 32 nomes. A disputa é sobretudo interna.

Vale assinalar também: o quociente eleitoral (veja como é feito o cálculo AQUI) em 2016 foi de 6.421 votos. Vai aumentar, tornando ainda mais difícil essa caça ao voto.

AGUARDE

Leia ainda hoje: Escolha partidária errada pode jogar fora plano de vitória;

Leia ainda hoje: “Sobras” são esperança para êxito nas urnas;

Leia segunda-feira: Chapões são o “salve-se quem puder” no governismo;

Leia segunda-feira: Alguns vereadores pensam até em desistência.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Política
  • Rei do Entulho - Juliane Rocha - Imagem Gráfica
quinta-feira - 27/02/2020 - 09:16h
MDB

Luta por reeleição faz presidente pensar em outras alternativas


É tudo ou nada para a presidente da Câmara Municipal de Mossoró, Izabel Montenegro (MDB).

Izabel está num partido que chegou a ser uma das grandes forças política locais (Foto: Edilberto Barros)

Ela não escamoteia a preocupação nem descarta outros caminhos partidários fora do partido que dirige no município, para sobreviver eleitoralmente em outubro.

Está difícil, muito difícil, fechar nominata no emedebismo para alavancá-la à reeleição.

Quase ninguém aparece com disposição para ser “esteira”.  No plano estadual, o apoio também é ínfimo ou de nítida tibieza.

E a legislação em vigor, que passa a proibir coligação na proporcional, obriga que cada partido forme sua própria lista de candidatos (até 32 em Mossoró).

O MDB chegou a ser uma das grandes forças políticas locais até à época em que tinha o comando nas mãos do grupo da hoje vereadora Sandra Rosado (PSDB). Mas há tempos tem perdido nutrientes e vaga como um zumbi pelo universo político local.

Nota do Blog – Cá para nós e o povo da rua: Izabel continuará onde sempre esteve: no MDB.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Política
terça-feira - 04/02/2020 - 17:26h
Mossoró

Rosalbistas e ativistas se enfrentam em Câmara Municipal


Do Blog Saulo Vale e boxe do Blog da Chris

Foi num clima conturbado e de estresse que a prefeita mossoroense Rosalba Ciarlini (PP) realizou a tradicional leitura da mensagem anual na Câmara Municipal de Mossoró. O ato, que aconteceu nesta terça-feira (4), marca o início dos trabalhos legislativos.De um lado, a militância rosalbista, que tentava amenizar as vaias e protestos. De outro, ativistas em defesa da causa animal protestavam, com vaias e cartazes, contra uma informação de que a Prefeitura sacrificaria animais de rua, notícia que o Palácio da Resistência nega.

- Pare de matar os animais, prefeita, bradava um dos manifestantes em alta voz.

- Padre Flávio [Augusto], só Deus aqui, viu?, queixava-se a prefeita.

Manifestantes fizeram ruidoso protesto (Foto: Edilberto Barros)

Por várias vezes, Rosalba interrompeu a leitura, diante de vaias e protestos dos ativistas. Teve até quem relembrou e cobrou promessas não cumpridas da campanha de Rosalba na eleição de 2016.

Cobrança e pedido de respeito

- Cadê o aplicativo para marcar exame?, cobrou um dos manifestantes.

- Tenham respeito. Se vocês não me escutarem, não vão poder reivindicar. Vão ficar só gritando? Não resolve nada, afirmou a prefeita.

A presidente da Câmara, vereadora Izabel Montenegro (MDB), ainda interveio e criticou duramente o protesto, classificando-o até como “palhaçada”.

Não serviu.

As vaias continuaram toda a sessão e o clima de estresse e acirramento seguiu.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Política
  • Rei do Entulho - Juliane Rocha - Imagem Gráfica
quarta-feira - 18/12/2019 - 21:46h
Trabalho

Alex Moacir é o vereador mais produtivo pela terceira vez


Alex ganhou pela terceira vez (Foto: Edilberto Barros)

O vereador Alex Moacir (MDB) recebeu troféu de parlamentar com mais proposições este ano, ao final da sessão desta quarta-feira (18).

Ao longo de 2019, o líder governista apresentou à Câmara Municipal de Mossoró 384 matérias legislativas, com ações em diversas áreas.

São 16 emendas à Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), 122 emendas à Lei Orçamentária Anual (LOA), 206 indicações, 10 projetos de Decreto Legislativo, 14 projetos de Lei Ordinária, 1 projeto de Resolução e 15 requerimentos.

Não estão contabilizados requerimentos orais.

O troféu Vereador mais Produtivo foi entregue a Alex Moacir pela presidente do Legislativo, Izabel Montenegro (MDB), ao fim da sessão de hoje.

Ele está no segundo mandato na Casa. Alex Moacir recebeu o mesmo troféu duas vezes na legislatura passada (2013/2016).

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Política
quarta-feira - 18/12/2019 - 15:50h
Política

Câmara finalmente tem relator para contas de ex-prefeito


Aline Couto: relatora (Foto: Edilberto Barros)

A presidente da Câmara Municipal de Mossoró, vereadora Izabel Montenegro (MDB), designou a vereadora Aline Couto (Avante) para ser relatora das contas da Prefeitura de Mossoró do exercício de 2016, gestão do ex-prefeito Francisco José Júnior (sem partido).

Aline terá 10 dias, a partir do início do ano legislativo 2020, para apresentar um parecer.

As contas de 2016 foram reprovadas pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE). Pesou na reprovação o fato do ex-prefeito não ter prestado informações à Corte, apesar das convocações.

Convocação

Francisco José Júnior deverá ser convocado pela Comissão de Orçamento, Finanças e Contabilidade da Câmara para prestar esclarecimentos.

Dificuldade de escolhas

Antes da designação de Aline Couto, pelo menos quatro vereadores haviam sido convidados para relatar as contas do ex-prefeito: Francisco Carlos (PP), Manoel Bezerra (PRTB), Genilson Alves (PMN) e Zé Peixeiro (PTC).

Nenhum aceitou.

Nota do Blog Carlos Santos – Alguns paladinos da justiça que integram a Cãmara Municipal de Mossoró, com incrível miopia seletiva, precisam ter cuidado com os rompantes de moralidade que disparam aqui e ali.

Pau que bate em Francisco, também pode bater em Chico.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Política
  • Rei do Entulho - Juliane Rocha - Imagem Gráfica
quarta-feira - 11/12/2019 - 10:18h
O outro lado

Izabel vê “jogo político rasteiro” em entrevista de vereador


Em relação às declarações do vereador Alex do Frango (PMB) emitidas no programa Cenário Político da TV Cabo Mossoró (TCM-Telecom) nesse último dia 9, reproduzidas por esta página na postagem sob o título “Vereador critica presidente da Câmara por empregar filha em prefeitura“, a presidente da Câmara Municipal de Mossoró faz contraponto com Nota de Esclarecimento.

Leia abaixo:

Nota de Esclarecimento

Não há fundamento na colocação do vereador Alex do Frango, de que eu teria mudado de comportamento político na Câmara Municipal.

Defendi a prefeita Rosalba Ciarlini na campanha eleitoral de 2016 e continuo a fazê-lo na Câmara. Não mudei de postura. Sou coerente.

Conduzo as sessões legislativas em total respeito ao Regimento Interno, com a supervisão presencial de técnicos efetivos da Casa.

Não utilizo, pois, a prerrogativa de presidente para interferir nas decisões do plenário, que é soberano e onde a maioria prevalece.

Discordo da expressão “tom de denúncia”, usada na postagem, já que não há nenhuma irregularidade que possa ser denunciada.

Por fim, lamento o envolvimento da minha filha, profissional qualificada, em jogo político rasteiro, com objetivo de me atingir pessoalmente.

Izabel Montenegro – Presidente da Câmara Municipal de Mossoró

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Política
quinta-feira - 31/10/2019 - 12:34h
Brasília

Comissão encaminha credenciamento à Pediatria Oncológica


Izabel e Cure participaram de reunião (Foto: divulgação)

Em audiência em Brasília (DF), nesta quinta-feira (31), a Liga Mossoroense de Estudos e Combate ao Câncer (LMECC) encaminhou o credenciamento do serviço de Pediatria Oncológica (tratamento contra o câncer em crianças) no Sistema Único de Saúde (SUS).

O procedimento foi feito por uma comissão de Mossoró no Ministério da Saúde, em reunião com o assessor especial do ministro Luiz Henrique Mandetta, ex-deputado federal José Carlos Aleluia.

Participaram da audiência a presidente da Câmara Municipal de Mossoró, Izabel Montenegro (MDB); o chanceler da LMECC, Francisco José Cure de Medeiros; presidente da Liga, Paulo Henrique Lima Monte; e a presidente da Associação de Apoio aos Portadores de Câncer de Mossoró e Região (AAPCMR), Ana Clébia Nogueira Pinto.

Distância

Com essa habilitação, Mossoró atenderá crianças de 62 municípios da região, sem que precisem percorrer um trajeto de mais de 300 km.

Criança com câncer de Pau dos Ferros, por exemplo, precisa viajar mais de 500 km para receber atendimento em Natal, o que dificulta o tratamento.

“E conseguiremos encurtar – e muito – essa distância, com o credenciamento no Ministério da Saúde, de onde saímos certos da habilitação, a depender apenas do envio de documentação restante. Uma vitória para a saúde de Mossoró e Região, uma vitória e um amparo ainda maior para crianças portadoras de câncer”, comenta Izabel.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Política / Saúde
Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.