sexta-feira - 25/10/2019 - 12:58h
Mossoró

Prefeitura adianta trâmites burocráticos para ter empréstimo


Após a aprovação da lei que autoriza o Executivo Municipal a contrair empréstimo de até R$ 150 milhões para investimentos em infraestrutura, a Prefeitura Municipal de Mossoró dá início aos trâmites burocráticos que integram mais uma fase para contratação do financiamento.

Kátia Pinto garante obras (Foto: TN)

Mossoró é a única cidade do Rio Grande do Norte a aprovar legislação específica pelo Financiamento à Infraestrutura e ao Saneamento (FINISA), que ocorreu em função dos ajustes financeiros e contábeis realizados no Município, informa a municipalidade.

A partir da conclusão dos trâmites e encaminhamento dos documentos complementares das áreas contábil e jurídica, a Prefeitura aguarda a liberação da Secretaria do Tesouro Nacional, para posterior confirmação da CAIXA.

“Os valores serão liberados de forma gradativa durante dois anos, até a conclusão do montante do financiamento”, finaliza Kátia.

Obras e investimentos

Dentre as obras que integram a carta encaminhada à Caixa Econômica Federal (CEF) estão a conclusão de cinco unidades básicas de saúde, que exigem contrapartida do Município, sendo elas: UBS Bom Jesus, UBS Santa Júlia, UBS Vingt Rosado, UBS Jardim das Palmeiras e UBS Costa e Silva.

Tem ainda os equipamentos do Corredor Cultural, com recuperação do Teatro Municipal Dix Huit Rosado, Memorial da Resistência e Praça de Convivência.

Outra obra é a revitalização da Cobal, além das obras do Centro Especializado de Reabilitação, CER, que também é realizada via convênio com o Governo Federal e investimento da Prefeitura. A lista conta com 44 obras descritas e detalhadas, conforme exigência do banco.

“Temos ainda investimento na recuperação asfáltica, totalizando mais de R$ 60 milhões na reestruturação de ruas e avenidas da cidade”, complementa a secretária de Infraestrutura, Kátia Pinto.

Com informações da Prefeitura de Mossoró.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Administração Pública
quinta-feira - 24/10/2019 - 07:48h
ELEIÇÕES 2020

Governismo começa a ‘usar’ empréstimo milionário


A minoritária e necessária bancada oposicionista na Câmara Municipal de Mossoró que se acautele.

O governismo engatou a segunda marcha do seu rolo-compressor, após aprovar ontem (veja AQUI e AQUI) em regime vapt-vupt projeto para poder contrair empréstimo de até R$ 150 milhões.

Alguns vereadores do governo começaram a assediar lideranças e representantes de grupos sociais ligados à oposição, com promessa de obras e mais obras com essa dinheirama.

Paralelamente, a ordem para a infantaria digital e mídia parceira é propagar que os vereadores oposicionistas “votaram contra Mossoró”.

É, não é fácil nadar contra a corrente.

E as eleições 2020 estão aí, batendo à porta.

Acautelem-se, acautelem-se!

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Política
  • Assembleia Legislativa - Queijeiras - Art&C - 23-10-19
quarta-feira - 23/10/2019 - 12:10h
Mossoró

Governo se livra de audiência pública sobre empréstimo


Além de aprovar hoje pedido para que a municipalidade possa contrair empréstimo de até R$ 150 milhões, a Câmara Municipal de Mossoró derrubou proposição para audiência pública que trataria sobre o projeto.

A bancada governista rejeitou requerimento apresentado pelo vereador Gilberto Diógenes (PT), na sessão desta quarta-feira (23).

Ontem, o parlamentar não pode fazer o pedido porque ardilosamente os vereadores que seguem orientação da prefeita Rosalba Ciarlini (PP) abandonaram o plenário (veja AQUI). Não permitiram que houvesse quórum à votação.

Hoje, livraram-se de vez da importunação com a força majoritária da bancada.

Leia também: Câmara Municipal aprova empréstimo em regime “vapt-vupt”;

Leia tambémEmpréstimo dará para construir nova sede da Câmara Municipal;

Leia tambémEmpréstimo de Rosalba é cartada político-eleitoral decisiva;

Leia tambémPrefeitura quer fazer empréstimo “urgente” de até R$ 150 milhões.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Política
terça-feira - 22/10/2019 - 15:28h
Urgência

Após denúncia, prefeitura monta força-tarefa para acabar obra

Blog Carlos Santos mostrou no dia passado que um símbolo da cidade de Mossoró estava abandonado

Após denúncia fartamente documentada em fotos, informações textualizadas e vídeo pelo Blog Carlos Santos, a Prefeitura Municipal de Mossoró desencadeou operação emergencial para finalmente terminar obra de restauração da Praça Vigário Antônio Joaquim. Desde abril do ano passado, há mais de um ano e seis meses, o serviço estava emperrado.

Foto com registro de hoje no início da tarde, após mobilização da prefeitura para se livrar de boa parte dos detritos (Foto: BCS)

Nesta terça-feira (22), sem questionar nenhum ponto do que denunciamos, a gestão da prefeita Rosalba Ciarlini (PP) anunciou através de comunicado em suas redes sociais, que no dia 14 de novembro próximo finalmente vai abrir a praça a uso normal.

Operacionalmente, resolveu montar uma força-tarefa com a empresa contratada à obra - Vita Comércio e Serviços Ltda. – para tocar o empreendimento. Tem que aprontar de qualquer jeito.

Foto panorâmica da PMM em suas redes sociais, hoje, tenta suavizar o estrago mostrados pelo Blog Carlos Santos

Equipe para varrição, lavagem, recolhimento de lixo e monturos foi destacada e em poucas horas foi possível fazer alguns fotos para publicação oficial. Mesmo assim, não disfarçam o cenário que mostramos com clareza.

Acesso proibido

Também foi destacado serviço de vigilância, para evitar que viciados em droga e outros indivíduos continuassem ocupando a praça. Também é proibido o acesso de qualquer outra pessoa estranha ao trabalho.

A reportagem especial desta página no dia de ontem (veja AQUI) provocou retomada dos trabalhos, mas continuará sem resposta para muitas interrogações: a municipalidade emitiu uma ordem de serviço no dia 10 de abril do ano passado e outra em setembro do mesmo ano, para a mesma obra.

A primeira garantia entrega da praça para agosto de 2018 e a segunda para março deste ano.

A de abril, no valor de R$ 95.491,66 e sob a responsabilidade da Lima Engenharia e Construções. A outra, com montante de R$ 425.132,44, que está nas mãos da Vita.

Ambiente semidestruído, a Praça Vigário Joaquim foi mostrada por Nosso Blog ontem, em fotos do domingo, 20 (Foto: BCS)

Nota do Blog – Mais uma vez damos demonstração inequívoca de que tratamos assuntos sérios com a seriedade que eles merecem. Mesmo sob críticas e ataques de garachués anônimos ou não, cumprimos parte do nosso papel. Parte, bom frisarmos.

Infelizmente, os órgãos fiscalizadores oficiais não tratam com um pingo de zelo a coisa pública e não podemos ir muito além. Existem várias outras obras em situações idênticas ou piores. E, claro, ninguém é ou será punido.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Administração Pública / Gerais / Política
  • Mossoró Oil & Gas Expo
segunda-feira - 21/10/2019 - 06:38h
O que estão fazendo com você?

“Prefeita das Praças” abandona símbolo de Mossoró

Logradouro público no centro da cidade está há quase um ano e 7 meses em obras, mas semidestruído

Conhecida pela prodigalidade em “fazer praças” na cidade ao longo de três mandatos como prefeita, Rosalba Ciarlini (PP) está prestes a entrar no último ano do seu quarto mandato à frente da Prefeitura de Mossoró, marcada por uma simbologia inversamente proporcional. Ela é a prefeita que deprecia e destrói um dos logradores públicos mais simbológicos do município, no coração da urbe: a Praça Vigário Antônio Joaquim.

Monturos se formam na praça, escondidos por tapume e tendo Câmara Municipal ao fundo como cúmplice (Foto: BCS)

Desde o dia 10 de abril de 2018 (isso mesmo, veja AQUI, há um ano, seis meses e 11 dias) que ordem de serviço foi assinada para “obras de restauração, acessibilidade e manutenção”, no valor de R$ 95.491,66 e prazo de entrega para 120 dias, com responsabilidade da Lima Engenharia e Construções. Em agosto de 2018, ano passado, era para ter sido reinaugurada.

Desde então, no curso da campanha eleitoral do ano passado, quando tinha o filho Cadu Ciarlini (PP) como candidato a vice-governador do ex-prefeito natalense Carlos Eduardo Alves (PDT), ela e uma entourage fez várias visitas ao local e nunca entregou a obra nem justificou o porque de não abri-la ao uso da população.

Cotidiano do caos

O retrato do local é desolador. Num tour por onde antes circulavam adultos e crianças durante muitas décadas, logo encontramos monturos e estruturas físicas semidestruídas. Foi transformada em residência fixa de incontáveis moradores de rua que se entregam a seus vícios, fazem necessidades físicas e converteram bancos em varais para roupas ou camas, numa vida cotidiana dividida com pombos, lixo, ratos e baratas.

Num banco transformado em varal, cueca, calção e outras peças dos atuais ocupantes do local (Foto: BCS)

A Praça Vigário Antônio Joaquim é uma vergonha à céu aberto, mas escondida dos olhos de transeuntes por tapumes de alumínio. Os responsáveis por esse escárnio seguem preservados de críticas ou qualquer tipo de indignação da população.

O vizinho que deveria “fiscalizar”

Também são poupados de cobrança incisiva da Câmara Municipal. Inclusive, esse poder “fiscalizador” é vizinho – a poucos metros – do local. Na verdade, parceiro e cúmplice desse crime de lesa-Mossoró.

Impossível não perceber tanto acinte, haja vista que das janelas do seu plenário é possível ter uma visão panorâmica desse patrimônio da gestão de Rosalba Ciarlini, numa área de cerca de 1.900 metros quadrados.

Alguns moradores de rua descansam tranquilamente em bancos, sem qualquer tipo de preocupação no local (Foto: BCS)

Estranho também que a mesma Praça tenha passado a ter outra empresa contratada para realizar o mesmo serviço, sem que praticamente nada revele que ali um dia foi promovida qualquer tipo de restauração, acessibilidade e manutenção.

Outra empresa, outro valor, outro prazo

Desde o fim de setembro de 2018 que trabalhadores começaram a cercar a praça (veja AQUI), com a nova obra definida (e outra empresa, a Vita Comércio e Serviços Ltda.) no valor de R$ 425.132,44.

Em seis meses tudo seria entregue, garantia a propaganda municipal. Ou seja, março de 2019.

Outro prazo que foi e continua ignorado e nenhum esclarecimento é prestado ao contribuinte, ou seja, quem paga o desperdício.

Catedral de Santa Luzia e a estátua do sogro da prefeita, Governador Dix-sept Rosado, testemunham desprezo (Foto: BCS)

A mesma praça com duas placas com especificações do empreendimento (a primeira já foi retirada do local), dois prazos, dois valores bem diferentes e uma mesma realidade: abandono, desprezo.

A “casa” da prefeita

A “prefeita das praças” anunciou na pré-campanha de 2018 que tinha 35 obras em andamento e mais 30 estariam em licitação, a maioria para reparos em praças, calçamentos, tapa-buraco.

“A nossa cidade é como a nossa casa, tem que ter manutenção frequente”, palavras dela no dia 10 de abril do ano passado.

Cabe um ditado popular para enquadrá-la à realidade: “Faça o que eu digo, mas não faça o que eu faço”.

Vale ainda lembrar um bordão que ela utilizou em sua campanha municipal vitoriosa em 2016: “Minha Mossoró, o que estão fazendo com você?”

Foi o mote para transformar o então prefeito Francisco José Júnior (PSD à época) em seu principal cabo eleitoral. Nas redes sociais, principalmente, muitas vozes se levantaram para julgá-lo e sentenciá-lo ao purgatório. Agora, não. Há um silêncio tumular.

Ambiente fétido, semidestruído, praça merece um tour guiado para se ver o que é feito em Mossoró (Foto: BCS)

Dezenas de pequenas obras seguem paradas ou quase parando, outras tantas não passaram de propaganda.

Entretanto o enredo ainda não está completo.

Estátua e Santa Luzia como testemunhas

Esta semana a Câmara Municipal de Mossoró deverá aprovar projeto de lei que autoriza o município a contratar empréstimo “de até” R$ 150 milhões (veja AQUI) para obras de calçamento, asfalto e construção de prédios públicos.

Dinheiro à mão do mesmo governo que não consegue concluir reparos banais numa praça diante de outros dois símbolos mossoroenses: a estátua do seu sogro, o governador Dix-sept Rosado, e a Catedral de Santa Luzia, padroeira dos católicos e dos olhos. Ela deve estar vendo tudo.

Depois de mais de um ano e 6 meses, ferragens, sistema elétrico, alvenaria e outras estruturas provam desperdício (Foto: BCS)

Leia também: Rosalba faz ‘duas’ obras na mesma praça e mantém abandono (24 de junho de 2019);

Leia também: Empréstimo de Rosalba é cartada político-eleitoral decisiva.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Política
quarta-feira - 16/10/2019 - 13:38h
Mossoró

Prefeitura admite falta de remédios, mas diz tomar medidas


A Prefeitura de Mossoró informa que o trâmite do processo para compra dos medicamentos psicotrópicos (remédios controlados) já foi concluído recentemente. Em breve os empenhos serão realizados para logo em seguida encaminhar os medicamentos às UBSs até o fim do mês.

Em relação à Unidade Básica de Saúde (UBS) Dr. José Fernandes de Melo citada em postagem do Blog Carlos Santos (veja AQUI), são medicamentos psicotrópicos que a Secretaria de Saúde já tinha reposto junto à unidade até o mês passado.

Neste mês, a UBS enfrentou dificuldades no abastecimento completo pois aguardava o resultado da licitação da nova compra.

A Secretaria de Saúde priorizou o estoque atual para unidades especializadas de saúde.

A Secretaria de Saúde da Prefeitura de Mossoró informa que foram realizadas licitações nos dias 17, 18 e 23 de setembro para compra de diversos medicamentos que vão garantir o abastecimento regular das UBSs do Município até o fim do próximo ano.

Os valores das licitações chegam ao montante de cerca de R$ 30 milhões para compra de farmácia básica, psicotrópicos, material médico hospitalar, injetáveis, curativos especiais e insulinas.

Leia também: “As UPA’s estão um  caos”, denuncia médico plantonista.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Saúde
  • WR Industrial - Agência Ágape - 09-10 a 28-12-19
quarta-feira - 16/10/2019 - 12:52h
Primeira mão

Prefeitura quer fazer empréstimo urgente de até R$ 150 milhões

Mensagem com projeto chegou nesta quinta à Câmara Municipal de Mossoró e amarra contrato ao FPM

A prefeita Rosalba Ciarlini (PP) encaminhou em regime de “urgência” à Câmara Municipal de Mossoró nesta quarta-feira (16), o projeto de lei de número 1214 de 15 de outubro de 2019, que autoriza a municipalidade a “contratar e garantir operação de crédito junto à Caixa Econômica Federal (CEF), até o valor de R$ 150 milhões”.

Mensagem aponta números e propósitos do governo municipal no pedido de autorização (Reprodução BCS)

Os recursos objetivam “dotar o Município de recursos para realização de importantes obras de infraestrutura urbana, com ênfase na pavimentação e saneamento além de construção e reformas de prédios públicos, a fim de melhorar a qualidade da prestação dos serviços públicos e de melhores condições de vida aos cidadãos mossoroenses”.

Projeto aponta o Fundo de Participação dos Municípios (FPM) como garantia (Reprodução BCS)

O Governo Municipal apresenta no enunciado do projeto, que os recursos para cobertura do empréstimo serão decorrentes do Fundo de Participação dos Municípios (FPM).

Operação mexe com Lei Orçamentária Anual e Plano Plurianual da prefeitura (Reprodução BCS)

A municipalidade vinha tratando essa operação como assunto fechado. Até bem poucos dias, todas as fontes do governo municipal negavam essa hipótese de empréstimo. O caso foi até levantado pelo vereador Genilson Alves (PMN) da oposição, que procurou a própria CEF.

A estatal negou a existência de qualquer negociação nesse sentido (veja AQUI e AQUI).

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Política
terça-feira - 15/10/2019 - 20:14h
Mossoró real

Desabastecimento de remédios é situação generalizada


O problema de desabastecimento de remédios de uso regular, que deveriam estar disponíveis na rede de saúde pública da Prefeitura de Mossoró, não é problema apenas nas Unidades de Pronto-Atendimento (UPA’s).

Lista mostra remédios indisponíveis (Foto: reprodução)

O Blog Carlos Santos mostrou situação nas UPA’s em outra postagem nesta terça-feira (15) – veja AQUI, mas o quadro é sistêmico e endêmico de falência do serviço.

Em várias Unidades Básicas de Saúde (UBS’s) o quadro é ainda mais delicado.

Na UBS Doutor José Fernandes de Melo do bairro Lagoa do Mato, por exemplo, a sua administração colocou à porta comunicado com lista de remédios que não estão disponíveis.

“Procurei alguns remédios em outras UBS’s e o problema é o mesmo”, reclama um popular, que pede intervenção desta página para a municipalidade tomar providências.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Saúde
  • Repav - 30 Anos - Residencial Dix-neuf Rosado - Mais Publicidade - 240-08-19
quinta-feira - 10/10/2019 - 15:48h
Caso Porcellanati

Rosalba engana mais de 2,4 mil pessoas e vira piada na Net


Do Blog da Chris

A promessa da prefeita Rosalba Ciarlini (PP) de que arranjaria 500 empregos na indústria Porcellanati, anunciada com uso de propaganda oficial da Prefeitura de Mossoró, está se voltando contra ela. A mentira tem mesmo pernas curtas.

Em julho de 2018, prefeitura espalhou propaganda para sacramentar grande golpe eleitoral (outro) em Mossoró (Reprodução)

Na campanha do ano passado, tendo o filho Kadu Ciarlini (PP) como vice de Carlos Eduardo Alves (PDT), Rosalba usou de todos os meios para alavancar a chapa, mas terminou perdendo as eleições nos dois turnos em Mossoró.

Mas não foi por falta de esforço e do uso até mesmo desse tipo de artifício. A promessa de 500 empregos levou mais de 2 mil e 400 pessoas inocentes à fila sob sol forte no centro da cidade, onde entregaram currículo à prefeitura com o sonho de seleção pela Porcellanati, que não produz sequer uma telha desde 2014 e não pagou seus ex-funcionários até hoje.

Nas redes sociais, o povão não esquece o estelionato eleitoral e faz adaptação à arte da prefeitura (Reprodução)

O nome disso é estelionato eleitoral, prefeita. Minha Mossoró, o que estão fazendo com você?

Esse é o jeito de administrar de quem fez, faz e sabe fazer.

Depois não diga que não avisamos.

Nota do Blog Carlos Santos - À época desse estelionato eleitoral, julho do ano passado,  antecipamos e explicamos antecipadamente o porquê de tudo ser uma grande fraude, com segurança plena do que publicávamos. Confira: Rosalba promete o que não existe nem lhe cabe.

A gente não mentiu nem exagerou. Usamos alguns princípios da lógica e informações privilegiadas para tentarmos evitar que tanta gente fosse ludibriada, transformada em babaquaras. Nossa solidariedade a todos os humilhados e enganados.

Multidão entregou currículo à prefeitura, acreditando que participava de um processo seletivo sério (Foto: reprodução BCS)

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Política / Só Pra Contrariar
quarta-feira - 09/10/2019 - 19:10h
LOA 2020

Vereadores apresentam mais de 380 emendas para orçamento


Um total de 381 emendas apresentadas pelos vereadores à Lei Orçamentária Anual (LOA) para 2020 (Projeto de Lei do Executivo n º 1.213/2019) foi lido no plenário da Câmara Municipal de Mossoró, na sessão desta quarta-feira (9). Fez parte do calendário de apreciação da matéria.

Vereadores apresentaram número expressivo de emendas para projeto do Executivo (Foto: Edilberto Barros)

As emendas propõem ajustes à proposta e, do total, são 156 de natureza aditiva; 221 modificativas e 4 substitutivas (acrescem, alteram ou substituem ações). Reversaram-se na leitura os vereadores Aline Couto (Avante), Ozaniel Mesquita (PL) e Rondinelli Carlos (PMN).

Após a leitura no plenário, as emendas foram encaminhadas à Comissão de Orçamento, Finanças e Contabilidade (COFC), que tem até o próximo dia 23 para analisar as matérias e proferirá decisão sobre quais serão aceitas ou rejeitadas, na sessão plenária do dia 29 deste mês.

No mesmo dia, os vereadores votarão a LOA para 2020 (primeiro turno) e, dia 6 de novembro, em segundo turno, a partir de quando será remetida à Prefeitura para sanção, na íntegra ou com vetos parciais, e publicação no Jornal Oficial de Mossoró (JOM) para ter força de lei.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Política
  • Mossoró Oil & Gas Expo
quarta-feira - 09/10/2019 - 17:42h
Na pressão

“Escravos da Athos” começam a receber salários atrasados

Mas apesar de estranho contrato milionário sem licitação e pagamento 'fura-fila', débitos continuam

A empresa terceirizada Athos Assessoria e Serviços de Terceirizados começou a pagar parte de salários-base e outros direitos a seus empregados. Mas está muito longe ainda de cobrir todo seu ‘insondável’ débito que se arrasta desde junho, no vínculo com a Prefeitura municipal de Mossoró.

Grupo de WhatsApp reúne explorados por empresa e prefeitura, apesar de números milionários (Print: reprodução)

O Sindicato dos Empregados Asseio e Conservação Urbana (SINDLIMP/RN) é interpelado pelo Blog Carlos Santos e informa que pelo menos 290 terceirizados da empresa vivem em situação de calamidade. Em redes sociais, os próprios empregados se autodenominam “Escravos da Athos”.

No feriado de quinta-feira (3) foram pagos somente motoristas e socorristas, no contrato referente à pasta da Saúde (mês de julho). Ontem, o município fez o restante do depósito para a empresa concluir a folha desse mesmo mês.

Muito débito ainda em aberto

Ficam ainda em aberto 15 dias de junho, agosto e setembro, correspondentes à Saúde e contrato relativo à Secretaria da Administração e Recursos Humanos, além do vale-alimentação de igual período.

Na véspera do feriado (quarta-feira, 2), esta página já tinha mostrado a extensão do problema (veja AQUI). Antes, no dia 2 de setembro (veja AQUI), noticiamos em primeira mão novo contrato dessa terceirizada com a prefeitura, num valor superior a R$ 5,1 milhões, com dispensa de licitação.

Segunda-feira (7), também mostramos - Temendo paralisação do Samu, prefeitura vai pagar terceirizada – que municipalidade resolveu furar fila de pagamentos para beneficiar empresa, temendo colapso de setor vital.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Administração Pública / Gerais
terça-feira - 08/10/2019 - 16:00h
Dinheiro

Venda de folha de pessoal é cogitada por município


Segundo noticia o jornalista Vonúvio Praxedes do Blog Diário Político, a Prefeitura Municipal de Mossoró prepara negociação da sua folha de pessoal.

Os números estariam estimados em R$ 10 milhões, outra vez com a Caixa Econômica Federal (CEF).

O vereador oposicionista Genilson Alves (PMN) vai pedir oficialmente na Câmara Municipal explicações ao Executivo sobre a negociação e informação – não confirmada – de operação de empréstimo (veja AQUI).

Ele esteve hoje com representante da CEF em Mossoró, coletando informações sobre esses dois assuntos.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Administração Pública / Política
  • Repav - 30 Anos - Residencial Dix-neuf Rosado - Mais Publicidade - 240-08-19
terça-feira - 08/10/2019 - 10:30h
Pré-campanha

Oposição quer dados sobre eventual empréstimo milionário


Do Blog Saulo Vale

A bancada de Oposição na Câmara Municipal de Mossoró vai buscar informações sobre um eventual empréstimo milionário que a Prefeitura negocia junto à Caixa Econômica Federal.

Foi o que afirmou o vereador oposicionista Genilson Alves (PMN), durante entrevista no Enfoque Político (Super Tv) desta segunda-feira (7).

“Nos bastidores, comenta-se sobre essa possível operação bancária. Não há nada ainda de oficial, mas queremos saber se há essa negociação da PMM com a Caixa”, afirmou.

Ele disse que, ainda nesta semana, os vereadores de oposição devem buscar informações no próprio banco.

O empréstimo seria por volta de R$ 200 milhões, para ser usado já nos primeiros meses de 2020. Ano eleitoral.

Para ser efetivado, precisa ser aprovado pela Câmara.

Nota do Blog - No dia 10 de julho de 2013, pouco mais de um ano antes do pleito de 2014, em que pensava na reeleição, a então governadora Rosalba Ciarlini (DEM, hoje no PP) obtinha do Senado votação favorável para empréstimo de 540 milhões de dólares (à época, o equivalente a mais de R$ 1 bilhão). Sua aposta era alavancar imagem pessoal e do governo, para se reeleger, mas não se viabilizou politicamente e o empréstimo só passou a ser operacionalizado na gestão Robinson Faria (PSD), sequenciado agora pelo Governo Fátima Bezerra (PT) no Programa Governo Cidadão (mesma coisa com denominação diferente).

À ocasião, o governo estadual já enfrentava angústia de comprometimento da folha de pessoal, problema que ocorre agora na gestão municipal, haja vista que a remuneração do pessoal não está sendo paga completamente dentro mês trabalhado, como prometido.

Que a prefeita consiga o empréstimo e ele tenha destinação não apenas de combustível político-eleitoral. Os órgãos fiscalizadores que tratem de trabalhar, inclusive a Câmara Municipal, coisa difícil.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Política
segunda-feira - 07/10/2019 - 17:08h
Prioridade

Temendo paralisação do Samu, prefeitura vai pagar terceirizada


Autorização através de portaria vai gerar crédito à Athos (Reprodução)

A Prefeitura de Mossoró publica portaria sob o número 280/2019, da Secretaria Municipal da Saúde, autorizando quebra de ordem cronológica da “Nota Fiscal 44″, em favor da empresa Athos Assessoria e Serviços de Terceirizados, no valor superior a R$ 329,018,51.

A justificativa da gestão Rosalba Ciarlini (PP) é o de atender a essa terceirizada, para que serviços essenciais do Serviço de Atendimento Médico de Urgência (SAMU) não parem.

Semana passada, o Blog Carlos Santos mostrou a dimensão das dívidas dessa terceirizada (veja AQUI), mesmo com recente contrato obtido na municipalidade com “dispensa de licitação” (veja AQUI).

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Administração Pública
  • Repav - 30 Anos - Residencial Dix-neuf Rosado - Mais Publicidade - 240-08-19
sexta-feira - 04/10/2019 - 08:34h
Depoimento

A flecha certeira da arte


Olhe só o poder da arte, a força da cultura, para transformar vidas e comunidades.

O coreógrafo e professor de educação física Abraão Morais posta mensagem em seu endereço no Facebook, dirigida ao diretor teatral Marcelo Flecha, falando em tom de agradecimento. Sintetiza sua própria relação com a arte e a vê como sinônimo de vida, pelas mãos de diretores como Flecha, que comandou este ano o Auto da Liberdade (Mossoró):

Abraão Morais recapitula a própria história com a arte e a relação de gratidão à Marcelo Flecha (Fotos: Facebook)

Em 2001 eu fiz o meu primeiro Auto da Liberdade! Dirigido por Fernando Bicudo e assistência de Marcelo Flecha, eu era a criança mais feliz do mundo por estar no palco por 8 minutos apenas brincando de tica-cola!

Os olhos brilhavam olhando o Ballet Ópera Brasil, que fazia suas coreografias com um primor que só eles tinham! Fiz Auto da Liberdade 2001, 2002, 2004, 2005, 2006, 2007, 2008, 2009, 2010, 2012, 2013, 2014, 2016 e em 2019 fui agraciado pra ser um dos coreógrafos desse processo!

Eu estou até agora sem acreditar na quantidade de objetivos que Deus vem me agraciando! Marcelo, eu não tenho palavras pra expressar o tamanho da GRATIDÃO de trabalhar ao seu lado, pessoa que pra mim sempre foi referência. Eu aprendi muito com você, e quero aprender mais! Muuuuuito obrigado por tudo!

O senhor não tem noção do ser humano que eu sou hoje após o processo do auto 2019! Obrigado por despertar na comunidade, na qual eu me incluirei sempre, a vontade de fazer arte.

Precisamos de mais pessoas que acreditem no povão! O Voluntariado é portas para um celeiro de novos artistas! Obrigado Prefeitura Municipal de Mossoró e ao secretário municipal de Cultura, Eduardo Falcão, pela oportunidade e por ter trazido a comunidade de volta ao protagonismo! Mossoró precisa de mais processos como esse! Por fim, Gratidão a Deus por tudo!

#AArteSalva #EuSouFrutoDaArte!

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Cultura
quinta-feira - 03/10/2019 - 17:14h
Educação

Prefeitura de Mossoró vai aderir à escola cívico-militar


Proposta chega aos municípios (Foto ilustrativa)

Com o anúncio feito pelo Ministério da Educação (MEC) de que a partir dessa sexta-feira (4) o governo disponibilizará um novo período de adesão ao Programa Nacional das Escolas Cívico-Militares, para os municípios, a Prefeitura de Mossoró, através da Secretaria de Educação, manifestou interesse em participar. A PMM irá se habilitar com 3 escolas.

Segundo a Secretária de Educação, Magali Delfino, o município fará o pedido de adesão ao programa nacional com as Escolas Celina Guimarães; Raimunda Nogueira do Couto, no bairro Santo Antonio e Heloisa Leão, no Bom Jesus.

Conforme o MEC, dentre os critérios, terão preferência as escolas que tenham estudantes em situação de vulnerabilidade social e Índice de Desenvolvimento de Educação Básica (Ideb) abaixo da média do estado.

Militares da reserva

O Ministério da Defesa utilizará militares da reserva das Forças Armadas para trabalhar nas escolas que aderirem ao novo programa. Os militares deverão ser contratados por meio de processo seletivo, com tempo mínimo de serviço de dois anos, prorrogável por até 10 anos. Eles passarão por treinamento e receberão 30% da remuneração que recebiam antes da aposentadoria. Municípios poderão destinar policiais e bombeiros militares para auxiliar na disciplina e organização das escolas.

Com informações da PMM.

Nota do Blog – Quinze estados e o Distrito Federal aderiram ao modelo proposto pelo Governo Federal. O RN esquivou-se. Não está entre os que aderiram. No Nordeste, apenas o Ceará. Saiba mais sobre escolas cívico-militares clicando AQUI.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Educação
  • Repav - 30 Anos - Residencial Dix-neuf Rosado - Mais Publicidade - 240-08-19
quarta-feira - 02/10/2019 - 16:46h
Mossoró

Atraso salarial em terceirizada de prefeitura fica mais grave


Pelo menos 290 terceirizados que trabalham para a Prefeitura Municipal de Mossoró, através da empresa Athos Assessoria e Serviços Terceirizados, não conseguem receber salários em dia. O quadro só se agrava em dezenas de famílias.

Eles vivem em situação angustiante com salários em atraso e sem solução alguma, além de possibilidade de maior agravamento da situação.

A delegada sindical do Sindicato dos Empregados Asseio e Conservação Urbana (SINDLIMP/RN), Aldeíza de Sousa, acrescenta também que ”a empresa colocou pessoal que trabalha no Mercado Central, Central de Abastecimento (Cobal) e Secretaria Municipal da Fazenda em aviso prévio, sem dar uma explicação para a demissão”.

Na Câmara Municipal, o vereador oposicionista Alex do Frango (PMB) conseguiu aprovar requerimento que convida representante da empresa a dar explicações sobre os atrasos.

Denúncia e novo contrato milionário

Na Secretaria Municipal de Saúde, o pessoal que trabalha para a Athos falta receber 15 dias de junho, além dos meses de julho e agosto. Setembro está próximo de se vencer no quinto dia útil de outubro, além de atrasos em vale-alimentação em igual período.

Na Secretaria de Administração, a empresa não pagou até o momento segunda quinzena de junho e o mês de agosto. No quinto dia útil de outubro vencerá setembro, com os respectivos vales-alimentação.

No mês passado, já ocorrera denúncia sobre a gravidade da situação, que só piorou: Salário em atraso afeta situação de trabalhador que serve gestão Rosalba Ciarlini.

Antes disso, o Blog Carlos  Santos noticiava outro contrato milionário obtido pela Athos, com a municipalidade: Prefeitura faz mais uma milionária dispensa de licitação.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Administração Pública / Gerais
quarta-feira - 25/09/2019 - 16:48h
Estado x Prefeituras

Proedi do Governo Fátima é bastante nocivo aos municípios

Titular do Planejamento de Mossoró, Aldo Fernandes, diz que municípios têm perdas sem compensação

Para o secretário municipal do Planejamento de Mossoró, advogado Aldo Fernandes, o decreto que instituiu o Programa de Estímulo ao Desenvolvimento Industrial (PROEDI) do governo estadual, é extremamente nocivo aos entes municipais. Ele representou o município de Mossoró, ao lado do procurador-adjunto Júlio César Soares, em reunião de prefeitos do estado com a governadora Fátima Bezerra (PT), nessa terça-feira (24) – veja AQUI e AQUI e AQUI.

Aldo prevê judicialização (Foto: Portal Acontece RN)

Na avaliação de Fernandes, o Governo Fátima Bezerra implementa o Proedi com o propósito de fomentar a atração de indústrias e ensejar absorção de mão de obra, mas sem ter discutido com as prefeituras, usando um percentual tributário sem razoabilidade.

Mais de 100 prefeitos estiveram na Governadoria e a apreensão é comum. Segundo Aldo Fernandes, o governo estadual oferece até 95 por cento de renúncia fiscal (ICMS) às indústrias que se instalarem no RN, mas utilizando 25 por cento do que cabe aos municípios. Todos as prefeituras terão perdas, assinala, sem que “tenhamos uma compensação, num momento de profunda dificuldade, com quedas nas receitas”.

Emprego e renda

Afirma que Mossoró apoia a geração de emprego e políticas públicas para esse fim, “como fazemos aqui. Mas o que debatemos é a equação, a fórmula para isso. Os municípios estão arcando com parte desse ônus, que também vai impactar em repasses do SUS (Sistema Único de Saúde) e Fundeb (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação)”.

A Prefeitura Municipal de Mossoró tem cálculos preliminares já feitos pela pasta da Tributação, que aponta algo em torno de R$ 7 milhões de perdas somente em 2020.

Aldo Fernandes sentiu, em diálogo com diversos prefeitos, além da postura da própria recalcitrante da governadora, que dificilmente haverá um consenso. “Sendo assim, sem sombra de dúvidas os municípios irão judicializar essa questão”, prevê ele em entrevista ao Blog Carlos Santos.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Política
  • WR Industrial - Agência Ágape - 09-10 a 28-12-19
terça-feira - 24/09/2019 - 13:14h
Mossoró

Promotor quer que prefeitura pare de despejar lixo na zona rural


Domingos Sávio: recomendação (Foto: Romeu Dantas)

A Prefeitura de Mossoró deve parar de dispor irregularmente resíduos sólidos domiciliares no Sítio Florânia, Estrada da Alagoinha, Zona Rural do Município, cuja licença ambiental prevê apenas a disposição exclusiva de resíduos da construção civil e de podas de árvores, não podendo a área ser utilizada como lixão de resíduos domiciliares.

Foi o que recomendou o Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN), por meio da 3ª Promotoria de Justiça de Mossoró. É assinada pelo promotor Domingos Sávio Brito Bastos Almeida.

No documento, publicado no Diário Oficial do Estado (DOE), o MPRN também recomendou que o Município adote providências para o remanejamento dos resíduos sólidos domiciliares irregularmente depositados no local destinando-os ao aterro sanitário da cidade.

Inspeção realizada no dia 10 de maio de 2019, por equipe técnica da fiscalização do Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente (IDEMA), apontou o descarte de grande quantidade de resíduos sólidos urbanos domiciliares dispostos aleatoriamente no solo, tendo como responsáveis pela citada irregularidade o Município de Mossoró e a empresa Vale Norte Construtora Ltda.-ME.

A licença ambiental restringe a utilização da área para fins de disposição exclusiva de resíduos sólidos de construção civil e de podas de árvores.

Veja AQUI a íntegra da recomendação.

Nota do Blog – Impressiona como o serviço de limpeza urbana de Mossoró segue produzindo fatos negativos, mesmo pago com somas multimilionárias. A zona rural, num trecho de muitas reclamações, transformou-se em aterro sanitário a céu aberto. Mossoró é realmente um país à parte.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Administração Pública / Justiça/Direito/Ministério Público
sexta-feira - 20/09/2019 - 21:35h
Mais uma

Prefeitura deve mais de R$ 1,7 milhão por serviço de oxigênio


Serviço é vital ao sistema de saúde (Foto: Luciano Lellys)

Do Blog Carol Ribeiro

A Prefeitura Municipal de Mossoró tem mais uma dívida contabilizada. O valor é R$ 1.727.100,00. Os dados são da empresa Pharmagas, que fornece oxigênio hospitalar à municipalidade para utilização no sistema público de Saúde.

A informação foi repassada pelo vereador Ozaniel Mesquita (PL), no programa Cenário Político (TCM Telecom).

A empresa possui dois contratos com o Executivo Municipal, um com a Usina de Oxigênio, com enchimento de cilindros que abastecem todas UPAs, incluindo transporte, reservas e todo consumo do município; e outro contrato para atendimento domiciliar “Home Care” com locação de concentradores de oxigênio portátil para uso dos pacientes em casa; e o fornecimento de todos cilindros e oxigênio, bem como sua entrega e distribuição nos locais.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Administração Pública / Política / Saúde
  • Mossoró Oil & Gas Expo
terça-feira - 17/09/2019 - 21:28h
Câmara

Raério desconfia de remanejamento e recursos no esporte


O vereador Raério Araújo (sem partido) manifestou estranheza em pronunciamento na Câmara Municipal, pelo fato da Prefeitura de Mossoró promover mais e mais remanejamentos orçamentários, com destinação de recursos que em seu entendimento não correspondem à realidade.

Citou caso específico de destinação de R$ 100 mil reais para realização de campeonato de futebol de bairro no estilo “mata-mata”, valor “que daria para promover uns dez”. Segundo Raério, sequer há premiação para os participantes/campeões.

Comparou a iniciativa pública com promoção esportiva bancada pelo deputado estadual Allyson Bezerra (Solidariedade), em oito campos diferentes, além de incentivar competições de basquete, voleibol e handebol. Tem dado premiações e “incentivado o esporte com pouco dinheiro” e recursos próprios, dentro de suas possibilidades, disse.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Esporte / Política
sexta-feira - 13/09/2019 - 12:30h
Cena Urbana

Mossoró resiste e reage à ineficiência de sua prefeitura


Por Vicente Serejo (Cena Urbana, Tribuna do Norte)

Mossoró mantém sua resistência lampiônica.

Moradores usam recursos, material e mão de obra próprios em trabalho que deveria ser da prefeitura (Foto: reprodução)

A comunidade do conjunto Redenção faz a limpeza, poda de árvores e outros serviços públicos.

É como protesto contra a ineficiência da Prefeitura de Mossoró.

Nota do Blog Carlos Santos – Essa modalidade de reação está se espalhando pela cidade e zona rural, caro Vicente.

Isso a Globo não mostra (Kkkkk!)!

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Gerais
Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.