quarta-feira - 31/01/2018 - 05:02h
Sem noção

A balela da federalização da Uern; conta outra, vai!


O jornal Tribuna do Norte divulgou e houve repetição inconteste na imprensa potiguar, de uma informação que carece de consistência: a Universidade do Estado do RN (UERN) pode ser federalizada. O Tesouro Nacional teria apontado esse caminho em reunião com técnicos do estado, para reduzir custo do erário do RN.

Pura balela.

A Uern pode ser enxugada drasticamente, isso sim. Privatizada. “Desovada”, digamos.

A tese da federalização é um engodo, para desviar a atenção da própria comunidade uerniana e a opinião pública (que em boa parte a ignora, sem saber de sua importância).

Se houvesse sequer início de processo para federalização da Uern, isso provocaria efeito dominó em todo o país, para se dar igual destino às dezenas de instituições congêneres, quase todas cambaleantes.

Por que não a Uerj?

Começaria, por exemplo, pela Universidade do Estado do RJ (UERJ), que está em situação de penúria e sua privatização foi cogitada ano passado em parecer do próprio Tesouro Nacional. Só para lembrar: é o mesmo órgão do Governo Federal que teria apresentado a ideia de federalização da Uern ao Governo do RN.

Em setembro de 2017, em parecer assinado pela Secretária do Tesouro Nacional, Ana Paula Vescovi, foram sugeridas várias medidas para avanço no Regime de Recuperação do Estado do RJ, como aumento da alíquota de contribuição previdenciária, venda de ativos diversos e a privatização da Uerj.

Num tempo em que a União não para de contingenciar recursos, faz enormes acrobacias orçamentárias e financeiras, a notícia deveria ser no mínimo questionada, usando-se o raciocínio lógico – indispensável ao bom jornalismo.

Conta outra, vai!

Francamente!

Leia também: Sugestão para privatizar universidade ronda e assusta Uern – 02-11-17

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Opinião da Coluna do Herzog

Comentários

  1. Rai diz:

    Não precisa ser um gênio do raciocínio lógico pra deduzir isso caro jornalista, é o que eu pensei e o que muitos pensaram também. Infelizmente o senhor governador prefere dar dinheiro pra certos canais da imprensa como esse tal de grupo Intertv pra soltar notícias que mais se assemelham uma cortina de fumaça pra encobrir suas reais intenções a usar esse dinheiro pra outros fins produtivos para a sociedade potiguar.

  2. Junior 100 diz:

    O pessoal da STN ficaram caladinhos sobre os repasses aos outros poderes, POR QUÊ SERÁ??
    Já sobre a CAERN e a UERN ai foi outra história…

  3. angel diz:

    Boa. A midia na capital potiguar -além de fraca écomprada. Para comprovar basta ver ass manchetes e a publicidade gpvernamental e anda o fato de que muitos jornalistas das relações estão na folha de pagamento do estado.
    Isso inclusive é um fator que faz muitos membros do MP e TJ nao desejarem vir p/ a comarca de Mossoró.
    temem a imprensa forte, a vigilância.

  4. Naide Maria Rosado de Souza diz:

    Sobre a UERJ… Formou gênios. Excelência de ensino. Há um tempo classificada como uma das melhores faculdades de direito do país. Abandonada.
    Quanto à UERN, a sua federalização, evidentemente, não convenceria aos meus netinhos.
    Querem os governos delegar suas responsabilidades. Querem transferir à iniciativa privada tudo que lhes aborrece. “Bora” vender tudo. Só fica o que for lucrativo. Querem tirar o corpo fora do que não conseguem gerir por suma incompetência.

  5. Otávio diz:

    Eu já estava acreditando. Obrigado pelo alerta.

Faça um Comentário

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.