terça-feira - 15/06/2010 - 11:50h

A “maldição” de ter vice de Mossoró – Eleições 2010


Por Carlos Santos

Mossoró tem uma história escassa de nomes compondo chapa ao governo estadual, na condição de vice. Além disso, os resultados não são animadores.

O primeiro a figurar nessa posição foi o deputado Vingt Rosado, como vice de Djalma Marinho, em 1960. Perderam para Aluízio Alves e Walfredo Gurgel.

À época, o vice era votado diretamente, da mesma forma que o candidato a governador.

Ainda em 1965, o ex-deputado federal Tarcísio de Vasconcelos Maia (pai do senador José Agripino) apresentou sua candidatura para vice-governador de Dinarte Mariz, na legenda do Partido Social Democrático (PSD). Não vingou. O eleito foi Clóvis Motta (PTB), na chapa de Walfredo Gurgel.

Em 1994, a então ex-prefeita de Mossoró Rosalba Ciarlini concorreu como vice de Lavoisier Maia. Perderam para Garibaldi Filho e Fernando Freire.

À época, na condição de deputado federal, Laíre Rosado chegou a ser sondado para concorrer ao lado de Garibaldi, mas não aceitou.

Em 2002, Mossoró ofereceu dois nomes a vice, nas principais chapas que disputavam o governo: Laíre foi vice de Fernando Freire e o ex-deputado estadual Carlos Augusto Rosado despontou como vice de Fernando Bezerra.

Ambas chapas foram atropeladas por Wilma de Faria e Antônio Jácome, que surpreenderam a tudo e a todos. Vale noticiar, que o ex-deputado estadual Antônio Capistrano, que fez política a partir de Mossoró, esquivou-se de ser o vice de Wilma.

Governo

Com nomes ao governo, nascidos na cidade, Mossoró tem tido melhor desempenho.

Teve Dix-sept Rosado eleito em 1950, além de José Agripino em 1982 e 1990, além de Wilma de Faria em 2002 e 2006.

Vale assinalar, para a história, que em 1965, Raimundo Soares (prefeito de Mossoró), chegou a ser sondado por Aluízio Alves para sucedê-lo no governo. Não aceitou ser candidato, por fidelidade política ao deputado federal Vingt Rosado.

Diante da recusa, Aluízio apostou no seridoense Walfredo Gurgel para a postulação, vencendo o pleito daquele ano, ladeado pelo vice Clóvis Motta.

Também é significativo sublinhar, que em 1990, o empresário Tasso Rosado (irmão da atual prefeita de direito de Mossoró, Fátima Rosado), esteve próximo de ser candidato a vice-governador. Figuraria na chapa oposicionista de Lavoisier Maia contra a dupla José Agripino-Vivaldo Costa, que acabou sendo eleita.

Por questões burocráticas ou “forças ocultas”, Tasso foi substituído por Arnóbio Abreu, nascido em Assu.

Como se vê, vice de Mossoro parece “maldição”.

P.S – (15-06-10, às 11h48) – O webleitor lembra ao Blog, numa importante contribuição, que em 1950 o médico e ex-prefeito mossoroense Duarte Filho foi vice na chapa governista de Manoel Varela. Perderam para Dix-sept Rosado e Sílvio Pedrosa.

Categoria(s): Blog

Comentários

  1. MARCOS PINTO - DO IHGRN E DO ICOP. diz:

    Há uma observação à ser feita: Em 1950 o candidato à Vice do então candidato Manoel Varela foi o médico e político mossoroense Dr. DUARTE FILHO, tendo ambos perdido para DIX-SEPT ROSADO e seu candidato à Vice-governador SÍLVIO PEDROSA.

Faça um Comentário

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.