quarta-feira - 08/10/2014 - 11:45h
Francisco José Júnior

A vitória total do “inimigo” número 1 da oligarguia Rosado

Prefeito mossoroense comanda resultado eleitoral que amplia sua força e o deixa como "alvo" visado

Entre tantas derrotas acachapantes que marcaram as eleições de 5 de outubro, em Mossoró, há um vencedor quase solitário: o prefeito Francisco José Júnior (PSD). No inventário eleitoral, seu saldo é extremamente positivo e pode aumentar mais um pouco à frente.

Vem aí o segundo turno.

Prefeito eleito em disputa suplementar ocorrida em maio deste ano, após cassação e afastamento da então prefeita Cláudia Regina (DEM), “Silveira” enfileirou vitórias. Uma atrás da outra; cada uma mais expressiva do que outra, além de testemunhar adversários desabarem em queda livre.

Galeno, "Silveira", Fábio (atrás), Robinson e Fátima: vitória de ponta a ponta (Foto: Liderados pelo Povo)

Talvez a mais significativa seja a de deputado estadual, espécie de termômetro de sua capacidade de arregimentação de forças e foco no objetivo. Depois da frustrada tentativa de exumar politicamente seu pai, ex-deputado estadual Francisco José (PSD), para voltar à Assembleia Legislativa, ele apostou numa “importação” arriscadíssima.

Investiu na candidatura do médico e ex-prefeito de São Miguel Galeno Torquato (PSD). A promessa – segundo se comenta nos bastidores -, era de que lhe asseguraria votação da ordem de 10 mil votos em Mossoró. Foi mais além.

Torquato, um ilustre desconhecido em Mossoró, amealhou 12.306 (11,70%) votos. No estado, foi o segundo colocado geral, com 63.286 (3,82%).

Para se ter uma ideia da dimensão do êxito, o terceiro colocado foi o deputado estadual em segundo mandato Leonardo Nogueira (DEM), marido da ex-prefeita e candidata à Câmara Federal, Fafá Rosado (PMDB). Obteve sofríveis 9.111 (8,66%) votos. Não se reelegeu. A mulher, idem.

Larissa Rosado (PSB), deputada estadual em terceiro mandato e sua adversária à prefeitura em maio, ficou com 24.585 (23,38%). Porém não se elegeu.

Força federal

Com o deputado federal e candidato à reeleição Fábio Faria (PSD), o prefeito não deixou por menos. Seu trabalho empurrou o candidato para cima, num crescimento superlativo. Alcançou 12.423 (1,46%) votos, sendo o quarto colocado em Mossoró.

Ficou atrás apenas da deputada Sandra Rosado (PSB) – que não se reelegeu – com 18.271 (18,33%) votos e de Betinho Segundo (PP), que obteve 15.321 (15,37%) votos, conseguindo êxito. Betinho, importante ser assinalado, ganhou espaço no palanque majoritário do prefeito, que lhe cedeu essa visibilidade apesar de ter outro candidato a federal.

A ex-prefeita Fafá Rosado (PMDB) juntou 12.983 (13,02%), sendo a terceira mais votada, mas derrotada. Ficou apenas 560 votos à frente de Fábio, reeleito e terceiro mais votado no RN com 166.427 (10,53%) votos.

Betinho apoiou Robinson, mas prefeito cedeu palanque msjoritário

Em 2010, Fábio conseguiu 3.654 (3,19%) votos em Mossoró. Foi apenas o oitavo mais votado.

Os números impressionam mais ainda, num momento em que o prefeito enfrenta instabilidade administrativa. Convive com greve de servidores e uma metástase na Saúde.

Pegou bomba-relógio que explodiu em suas mãos, herança de descaso do Município e do Estado.

Na própria campanha majoritária, testemunhou os “companheiros” do PT debandarem e saírem da organização de trabalho que estava em suas mãos. Mesmo assim, é inequívoco que foi para as ruas e é um dos principais responsáveis pela vitória superlativa de Robinson Faria (PSD) ao Governo do Estado e Fátima Bezerra (PT) ao Senado, seus candidatos na Coligação Liderados pelo Povo.

Governo em Mossoró

Robinson Faria (PSD) – 52.886 (57,82%)
Henrique Alves (PMDB) – 29.494 (32,25%)
Maioria pró-Robinson – 23.392 (25,57%)

Senado em Mossoró

Fátima Bezerra (PT) – 59.726 (69,83%)
Wilma de Faria (PSB) – 23.512 (27,49%)
Maioria Pró-Fátima –  36.214 (42,34%)

No caso específico de Fátima, há uma dificuldade acessória: viu quase toda bancada governista na Câmara Municipal debandar para apoio à Wilma de Faria (PSB), principal adversária da senadora eleita.

Da Prefeitura, o prefeito experimenta o desafio de ser o primeiro governante do município nos últimos 42 anos, sem vinculação à oligarquia Rosado. Os poucos com influência e voz, na prefeitura, foram descartados há poucos meses.

POR isso mesmo, como exceção, o prefeito sabe que não pode errar. Mais do que nunca é alvo, um “inimigo” a ser destronado a qualquer preço, principalmente agora que quase todos os representantes do rosadismo se volatizaram nas urnas.

Sobrou apenas o agrônomo Betinho Rosado Segundo como eleito, sobrinho-afim da governadora Rosalba Ciarlini Rosado (DEM). Contudo a própria votação de Betinho, em Mossoró, foi esquálida.

Seu pai, deputado Betinho Rosado (PP), em 2010 somou 32.245 (28,17%) votos. Mais do que o dobro do filho, em 2014. Mais claro, impossível.

Liderança

O prefeito, em essência, soube liderar marcha para uma sonora vitória. Todos os seus candidatos saíram vitoriosos, sem exceção. Claro que não se pode esconder o peso de “estar prefeito”. Mas só isso não explica o resultado.

Vingt: liderança incontestável

Em Natal, o prefeito Carlos Eduardo Alves (PDT), não conseguiu eleger seu candidato preferencial, ex-chefe de Gabinete Sávio Hackradt (PDT), a deputado federal.

Aos poucos, tem mostrado habilidade para vencer e constituir uma terceira via política em Mossoró, com influência além dos limites do município.

Se Robinson Faria vencer as eleições ao Governo do Estado, poucos estarão com tanto prestígio quanto ele. Porém essa formatação de espaço e sustentação de força, estão longe de representar uma liderança.

O resultado das eleições no segundo turno vão ajudá-lo a esquadrinhar e rabiscar o perfil de um grupo próprio, para não correr o risco de se tornar um “quase-líder”.  O grupo terá que ser seu.

Por pouco, ele não foi transformado em simples anexo ou biombo de outra banda Rosado, como tentou fazer o esquema de Fafá Rosado, sob a liderança do agitador cultural Gustavo Rosado (PV). Deram apoio à sua candidatura, mas queriam mais: o próprio governo municipal.

“Amigo meu não tem defeito; inimigo, se não tiver, eu mando botar“.  Conta a lenda, que essa frase resumia bem a cabeça política do grande líder político Vingt Rosado. É mais ou menos o que aguarda Silveira, o prefeito, daqui para frente.

É bom não se descuidar

Categoria(s): Política / Reportagem Especial

Comentários

  1. Inácio Augusto de Almeida diz:

    Fosse eu este prefeito procuraria rsolver logo a pendência que existe na OPERAÇÃO VULCANO.
    Esclarecido definitamente este fato ficaria livre para alçar vôos maiores;.
    Se provar que é inocente no inquérito em que está indiciado em vários artigos do Código Penal na Polícia Federal pode mandar fazer o paletó para a reeleição e já reservar um outro para em 2018 tomar posse na Assembléia Legislativa.
    Mas tudo passa pelo resultado deste inquérito.
    /////
    QUANDO SERÃO JULGADOS OS RECURSOS SAL GROSSO?
    HOJE A MERENDA ESCOLAR FOI PIZZA COM REFRESCO DE MARACUJÁ (FRUTA).
    APESAR DA GREVE A UBS CHICO PORTOCONSEGUE ATENDER OS USUÁRIOS DO SUS.
    O MATERIAL ESCOLAR NÃO FOI ENTREGUE EM MOSSORÓ.

    • Antonio Augusto de Sousa diz:

      Parabéns Inácio, pela “volta”!

      Tava com saudade dos seus comentários “caça-corruptos”. kkkkk!

      O blog continua muito bom. Mas, com você fica melhor!!!

      Seja bem vindo!!!!

    • naide maria rosado de souza diz:

      Repetindo , pois parece que o meu primeiro comentário caiu.
      Sr. Inácio. Que felicidade vê-lo de volta. Cidadão corajoso, luta pelo bem da comunidade. Fez falta. “Meu coração vai dar uma festa” por conta de seu retorno.

  2. luis claudio diz:

    Não foi do Prefeito, teve a participação da governadora rosa.
    E AGORA VÃO PAGAR O PREÇO. JÁ ESTÃO CHAMANDO-OS DE JUDAS QUANDO DEIXARAM MOSSORÓ SEM REPRESENTANTE E O PREFEITO ELEGEU UM DEPUTADO ESTADUAL DE FORA. Esse vai ser um Prfeito de um só mandato e com ajuda dos Rosados.

  3. AVELINO diz:

    Ao fazer o 55 com as mãos Robinson manda um recado aos observadores da cena política de que as suas mãos estão totalmente limpas!!! Já o outro…

    • Antonio Augusto de Sousa diz:

      Avelino, meu caro, continua a não tomar o remédio! kkkkkkkkkk.

      Boa notícia, cara! Inácio voltou!!!

      Seremos três a teimar. rsrsrsrsrsrsr!

      Tudo pelo bom debate!!

      Carlos Santos agradece!!!

      • AVELINO diz:

        uro reconhecimento democrático seu, prezado AA da paz, pois saibas que ainda não desisti, com remédio ou sem remédio, continuo insistentemente tentando lhe salvar trazendo-o para o lado honesto da coisa… KKKKK, Agora é Robinson, pois é muito mais honesto …votar nele!!!

  4. Moisés Araújo diz:

    A frase de Vingt não seria “AMIGO meu não tem defeito; inimigo, se não tiver, eu mando botar”?

  5. João Claudio diz:

    Se Silveira souber fazer o dever de casa, os Rosados podem esquecer a prefeitura. Mesmo que se juntem todos.

    O povo finalmente CANSOU dos Rosados.

    É o que se ouve nas ruas. De A a Z. Do Santa Delmira ao V. Rosado. Das Barrocas a Barragem de Genésio.

    Alá seja louvado.

  6. Rennan diz:

    Administrar a cidade de Mossoró sem ter o sobrenome Rosado já é digno de muitos aplausos, pela primeira vez podemos dizer que de fato os mossoroenses deram férias aos Rosados . E como o Carlos Santos disse , ele que se cuide , pois o sucesso incomoda, não sera facil para ele governar no meio de tanta inveja, pois ninguém imaginava que um “Francisco” chegaria tão longe no País de Mossoró . O que posso desejar é boa sorte , pois ele irá precisar…

  7. lair solano vale diz:

    Silveira ainda terá muito que fazer para mostrar a sua força – individual – com a prefeitura na mão e milhares de cargos comissionados, obrigados por TODAS as administrações municipais DOS ÚLTIMOS 20 ANOS a comparecerem as reuniões políticas e VISITAR DE CASA EM CASA OS ELEITORES DA PERIFERIA E ZONA RURAL EM BUSCA DE VOTOS PARA OS CANDIDATOS APOIADOS PELO PREFEITO ( A ), ASSIM ATÉ – ZÉ RUELA CONSEGUE VOTO.
    INSISTO – MOSSORÓ ATUALMENTE SE ENCONTRA COM POUCOS LÍDERES – APENAS O PREFEITO ( A ) DE PLANTÃO E ROSALBA .

    • Antonio Augusto de Sousa diz:

      Na política, assim como no futebol, é preciso ter sorte.

      Não lhe tiro o mérito. O cavalo passou selado, e ele montou! Entretanto, se não fosse à judicialização do pleito, será que ele tinha ganho à suplementar?

  8. TOMAZ diz:

    Rosados tem que cortar as asas ,deste Prefeitinho,antes que ele acabe a força política deles.É só procurar os podres dele,que com certeza vão achar.

  9. kerginaldo diz:

    Não esqueça meu caro que ROSALBA vem ai em 2016

  10. luis claudio diz:

    Muito aparato para o Prefeito que tem o poder da caneta na mão. Manda ele renunciar a apoiar Robson FARIA FAKE
    CANDIDATO AO GOVERNO.

  11. Francy Granjeiro diz:

    TU VER OS BLOGS DO SERIDÓ E OS JORNAIS COMO O JH SE VER UMA MATÉRIA QUE OS PARTIDOS NANICOS QUE APOIARAM O ACORDÃO ESTÃO COM ROBINSON FARIA.
    OUTRA COISINHA, MOSSORÓ PERDEU E MUITO POR NÃO TER UM REPRESENTANTE SEQUER NA AL E SÓ UM DEP FEDERAL….QUE VERGONHA!!! FOI RUIM SIM,ELES NÃO GANHARAM ,MAS MOSSORÓ TAMBÉM NÃO PERDEU, O ELEITOR INTELIGENTEMENTE SOUBE ESCURRAÇAR OS VELHOS…….BEM VINDOS OS NOVATOS.
    MOSSORÓ PRECISAVA FAZER UMA REVOLUÇÃO NO VOTO PARA INDIREITAR ESSA OLIGARQUIA ALVES MAIAS E ROSADOS E WILMISTAS. ELES REFLITAM ONDE ERRARAM.O povo hoje ta esperto e sãbio
    Calma, gente! Isto foi nos tempos do FHC, isto foi nos tempos da UDN, PFL, ARENA. Aliás, isto foi nos tempos do neoliberalismo que eles se deram muito bem..Hoje mais não. Fafá pensava que por esse caminho ia se dar bem que resultaria levar seu irmão Gustavo para assessorar, e fazer o Alex Moacir (casado com sua sobrinha) fazer um futuro deputado, idem com Fcº Carlos também….. Aqueles milhares de votos que lhe elegeu por duas vezes,pensou era facil?..Se enganou.Ta em todas as noticias estampadas desse MALDITO CHAPÃO
    O PAU QUE DAR EM CHICO, TAMBÉM DAR EM FRANCISCO.
    SE FERRARAM!

  12. eduardo diz:

    Mais um demonstração de como desvirtuar uma informação e da tentativa de manter-se coerente e competente. Narciso não deve diminuir a inteligência dos leitores

  13. "Os políticos e as fraldas devem ser trocados frequentemente e pela mesma razão." Eça de Queiroz diz:

    VIVA A DEMOCRACIA MOSSORÓ ACORDOU heheheheheheheh “Os políticos e as fraldas devem ser trocados frequentemente e pela mesma
    razão.”
    Eça de Queiroz

    VIVA A DEMOCRACIA MOSSORÓ ACORDOU heheheheheheheh “Os políticos e as fraldas devem ser trocados frequentemente e pela mesma
    razão.”
    Eça de Queiroz

  14. Eduarda diz:

    Não entendo de política mas ao meu ver a maior liderança política de Mossoro é a Dep. Sandra pois a mas de 20 anos sem prefeitura e mesmo assim é a mais botada na cidade e ainda por cima li$a, provou q é Lider

  15. Milene Pinto diz:

    Com uma máquina como a prefeitura, qualquer prefeito elege qualquer candidato, portanto não foi mérito de Silveira essa votação dada em Mossoro a G aleno foi sim uso do DINHEIRO E DO PODER DA MAQUINA (prefeitura) , todos sabemos dissos e ja vimos isso em outros governos.

  16. luis claudio diz:

    Mossoró teve duas estruturas atuantes para eleger os seus canddiatos. A DO GOVERNO E DA PREFEITURA.
    NUMA CIDADE CURRAL. FOI MAIS QUE SUFICIENTE.

  17. Luiz diz:

    que ver como é fácil ter força politica para eleger candidatos?
    exemplos: Ruth Ciarline, 2 vezes deputada estadual, Rosalba era prefeita. Dr, Leonardo e vezes deputado estadual
    Fafá era prefeita, não tem segredo do oiapoque ao chuí quem manda na politica é o dinheiro público ou desviado das empresas estatais como a Petrobrás

  18. LINDEMBERG GOMES diz:

    OLHEM!!! OLHEM!!! OLHEM!!! Campanha política é COMPARÁVEL a uma PARTIDA de FUTEBOL. Enquanto o juiz não apita o FINAL do JOGO, não se conhece o GANHADOR. E, na ELEIÇÃO quem decide quem GANHOU são as URNAS. Portanto, não vamos ficar com esse UFANISMO todo GRITANDO ” – A eleição de 2016, já está GANHA, a de 2018 já está no PAPO, a de 2020 vai ser MOLEZA… ETC”. Porque não é assim que as COISAS funcionam. As COISAS não são tão FÁCEIS como se PENSA nem como se DIZ. O TEMPO é um JUIZ IMPLACÁVEL. E dele não podemos ZOMBAR. PRUDÊNCIA e CALDO de GALINHA não faz mal a NINGUÉM.

Trackbacks

  1. […] Francisco Carlos também lembrou que nunca viu um prefeito de Mossoró não apoiar um candidato da cidade, numa referência ao governante Francisco José Júnior (PSD), que apoiou Galeno Torquato (PSD) e Fábio Faria (PSD), a deputado estadual e federal, respectivamente (veja matéria especial mais abaixo ou AQUI). […]

Faça um Comentário

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011 - 2021. Todos os Direitos Reservados.