sexta-feira - 28/11/2014 - 20:18h
Pecado Capital

Ações ‘acertam’ parentes de Lauro Maia e de desembargadores


Do Jornal de Hoje

O Ministério Público Federal no Rio Grande do Norte (MPF/RN) ingressou com oito novas ações (quatro penais e quatro por improbidade) contra o filho da ex-governadora Wilma de Faria (PSB), Lauro Maia; seu ex-sócio o advogado Fernando Antônio Leal Caldas Filho; o ex-diretor do Instituto de Pesos e Medidas (Ipem/RN), Rychardson de Macedo Bernardo; e mais sete pessoas relacionadas a Lauro Maia e a desembargadores do Tribunal de Justiça (TJRN).

As denúncias apontam irregularidades na contratação ou no pagamento de seis desses envolvidos: os primos de Lauro Maia, Marcos Maia Carneiro e Marcos Maia Carneiro Júnior; a filha do desembargador Francisco Saraiva Sobrinho, Sayonara Rosado da Costa Saraiva; a cunhada do desembargador Expedito Ferreira, Márcia Gadelha Mascarenhas de Sousa; o sobrinho do juiz Nilson Roberto Cavalcanti de Melo, Iuri Melo Cavalcante; e Ivanise de Fátima Medeiros Maia, esposa do assessor do desembargador Amaury de Sousa Sobrinho, Glênio Lindbergh Lobo Maia, que também é réu.

As irregularidades ocorreram durante a gestão de Rychardson de Macedo à frente do Ipem/RN, de 2007 a 2010, e foram apuradas dentro da Operação Pecado Capital.

Além das oito ações, o procurador da República Rodrigo Telles, que as assina, remeteu à Procuradoria Geral da República cópias dos autos, a fim de que, caso entenda cabível, a PGR adote providências para apurar eventual envolvimento dos desembargadores Expedito Ferreira de Souza, Francisco Dantas Saraiva Sobrinho e do juiz Nilson Roberto Cavalcanti de Melo.

As ações tramitarão sob os números 0805864-39.2014.4.05.8400; 0805865-24.2014.4.05.8400; 0805866-09.2014.4.05.8400; 0805868-76.2014.4.05.8400; 0003888-30.2014.4.05.8400; 0003887-45.2014.4.05.8400; 0003889-15.2014.4.05.8400; e 0003890-97.2014.4.05.8400.

Saiba mais AQUI.

Categoria(s): Justiça/Direito/Ministério Público

Comentários

  1. João Claudio diz:

    Mistura de MAIA com CARNEIRO….hummmmm… deu BODE. A meu ver, um grande Pai de Chiqueiro fedorento.

    Béééé…Lalau…Béééé…Lalau…Béééé

  2. Inácio Augusto de Almeida diz:

    Percebe-se a luta da PGR. Mas o cidadão comum sabe que mesmo que este esforço resulte em alguma condenação restará aos condenados recorrem e aguardarem mangando da justiça a famigerada prescrição.
    Leiam esta notícia de 29/07/2008 publicada NOMINUTO.COM e assinada pelo Carlos Santos.
    “O juiz da 34ª Zona Eleitoral, Francisco Seráphico, não acatou pedido de cassassão do registro de candidatura da vereadora Izabel Montenegro (PMDB). Ela continua candidata à reeleição, segundo sua decisão nessa segunda (28).
    O magistrado seguiu o que o próprio Tribunal Superior Eleitoral (TSE) já interpretara, quanto aos chamados candidatos de “ficha suja”. Se o processo não está transitado em julgado (concluí­do e sem direito a qualquer recurso), o que prevalece é a presunção de inocência e não o contrário.
    Izabel tem pendência na Justiça Federal, onde responde à denúncia de crimes contra o sistema financeiro, no exercí­cio de gerência da Caixa Econômica Federal em Mossoró.
    O Ministério Público Eleitoral havia pedido sua cassassão.”
    Atentem para este trecho da notícia:
    ” Izabel tem pendência na Justiça Federal, onde responde à denúncia de crimes contra o sistema financeiro, no exercí­cio de gerência da Caixa Econômica Federal em Mossoró.”
    Infelizmente no Brasil condenados em primeira instância podem exercer mandatos eletivos. Podem VOTAR leis. Podem afrontar membros do MP afirmando publicamente que eles não tem coragem. Nos EUA condenados em primeira instância vão para a cadeia onde aguardam o resultado dos recursos.
    O que aconteceu com esta denúncia de crimes contra o sistema financeiro quando a hoje vereadora Izabel Montenegro estava no exercício de gerência da Caixa Econômica Federal de Mossoró?
    O que acontecerá com os recursos SAL GROSSO?
    Será que o SAL GROSSO vai prescrever?
    ////
    QUANDO SERÃO JULGADOS OS RECURSOS SAL GROSSO?
    QUANDO O MP PASSAR UM PENTE FINO NOS TED REALIZADOS EM MOSSORÓ?
    UM TAC PARA ACABAR COM A LEI DA MORDOMIA DOS VEREADORES.
    O MATERIAL ESCOLAR NÃO FOI ENTREGUE EM MOSSORÓ.

  3. jb diz:

    “New Baytown dormiu muito. Os homens que a dirigiram politicamente, moralmente,
    economicamente, estão há tanto tempo nos seus lugares que os processos são
    imutáveis.
    O presidente da Câmara, os conselheiros municipais, os juízes e a Polícia são eternos.
    O presidente da Câmara vende material à cidade e os juízes estabeleceram
    — montante das multas referentes ao trânsito, esquecendo-se de que se trata de uma
    prática ilegal — pelo menos a lei assim o pretende. Sendo eles próprios homens normais,
    nada do que fazem poderia ser imoral. Todos os homens são virtuosos, os seus
    vizinhos é que o não são.” Jonh Steinbeck, em ‘O Inverno da Nossa Desesperança’
    P.S.: É claro que qualquer semelhança entre as personagens da fictícia New Baytown, os políticos do Rn e os nossos caríssimos magistrados é mera coincidência.

Faça um Comentário

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.