sábado - 01/08/2020 - 14:26h
Pelo telefone

Agripino faz política do ‘abre portas’


O ex-senador José Agripino (DEM) tem disparado algumas ligações telefônicas pontuais, que diretamente estão relacionadas à sucessão municipal de Mossoró.

Vem intermediando e abrindo portas para a ex-prefeita Cláudia Regina (DEM).

Conversa aqui, conversa acolá.

Pah! Aí Cláudia aparece para prosear, puxar um fio de conversa com o interlocutor sondado.

José pavimenta caminho para ela se viabilizar à prefeitura outra vez.

* INSCREVA-SE em nosso canal no Youtube (AQUI) para avançarmos projeto jornalístico.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Política

Comentários

  1. João Paulo diz:

    Ou pode ser só balão de ensaio. Cláudia fez sua carreira eletiva em Mossoró estando nas hostes do Rosalbismo, mas sempre teve uma base à parte e diferenciada. Nunca precisou do Rosalbismo para ascender, diferentemente, por exemplo, de Fafá Rosado, que precisou da chancela direta de Rosalba e Carlos Augusto para ser prefeita. Cláudia foi eleita prefeita numa votação equilibrada, não teve a mesma facilidade eleitoral que Fafá teve em duas ocasiões, para derrotar Larissa Rosado. E mesmo assim, e quando fora cassada, Cláudia continuou caminhando por conta própria. Conseguiu eleger um vereador em 2016, e ainda somou para a campanha de Tião Couto. Já Fafá Rosado, demonstrando que de fato sempre fora super-dependente de Rosalba, mesmo tendo sido prefeita da segunda maior cidade do estado, quando se lançou candidata à Câmara Federal, ficou numa distante suplência; ainda quis ser candidata à vereadora em 2016, mas desistiu da empreitada, se livrando de um vexame eleitoral, que poderia ser da mesma proporção do primo Betinho Rosado, que teve míseros 444 votos quando foi candidato à vereança em 2016. Cláudia é um quadro de liderança política diferenciada. É tanto que assustou o Rosalbismo quando chegou à Prefeitura, pois perceberam que Regina poderia, diferente de Fafá, constituir um grupo político orgânico não-dependente do Rosalbismo. Prova disso é que Carlos Augusto largou Cláudia aos leões quando as várias cassações já batiam à porta dela no ano de 2013. Para o Rosalbismo, era melhor interromper logo o nascedouro do que poderia vir a se tornar o ‘Claudismo’. É só Cláudia ser prudente e paciente, o que ela já demonstrou que é, que pode vir chegar a construir um grupo político robusto que, no futuro, poderá fazer dela aquilo que ela não conseguiu concluir com êxito em sua primeira empreitada, concluir um mandato de prefeita de Mossoró.

  2. Bruno diz:

    Essa campanha vai ser o momento para Claudia explicar porque vendeu parte da nossa Avenida Rio Branco .

  3. FRANSUÊLDO VIEIRA DE ARAÚJO diz:

    Não tem meu voto, por representar mais do mesmo, ou seja o continuísmo da natureza excludente e reacionária do PODER VIGENTE e que afunda Mossoró há quase um século, porém, concordo com o comentário do JOÃO PAULO…!!!

    Um baraço
    FRANSUÊLDO VIEIRA DE ARAÚJO.
    OAB/RN. 7318.

  4. Francisco Wiliton Apolinário diz:

    O povo de Mossoró/RN clama por mudança. Pois, não é atoa que essa urbe perdeu em todos os sentidos para “Caucaia/CE, Feira de Santana/BA e Campina Grande/PB”, sou bairrista ao ponto de ficar incomodado neste ponto.

Faça um Comentário

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.