quinta-feira - 30/07/2009 - 10:25h

Amadorismo administrativo prejudica área cultural


Neste mês de julho, que encerra hoje (encerramento fiscal), entrou R$ 13.449.745,65 na conta da prefeitura, valor este referente a repasses de FPM, FEP, ITR, ICMS, ROYALTIES, IPM, CIDE, etc. Em julho de 2008, o crédito foi de R$ 14.173.026,97, ou seja, a diferença não foi tão significante, ocorrendo dentro da margem aguardada de oscilação.

Assim, não foi a queda na arrecadação que motivou o corte abrupto em projetos culturais mossoroenses, mas sim o amadorismo da atual administração, que se apresenta com uma equipe de assessores formada por políticos, não por técnicos.

Caso tivéssemos técnicos e não políticos, os cortes se dariam no enxugamento da máquina administrativa.

Hoje, faltam birôs para tantos diretores e chefes lotados nos órgãos municipais. É gente batendo em gente, sem ter o que fazer. Essas pessoas, entretanto, precisam ser mantidas, pois no ano que vem tem eleição e elas sairão às ruas pedindo votos (é o único período em que elas “trabalham”).

Como mossoroense, lamento a situação administrativa em que vivemos, onde nossos administradores privilegiam o empreguismo por conveniência política em detrimento da valorização de nossa cultura. 

Lamento que tenhamos uma prefeita distante, que não se comunica nem aparece. Não dá entrevistas, não tem Twitter, não anda nas ruas e não atende o povo. A impressão é que se trata de uma boneca Super Vick, que fica trancada num armário, saindo apenas em ocasiões especiais. No caso da prefeita, em inaugurações e sessões de foto.

Precisamos, senhora prefeita, de eficiência e transparência. Já.

* Extraído do Blog do Tio Colorau (AQUI).

Volto já com reforço à postagem.

Categoria(s): Administração Pública

Comentários

  1. Antonio Franco diz:

    Querem comprovar? Visitem o ginásio Pedro Ciarline!!!

  2. joao carlos diz:

    não só o ginásio, mas todos os orgãos da prefeitura, entra gente todo dia, que tipo de cortes são esses,nas unidades faltam até material de limpeza.Fico imaginando,porque o ministério público não se manifesta.

Faça um Comentário

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.