quinta-feira - 07/11/2019 - 21:22h
Evento

Areia Branca sediará Festival do Atum do Rio Grande do Norte


O Largo do Cais Tertuliano Fernandes, no centro de Areia Branca, irá abrigar evento gastronômico, cientifico e social que promete atrair público expressivo. O Festival do Atum do Rio Grande do Norte acontece entre os dias 14 e 16 de novembro.

Deverá contar com 40 estandes, entre eles empresas da região com espaços institucionais e com artesanato.O Corredor Gastronômico será composto por 28 restaurantes de Areia Branca, Mossoró e Natal, proporcionando um leque de degustação de pratos e aperitivos feitos a partir do atum.

Haverá também praça de alimentação com capacidade para até 500 pessoas e o II Fórum sobre as Diretrizes da Pesca de Atuns e Afins, com duas oficinas temáticas, além de assistência social dirigida ao pessoal do setor pesqueiro e suas famílias.

Shows

Ao final, o largo do Cais será dedicado às apresentações musicais com artistas locais e nacionais, como Som da Ilha, Geraldo Azevedo, Sambloco, Léo Chaves (ex-dupla Victor e Léo), grupo Bota Pra Torar e Flávio José.

O Rio Grande do Norte é o maior produtor de atum do Nordeste, concentrando cerca de 70% do fornecimento regional da região — onde destes, 60% é produção de Areia Branca.

Nota do Blog – Excelente iniciativa da municipalidade. Mexe e fomenta vocação (não explorada) turística do município, amplificando o meio circulante.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Política

Comentários

  1. Q1naide maria rosado de souza diz:

    Sensacional! Tudo para o sucesso. Início de momentos turísticos para Areia Branca. Amo atum!

  2. João Claudio diz:

    É tour, é circo, é circo, é tour. Misericórdia!

    Eita país chibata. NUNCA e JAMAIS vai ser levado a sério.

    Será que esse circo vai gerar riquezas o quanto o Pais de Mossoró gerou no Cidade Junina?

    Leia-se, para cada 1 real investido, 4 retornaram à prefeitura. Lucro de 400%. É mole?

    A pergunta que não quer calar é:

    - Por quê o Cidade Junina acontece apenas durante 12 dias do ano? Não há espaço para guardar o dinheiro do lucro?

    Ora, os músicos e bandas adoram receber os cachês. O povão vai ao delírio e pede bis, e a prefeitura lucra 400%.

    O que falta a essa botija de ouro 24 quilates (jorrando pepitas de ouro na flor da terra) para ser explorada o ano todo? Hein? Hein?

    Não precisa nem explorar. Basta juntar as pepitas e leva-las até a prefeitura. É bem pertin. Pode ser levada até em carrinho de mão. Né não?

    Voltando ao circo de Areia Branca, eis uma sugestão do povo da rua:

    Circo de interior sem Safadão e Avião, não é circo. É imitação.

Faça um Comentário

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.