sexta-feira - 31/10/2014 - 09:04h
Quero de volta o meu passado

Calendário de pagamento virou novamente manchete


Parece que estou sendo devolvido ao passado.

Calendário de pagamento de folha do Estado virou manchete na imprensa.

O normal ficou incomum.

Lá, do passado, eu queria as manchetes da página policial.

Naquele tempo, o crime mais comum era roubo de toca-fita de carro, a rotina prisional era Boletim de Ocorrência por “embriaguez e desordem”.

“Maconheiro” era preso como marginal de “alta periculosidade” e homicídio acontecia em desavença no bar, em face de raros casos de pistolagem ou para “lavar a honra” de algum chifre hediondo.

Quero de volta o meu passado.

Categoria(s): Administração Pública / Gerais

Comentários

  1. AVELINO diz:

    Pois, é! Quem primeiro dividiu o estado em “pobres e ricos” foi a ex-governadora Rosalba Ciarlini ao criar o seu estilo de pagamento dentro do mês para os seu servidores pobres, carentes, necessitados e recebedores do salário mínimo na folha do estado, cerca de 90% do todo, isso na cabeça dela… Depois, coisa lá pro dia dez subsequente, é a vez dos ricos receberem os seus milhares de reais, até o limite de um desembargador (isso sem servir de referência os proventos dos “dois complicados e impunes” do TJ/RN, Rafael Godeiro e Osvaldo Cruz), mas, ainda continuando a exceção só para a folha do judiciário que banca os contracheques de seus imortais togados, recebendo seus salários integrais + merecidos auxílios, até o dia 20, todo mês!!!

    Depois veio a incompetenta da Dilma PTralha que, pra ganhar a eleição e se reeleger explorando a miserabilidade do brasileiro menos favorecido, também veio a copiar Rosalba e dividiu o Brasil nas “mesmas duas categorias”, pobres e ricos, que a Rosa do Oeste ainda utiliza até hoje no seu governo…

  2. luis claudio diz:

    O GRANDE PROBLEMA É NESSE DESGOVERNO INCOMPETENTE O POVO DO RN VIVENCIA O QUE NÃO VIA ANTES NOS GOVERNOS PASSADOS.
    FAZ UNS VINTE ANOS QUE O FUNCIONALISMO PÚBLICO NÃO TINHA SEU SALÁRIO ATRASADO,
    QUE O POVO DO RN NÃO VIVIA ENCARCEIRADO EM SUA PRÓPRIA CASA PORQUE FORA DE CASA É VÍTIMA DA BANDIDAGEM,
    NÃO SE VIA NOS GOVERNOS´PASSADOS O RN VIVENDO O MAIOR CAOS DA HISTÓRIA DO RN,
    NÃO SE VIA NOS GOERNOS PASSADOS ÔNNIBUS SENDO INCENDIADOS, CAIXAS ELETRôNICOS SENDO ARROBADOS E ATÉ SENDO ARRANCADOS E LEVADOS,
    NÃO SE VIA NOS GOVERNOS PASSADOS ARRASTÔES QUSE DIÁRIOS OU SEMANAIS EM RESTAURANTES E ÔNIBUS.

    E LAMENTAVELMENTE, O POVO DO RN VIVENCIA TODO ESSE DESCALABRO NA GOVRNADORA ROSA DE MOSSORÓ QUE OS SEUS ELEITORES VOTO DE CABRESTO DA CIDADE DO CORONELISMO ACHANDO POUCO TUDO DE MAL QUE VEM ACONTECENDO NO RN, AINDA VOTARAM NOVAMENTE NA GOEVRNADORA ROSA ESTENDENDO MAIS QUATRO ANOS AO SEU DICÍPULO ROBSON FARIAS.
    POBRE POVO DO RN.

  3. AVELINO diz:

    Agora, passada as subserviências jurídicas com a campanha de reeleição e com seus líderes já todos soltos e em casa, agora vem a cobrança da conta: está no portal de notícias “G1.com” que a ministra Rosa Weber, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou (obrigou, está cobrando) nesta sexta-feira (31) que a presidente Dilma Rousseff inclua no projeto do Orçamento de 2015 a proposta de aumento dos seus próprios salários de R$ 29,4 mil para R$ 35,9 mil – reajuste de 22%, cuja previsão de receitas já foi aprovada originalmente pelo Judiciário e pelo Ministério Público (em causa própria), que inclui e acoberta essa tal “proposta de aumento salarial para juízes, promotores, procuradores, servidores, bem como para todos os ministros das cortes superiores”…

    Eitxa, piula, como foi bom soltar os criminosos PTralhas e fazer vista grossa ao que foi denunciado pela Revista Veja 2 dias antes da eleição, num, foi??? Óia só o tamanho da conta que chega agora, 5 dias depois de reeleita, para a incompetenta da Dilma (nós contribuintes) ter que pagar a conta pelo “favorzinho das solturas dos condenados da Papuda”, bem como “ter tapado os ouvidos com os dedos e vendado os olhos com a toga negra” da subserviência justo para o que foi reportado com responsabilidade jornalística pela Revista Veja na sexta (24), hein???

    • AVELINO diz:

      22% de reajuste pro Judiciário e Ministério Público (aprovado em causa própria), que inclui e acobertam essa tal “proposta de aumento salarial para juízes, promotores, procuradores, servidores, bem como para todos os ministros das cortes superiores”… OOOOOOOOOOObbaaaaaa!!! Eu como funcionário público igual a eles, CLARO que terei também???

Faça um Comentário

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.