sábado - 30/05/2015 - 08:45h
Mossoró

Câmara aperta cinto para evitar descontrole financeiro


A gestão do vereador Jório Nogueira (PSD) aperta o cinto na Câmara Municipal de Mossoró.

Nos meses de junho e julho próximos, haverá corte total nos contratos de veiculação de propaganda institucional da Casa.

Zero.

Durante os últimos dois meses, houve redução em 20% dos valores brutos dos contratos.

Agora, mais arrocho.

Categoria(s): Política

Comentários

  1. raimundo nonato sobrinho diz:

    Nesta segunda feira 01-06-15, o que estava ruim pode ficar pior. É que os servidores públicos municipais decretaram greve geral, e se a greve se concretizar na prática nas UBS, a previsao é que haja uma corrida geral dos usuários rumo as UPAS, hoje já chamadas pelos servidores de POSTAO.
    E isto pode acarretar um atendimento acima da média nas UPAS descaracterizando os objetivos das UPAS que é atender os caso de URGENCIAS E EMERGENCIAS, o que já vem ocorrendo constantemente causado pelo esvaziamento porque passam as UBS, que se acentuou com a inauguraçao da UPA do BH.
    A discursao que tem que feita e a avaliaçao que devemos fazer, é se com a abertura da terceira UPA a saúde avançou na cidade, se a oferta de serviços foi ampliadas, se o número de servidores sao suficientes para da conta de uma demanda reprimida, se as UBS estao dando conta das açoes da Atençao Básica, se temos médicos nas UBS cumprido a jornada de trabalho, se as UBS estao sendo abastecidas com medicamentos dos programas básicos “HIPERDIA”, Se há técincos suficientes, se há dentista suficientes, sao tantos questionamentos que a gestao precisa dar conta. Esta é a discursao. Nao vir um vereador e dizer nós temos tres UPAS, Natal bem maior tem duas. Essa nao é a discursao.
    Tudo bem: Nós temos mais de 60 equipes do PSF, e quantos médicos nós temos dando expediente no PSF como rege o Programa. Porque os Usuários estao deixando de procurar as UBS e estao indo para as UPAs a procura de açoes básicas que deveriam ser realizadas nas UBS. Todos nós sabemos . Essa é a discursao que tem que ser feita, e as resposta quem tem que dar é a gestao. A única responsável.
    Portanto vereadores leigos e obedientes, PAREM.
    A greve só foi decretada por pura falta de gestao e mesmo que o prefeito diga que a saúde é prioridade, o que se tem visto nestes dois anos de governo, é uma total falta de respeito com os servidores quando este vem a público dizer que o município só pode dar 4% de reajuste.
    Se temos que responsabilizar alguém pela greve que foi deflagrada para a partir de segunda feira, esse alguém é o sr Prefeito e os vereadores que lhe dao sustentaçao na CM. O Prefeito porque menosprezou os servidores deixando-os em terceiro plano, e os vereadores porque sendo maioria na situaçao nao tem força política para intervir junto ao prefeito em favor dos servidores. E porque nao tem força política. A resposta estao nas entrelinhas deste texto.
    Vereadores que precisam voltar ao banco escolar, ou participarem de algum curso de formaçao para conhecer um pouco sobre a Legislaçao do SUS, o que rege o PSF, o que diz a Carta dos Usuários da Saúde, o que é Programa de Internaçao Domiciliar, e o Art. quarto do ECA. Vereadores paspalhao que antes só falava na UTI pediátrica do HWR quando lambiam os pés da prefeita cassada, e hoje só falam na UPA do BH para manter suas indicaçoes junto a atual administraçao. Vereadores que ficam apresentando projeto de leis que já sao assegurados pela Constituiçao Federal e nao precisam ser aprovados porque já estao inseridos na legislaçao citada, e precisam ser cobrados e fiscalizados sim, coisa que eles nao fazem por incompetencia, e querem enganar o povo reeditando-os.
    Nao vou dizer que o povo tem o Prefeito, e os vereadores que merecem, mais que precisa escolher melhor seus representantes. É vivendo e aprendendo, errando que acertamos.

Faça um Comentário

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.