sábado - 31/08/2013 - 13:21h
Bom senso

Cirurgias contra câncer voltarão a ser realizadas


A greve dos cirurgiões que trabalham no Centro de Oncologia e Hematologia de Mossoró (COHM) chega ao fim e o serviço será retomado já a partir da próxima segunda-feira, 2 de setembro. A informação é dada pelo diretor da unidade hospitalar, o médico José Cure de Medeiros.

Segundo ele, a paralisação dos cirurgiões se devia a um impasse com a Prefeitura Municipal, em que os profissionais reivindicavam o pagamento do “plus” sobre a tabela do SUS.

A Secretaria Municipal da Saúde excluiu o COMH na renovação dos contratos com os hospitais da cidade, em que a municipalidade pagará um adicional sobre o valor fixado na tabela pelo Sistema Único de Saúde aos médicos. Ao longo do impasse, a Prefeitura acumula uma dívida de R$ 700 mil com os cirurgiões, referente à produtividade dos profissionais.

O fim da greve ocorreu porque a Prefeitura, com intermediação do vice-prefeito Wellington Filho (PMDB), assumiu o compromisso de agendar uma reunião entre a municipalidade e os cirurgiões, já na próxima semana, para discutir o repasse devido. Assim, os pacientes que tinham consultadas agendadas com esses profissionais, poderão remarcá-las segunda-feira, no COHM, antiga Casa de Saúde Santa Luzia.

Henrique

Além do vice-prefeito Wellington, o fim do impasse entre a Prefeitura e os cirurgiões teve ainda a interveniência do deputado e presidente da Câmara Federal, Henrique Eduardo Alves, interlocutor do acordo. Durante o período da greve, cerca de 100 cirurgias oncológicas deixaram de ser realizadas no Centro de Oncologia.

A Prefeitura, além de abrir negociação com os cirurgiões, também sinaliza com o repasse de R$ 125 mil para o Hospital da Solidariedade, conforme convênio assinado entre as partes ainda no ano de 2012.

O dinheiro é necessário à manutenção do serviço de radioterapia, que corre um sério risco de ser fechado por escassez de recursos.

O hospital só não fechou as portas esta semana, porque recebeu de um empresário local, a doação de R$ 10 mil.

Categoria(s): Administração Pública / Saúde

Comentários

  1. Inácio Augusto de Almeida diz:

    Por falar em câncer, como considero a corrupção um câncer social:
    ” Vereador de Imperatriz é acionado por improbidade administrativa
    dia 30 de agosto de 2013, os promotores de justiça Nahyma Ribeiro Abas e Joaquim Ribeiro de Souza Junior ingressaram com Ação Civil Pública por Ato de Improbidade Administrativa contra o vereador de Imperatriz José Carneiro dos Santos, conhecido por “Buzuca”.
    Investigações do Ministério Público detectaram que o servidor comissionado da Prefeitura de Imperatriz, José Wilson Vieira da Silva, à disposição do gabinete do parlamentar no período de novembro de 2011 a novembro de 2012, não prestava serviços para a Câmara. De acordo com a apuração, durante todo esse tempo, José Wilson cumpria tarefas na empresa privada do vereador José Carneiro, que consistiam na entrega de gás e na realização de mudanças de moradores.
    Fonte: Jornal Pequeno”
    ///
    AINDA BEM QUE ISTO NÃO ACONTECE NA CÂMARA MUNICIPAL DE MOSSORÓ.
    ///
    CUSCUZ COM OVO FRITO SEM CAFÉ É SERVIDO NA MERENDA ESCOLAR
    O UNIFORME ESCOLAR AINDA NÃO FOI DISTRIBUÍDO EM MOSSORÓ
    O IPTU VAI SUBIR EM 2014

  2. marialuciarosado diz:

    Graças a Deus ,prevaleceu o bom senso.Cure é um homem respeitável e as pessoas que sofrem com esta doença não mereciam passar por isto.

  3. Inácio Augusto de Almeida diz:

    O BICHO FAZ UM ARRASTÃO
    Ação do MP requer nulidade de sessão que aprovou contas de ex-prefeito de Codó
    As prestações das contas do ex-prefeito de Codó (a 302km de São Luís), Ricardo Antonio Archer, relativas aos exercícios financeiros de 1997 e 1998, foram reprovadas, em sessão da Câmara de Vereadores, no dia 30 de maio de 2011. No entanto, uma nova sessão, realizada em 20 de dezembro de 2012, aprovou as mesmas contas do ex-prefeito, contrariando a Constituição Federal.
    O Ministério Público do Maranhão (MPMA) tomou conhecimento da irregularidade por meio de representação formulada pelo Partido Socialismo e Liberdade (PSOL).
    Em razão deste procedimento ilegal, a 1ª Promotoria de Justiça da Comarca de Codó propôs, em 26 de agosto, Ação Civil Pública contra o Município; a Câmara Municipal de Codó; o ex-prefeito Ricardo Archer; o presidente da Câmara de Vereadores Francisco de Assis Paiva Brito; os vereadores Expedito Marcos Cavalnate, Raimundo Leonel Magalhães Araújo Filho e Domingos Soares dos Reis; e os ex-vereadores Antonio Sebastião Nascimento Figueiredo Júnior, Antonio Hildenberg Soares de Oliveira, Antônio Marcos de Souza Zaidan, Agemiro Araújo Sousa Filho e Antonio Moraes Cardoso, conhecido como “Saruê”.
    Fonte: Jornal Pequeno:
    ///
    Observem que se trata de contas relativas aos exercícios financeiro de 1997/1998.
    Mesmo assim o BICHO pegou.
    Este negócio de aprovar contas de prefeito de qualquer jeito no Maranhão dá um problemão.
    Em outros lugares nem tanto.
    E assim segue o baile.
    ///
    CUSCUZ COM OVO FRITO SEM CAFÉ É SERVIDO NA MERENDA ESCOLAR
    O UNIFORME ESCOLAR AINDA NÃO FOI DISTRIBUÍDO EM MOSSORÓ
    O IPTU VAI SUBIR EM 2014

  4. Inácio Augusto de Almeida diz:

    O IPTU VAI AUMENTAR EM 2014

  5. Paulo diz:

    Bacana, gostei de sabe dessa notícia nos que repassamos as notícias ficamos felizes em ver essa obra continuar, Carlos gostaria de receber resposta suas sobre uma a parceiras entre nossos sites, fico no aguardo.
    Atenciosamente Paulo José.
    http://www.oimossoro.com

  6. Raimundo nonato sobrinho nonato diz:

    Essa intervenção desse deputado nem precisava acontecer: Isso só veio mostrar a mediocridade da Prefeita Claudia. Quer dizer que se ele não tivesse intervido a Prefeita não liberaria o dinheiro. Política rasteira.

  7. Raimundo nonato sobrinho nonato diz:

    Como é difícil praticar o bem; muitas vezes é preciso conviver com o mal.

Faça um Comentário

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.