quarta-feira - 31/10/2007 - 09:29h

De Médici a Lula e a macaquice do proletariado


Olhando a imagem do presidente Lula em Zurique (Suiça), se esbaldando de rir com uma réplica da taça do mundo (futebol) em mãos, é impossível não lembrar de cenas similares no passado. Com outros personagens.

À direita ou à esquerda, a manipulação é a mesma. Vamos ter Copa do Mundo em 2014 no Brasil, graças a Deus.

Pão e circo, como pregavam os césares. A química é a mesma há séculos.

No regime militar, o presidente Garrastazu Médici transformou a Copa do Mundo de 70 no anestésico de milhões de habitantes, com o "Pra frente – Brasil." Lula segue a mesma receita, como o chanceleer Hitler e a tese da supremacia ariana nas Olimpíadas, em plena Alemanha dos anos 30.

O pensador italiano Antônio Gramsci não errou. Continua atualíssimo.

O proletariado não tem um modelo próprio de poder e status, apenas trabalha e sonha com o topo, para reproduzir as manias e vícios da elite capitalista. Vive a copiar a macaquice de uma burguesia bestalhona. Bebe uísque com guaraná e se acha o máximo em gargalhadas estridentes, enquanto faz bambolê com a chave do carrão no dedo indicador, para ser visto e invejado.

A Copa do Mundo de 2014 vai ser usada como combustível nacionalista e à perpetuação no poder, como fez o time "verde-oliva" dos anos de chumbo.  

No poder, todos são muito parecidos.

Categoria(s): Blog

Faça um Comentário

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.