domingo - 31/03/2013 - 09:12h
Saúde pública

Desespero de mães e bebês numa Mossoró abandonada


Por Cézar Alves (Pelo Twitter)

Devido a paralisação do Hospital da Mulher (Mossoró), a UTI da Casa de Saúde Dix-sept Rosado (CSDR) tem dez crianças/mães no espaço projetado para seis.

Deus, são vidas!!

Jovem com 29 semanas de gravidez vai parir nas próximas horas e nao tem UTI onde ela e o bebê ficarem.

Hospital da Mulher é uma farsa. Não tem mais onde nascer criança em partos de alto risco em Mossoró. Socorro!

Este quadro de desespero foi anunciado pelos médicos durante toda a semana que iria acontecer e nã0 se importaram.

Deixaram acontecer.

Nota do Blog - Aflitivo o relato de Cézar Alves, um jornalista combativo.

Imagine se o Governo da ex-prefeita de direito de Mossoró – Fátima Rosado (DEM), a “Fafá” – tivesse conseguido fechar a CSDR, como tentou durante quase oito anos, com fins politiqueiros…, com apoio de parte considerável de uma imprensa inconsequente.

Categoria(s): Saúde

Comentários

  1. Milene Pinto diz:

    É mas o povo parece que não vê isso. É capaz de ainda reeleger essa governadora, que insiste em dizer que o RN continua avançando.

  2. RAIMUNDO NONATO SOBRINHO diz:

    Foram 20 anos de mandato, 12 da Rosa mais 8 da azuzinha Fafá, e quase nada foi feito pela saude da mulher, era de se esperar o que. Enquanto isso a imprensa mossoroense as coloca como indispensáveis soluções para 2014. eu gostaria de saber o antes e o depois. Como está o patrimônio dessas Senhoras, e seus familiares. Compatíveis.

  3. francy granjeiro diz:

    Ainda tem pessoas que lambem as botas desses fdp.A imprensa entao!!

  4. Manoel nobre diz:

    Sou obstetra de plantão na APAMIM , são 00:00hs, já temos 12 pacientes na ÚTI neonatal, 06 acima de sua capacidade total, teve mais duas internacoes hoje a tarde. não temos mais nenhuma condição de receber um prematuro nesta maternidade pois nem espaço físicos para esta criança existe na nossa ÚTI, nosso alojamento conjunto esta lotado. A Maternidade da mulher apesar de vagas no setor de obstetrícia continuar a negar vagas pela regulação de municípios vizinhos como ANgicos, Caraubas, Gov. Dix SEpt rosado. Estas pacientes vieram para APAMIM e nos internamos de qualquer forma. Isto e um absurdo, o hospital da mulher estar brincando de fazer medicina, afrontando o direito a vida negando vaga hospitalar.pois existem vagas e profissionais que embora estejam com salários( altíssimos) atrasados, estão de plantão e tem obrigação de atender, sob pena de omissão de socorro, que e crime. farei uma denuncia ao CRM e a promontoria de justiça.

Faça um Comentário

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.