quarta-feira - 22/10/2014 - 10:41h
Governo do Estado

Dimensão de disputa em Mossoró é em números


A campanha estadual em Mossoró é uma questão de números. Explico.

No segundo turno, lideranças ligadas ao candidato Henrique Alves (PMDB) querem perder de menos ou de pouco.

Líderes da campanha de Robinson Faria (PSD) não têm dúvidas da ampliação de vitória obtida no primeiro turno.

Henrique perdeu em Mossoró por 23.392 para Robinson.

Nota do Blog - Creio que o “estrago” na candidatura de Henrique deverá ser maior.

Aguardemos.

Categoria(s): Política

Comentários

  1. joao neto diz:

    Carlos santos, eu também acredito.

  2. luis claudio diz:

    Assim como a governadora que vive movida pelo ódio e vingança que pobreza de espírito meu Deus. Ainda leva
    o povo do voto do coronelismo cabrecho a fazer o mesmo. Lamentável.
    Cadê a Igreja?

  3. AVELINO diz:

    Meu conselho, prezado guru: vê se dessa vez votas certo, hein??? Vote numa pessoa que não tem as mãos sujas de petróleo nem está com o coração pulsando movido pelo ódio radical exposto através do desespero da sua derrota já anunciada, mesmo com 18 partidecos negociados a lhe apoiar, viu???

    Dessa vez até o pinguço do Lularápio, que costuma fazer muita besteira, pulou fora do palanque das péssimas companhias apresentadas como líderes do acordão/PTrolão, foi, não??? Se o pinguço apoiasse Henriqueceu Alves nessa, só comprovava ainda mais a veracidade do que o ex-diretor dele, Lularápio, Dr. Paulo Rouberto, falou na PF e Dilma só agora veio assinar em baixo, pois não tinha como negar mais…

  4. Antonio Augusto de Sousa diz:

    Carlos Santos, percorri hoje a trabalho, Olho D’água do Borges, Patu, Upanema, Messias Targino, Campo Grande e Janduís.

    Nas três primeiras, Henrique ganhou no primeiro turno. Em Messias Targino e Campo Grande ele foi derrotado. Janduís, como passei de passagem, não perguntei pelo resultado, e tenho dúvidas!

    Porém, o que me chamou atenção mesmo, foi que mesmo sem à empolgação de outras campanhas, nessas cidades havia um clima de eleição. Podia se ver cartazes dos dois candidatos a governador, e dos candidatos a presidente, com supremacia grande de Dilma.

    Pude observar também propaganda volante, com muitos carros pequenos, com pequenas estruturas sonoras fazendo propaganda dos candidatos.

    Aqui em Mossoró não se ver esse clima! Principalmente, do lado de Henrique! Parece que a Vontade pra Mudar, pede pra perder!!!

  5. Pedro Mello diz:

    A campanha de Henrique Alves comete o mesmo erro praticado por Fernando Bezerra em 2006 e Iberê e Wilma em 2010.
    Entregaram a campanha e os aliados de Mossoró à própria sorte. Abandonaram as trincheiras mossoroenses.
    Acreditaram/acreditam que é mais fácil crescer em outras regiões do Estado por entenderem que a força da Prefeitura de Mossoró (independente de quem esteja lá) é muito grande e que não adianta investir ca Capital do Oeste.

Trackbacks

  1. [...] AQUI a matéria “Dimensão de disputa em Mossoró é em números”, no dia 22 deste [...]

Deixe uma resposta para Pedro Mello Cancelar resposta

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.