sexta-feira - 16/11/2018 - 07:28h
Água Nova

Disputa tem homicídio, atentado e suposta compra de votos


É de submundo o enredo político-eleitoral em Água Nova (Alto Oeste Potiguar, distante 411 quilômetros de Natal). O pequeno município terá eleições suplementares a prefeito e vice no próximo dia 25 e vive uma atmosfera de submundo em sua campanha.

Água Nova: enredo nebuloso (Foto: Web)

O ex-vice-prefeito “Neném de França” (Antônio César Nilton do Nascimento) foi assassinado misteriosamente no dia 26 de setembro (veja AQUI) e o candidato a prefeito Ronaldo Souza (DEM) teve seu carro crivado de balas na segunda-feira (12) – veja AQUI. Teria sido um atentado, é a versão inicialmente narrada.

Correm denúncias de compra de votos e um áudio circula nas redes sociais com caracterização desse crime eleitoral. Tivemos acesso ao material, mas não a postamos por não existir garantia de autenticidade do seu conteúdo. Envolve Francisco Iromar de Carvalho, pai da ex-prefeita cassada Iomária Carvalho (MDB).

Morte no passado

Há pouco mais de 20 anos (27 de outubro de 1998), o então prefeito água-novense Irosvaldo de Carvalho (irmão de Iromar) foi executado no Hotel São Paulo em Natal. O recepcionista José Roberto Bento também foi vítima, por ter testemunhado o assassinato. Caracterizou-se como crime por motivação política.

O pleito em Água Nova ocorrerá devido cassação de Iomária Rafaela Lima de Souza Carvalho e Elias Raimundo de Souza (MDB), respectivamente prefeita e vice (veja AQUI). Município pertence à 65ª Zona Eleitoral e possui 2.551 eleitores.

Concorrem às eleições, Fabio Araújo (MDB) e João Paulo (MDB), candidatos a prefeito e vice, contra Ronaldo Souza (DEM) e seu vice Neném de Duba (SD).

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUI.

Categoria(s): Política

Faça um Comentário

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.