terça-feira - 12/01/2021 - 06:52h
Exemplos

Duas histórias de superação entregues à Justiça do Brasil

Walter e João Paulo: magistratura (Fotos: Web)

Walter e João Paulo: magistratura (Fotos: Web)

Quem lembra deste rapaz muito simpático pedindo carona para chegar ao Campus Central da Universidade do Estado do RN (UERN) e também para retornar para o Centro de Mossoró-RN?

Até a imprensa nacional mostrou a batalha travada pelo itaiçabense enraizado em Mossoró para conseguir se graduar em direito e começar a advogar para ganhar o sustento.

Ele foi além. Virou oficialmente juiz.

João Paulo Barbosa Neto, 28 anos, de Itaiçaba-CE, tomou posse na última sexta-feira (8) no cargo de juiz no Tribunal de Justiça do Pará (TJPA).

O mais novo juiz participou da cerimônia de forma virtual. Ele se encontra em Maceió/AL participando da segunda fase de outro concurso para juiz.

A comemoração foi ao lado da esposa Cindy Damaris. Festa em Itaiçaba e também entre amigos em Mossoró-RN.

A trajetória do novo juiz é marcada de superação. De origem humilde, sempre estudou em escolas públicas. Trocava o futebol com os amigos pelos livros.

Para cursar a faculdade de Direito na Uern, em Mossoró, foi preciso pedir muita carona e pegar muitos livros emprestados na biblioteca e amigos.

Formado pela Uern na turma de 2015, há 4 anos ele vinha estudando dia e noite para se tornar juiz de direito. Este era o objetivo. A magistratura do Estado do Pará ganhou um batalhador nato.

Sonhar e estudar focado no objetivo é uma combinação perfeita para o sucesso

Outro filho da pobreza

O jovem Francisco Walter Rego Batista, de Pau dos Ferros/RN, foi outro vencedor a tomar posse no cargo de juiz no Tribunal de Justiça do Pará, também no último dia 8.

Com pai carroceiro e a mãe lavando roupa para diversas famílias, Walter Rego sempre estudou em escola publica.

É mais um bom exemplo a ser seguido.

Com informações do Mossoró Hoje e Cidadão 190.

Nota do Blog Carlos Santos – Que esses jovens magistrados possam levar a termo os primados da justiça, principalmente baseados na própria experiência de vida, conhecendo a pobreza, sabendo quão é difícil prosperar com tão poucos meios à própria subsistência.

INSCREVA-SE em nosso canal no Youtube (AQUI) para avançarmos projeto jornalístico.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUI e Youtube AQUI.

Categoria(s): Gerais / Justiça/Direito/Ministério Público

Comentários

  1. Carlos alberto diz:

    A educação, o pão e a dedicação são as armas da pobreza, mas sobretudo com a fé e esperança em Nosso Deus Maior! Sou conhecedor e produto desses fatores. Ex – morador da casa do estudante de Natal e Eu como muitos se sobressaíram! Sinto a felicidade contagiante Simultânea deles! Parabéns! Que honre os preceitos de justiça dos homens e sobretudo do Deus Maior Juiz

  2. Q1naide maria rosado de souza diz:

    Parabéns, jovem batalhador. Que suas sentenças sejam iluminadas!

Faça um Comentário

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011 - 2021. Todos os Direitos Reservados.