segunda-feira - 30/11/2015 - 17:46h
Retorno ao passado

Eleições podem voltar à era impressa e do “mapismo”


A exumação do voto impresso – com contagem nas “mesas escrutinadoras”, que muita gente não conheceu, é o substrato do atraso. Mas pode ser o futuro das eleições no Brasil, em 2016.

“Mapismo” de volta?

Será?

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) faz beiço e diz que não terá recursos para fazer eleições com urna eletrônica, devido cortes orçamentários profundos (veja AQUI).

“O contingenciamento imposto à Justiça Eleitoral inviabilizará as eleições de 2016 por meio eletrônico”, diz o texto publicado hoje através de portaria, assinada pelos presidentes dos tribunais superiores do país.

Nota do Blog - Mapismo era um tipo de fraude na contabilização de votos, em que um candidato era beneficiado com votação de outro ou outros, na hora da contabilização dos sufrágios, feito nos mapas eleitorais.

Categoria(s): Justiça/Direito/Ministério Público / Política

Comentários

  1. Inácio Augusto de Almeida diz:

    No Maranhão a totalização dos votos era assim:
    Zé Sarney: 173 + 178 + 168 = 827;
    Renato Archer: 237 + 198 + 201 = 325.
    Acho que inspirado neste modelo de totalização foi que Caetano Veloso cantou
    TUDO CERTO, COMO DOIS E DOIS SÃO CINCO.
    Se reclamam de fraude com uso de urnas eletrônicas, agora vai ser um maná para os de sempre…
    ////
    HENRIQUE ALVES PENSE BEM ANTES DE CEDER LEGENDA A CONDENADA POR PRÁTICA DE IMPROBIDADE. SE CEDER, COMO PODERÁ DIZER QUE COMBATE A CORRUPÇÃO E DEFENDE A MORALIDADE PÚBLICA?

    • thiago macrdo diz:

      E como ter votacao em cedulas e evitar o mapismo tem que ter um jeito

      • Inácio Augusto de Almeida diz:

        E eu sei este jeito.
        Sei, mas não digo.
        Cansei de dar sugestões e ninguém acatar nenhuma.
        A dos FLANELINHAS foi uma delas. Hoje o comérrcio da Cobal está sendo seriamente prejudicado por conta dos flanelinhas. Duvido uma senhora estacionar o seu carro ou sua moto no pátio da Cobal. Se isto fizer na hora da saída vai ser achacada, não por um flanelinha, mas por diversos.
        Incrível é isto ser denunciado e ninguém mexer uma palha.
        O estacionamento da Cobal é dos flanelinhas?
        ////
        HENRIQUE ALVES PENSE BEM ANTES DE CEDER LEGENDA A CONDENADA POR PRÁTICA DE IMPROBIDADE. SE CEDER, COMO PODERÁ DIZER QUE COMBATE A CORRUPÇÃO E DEFENDE A MORALIDADE PÚBLICA?
        O QUE PENSARÁ DILMA AO SABER QUE NO PALANQUE JUNTO COM MINISTRO ESTÁ CONDENADA POR PRÁTICA DE IMPROBIDADE? PENSE NISTO, HENRIQUE ALVES, PENSE NISTO. AVISANDO ESTOU TODOS OS DIAS.

  2. Demóstenes Targino diz:

    Porque a justiça não cancela o imoral auxílio-moradia dos seus juízes ao invés das urnas eletrônicas?
    Como já li uma vez aqui no blog, crise só existe para quem está embaixo.

  3. naide maria rosado de souza diz:

    Não posso nem dizer que lembrei-me do caranguejo, na ilusão de que ele andava para trás. Eis que o caranguejo anda para o lado e para frente, dessa feita, mais devagar. Então, nem posso dizer : “Quem anda para trás é caranguejo”. O caso acima chama-se RETROCESSO.
    Há uma pergunta que não quer calar. As eleições com urnas eletrônicas são, assim, tão caras? O contingente humano a ser recrutado para a mesma finalidade, o fará de graça? Se o fizer vai ter folga no trabalho por muitos dias. Compensará?
    No caso de trabalhar com urnas eletrônicas ser caríssimo, porque não houve o cuidado de que pudesse chegar a ser economicamente insuportável ? Porque não se deu à apuração eletrônica a alcunha de “Temporária”? “Escrutínio Sazonal”, por exemplo. Sazonal aí não dependendo da época do ano, favorável às colheitas, e sim sazonal, dependendo da situação econômica do país. Talvez tenha ampliado o sentido da palavra sazonal. Talvez o TSE não tenha contado com o “Imponderável de Almeida”.

Faça um Comentário

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.