quarta-feira - 28/02/2018 - 18:00h
Fim

Emery Costa encerra carreira jornalística de quase 55 anos


Um importante ciclo da radiofonia e do jornalismo mossoroense teve encerramento hoje (quarta-feira, 28). O radialista e jornalista Emery Costa fez seu último programa na Rádio Rural de Mossoró. Apresentava o programa “Ponto por Ponto” (de segunda à sexta, às 11h).

Emery: obrigado, meu caro (Foto: Web)

O comunicador começou sua longa trajetória profissional com 17 anos de idade, em setembro de 1963. Poucos meses antes, dia 02 de abril, tinha sido inaugurada pelo então Presidente da República, João Belchior Goulart.

A solenidade na própria emissora foi presidida pelo Bispo Diocesano Dom Gentil Diniz Barreto.

Saúde

“Há muito tempo que a gente da família vinha ponderando que ele deveria parar, até para cuidar da saúde que merece mais atenção”, comenta Emery Júnior, filho do jornalista e radialista. “Chegou esse tempo”, acrescentou.

Emery Costa conclui um ciclo diário como comunicador, com invejável marca. São quase 55 anos de atividades.

Nota do Blog – Parabéns pela jornada e obrigado pela contribuição, meu caro Emery. Mas tenho cá minhas dúvidas. Jornalista se aposenta?

Saúde e paz.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Comunicação

Comentários

  1. Rocha Neto diz:

    Deus me deu o privilégio de trabalhar e aprender com Emery nos microfones da Emissora de Educação Rural. Estive na Praça Vigário Antonio Joaquim numa tarde de domingo, 2 de abril de 1963. Ali encontrava-me bem próximo ao Presidente Goulart. Menino pobre recém chegado da cidade serrana de Portalegre. Naquele momento (de saudosa memória) nunca poderia imaginar que no futuro iria integrar o elenco dos profissionais daquele tão importante veículo de comunicação de Mossoró, estado RN, e seus vizinhos Paraíba e Ceará, no momento da inauguração, lembro das figuras de Don Gentil, Monsenhor Américo, Monsenhor Humberto Padre Alcir. Bem o tempo passou, e hoje vejo o mestre Emery se ausentando daquilo que gosta de fazer, Rádio. Sei o quanto deve ter lhe custado a decisão, mas se foi para cuidar de sua saúde, ao gesto todos nós devemos entender. A mim só me resta dizer para o MESTRE EMERY. Muito obrigado pelo tempo e a paciência durante nossa atuação e convivência , naquele velho studio com piso de tábua corrida, paredes forradas com duratex furadinho para prover acústica, e aquele bureaux pequeno que apoiava o velho e temido microfone, por todos que sentava naquelas desconfortáveis duas cadeiras em madeira de compensado com verniz já rajado com as manchas do tempo de uso. Tenho orgulho de te-lo tido como companheiro de labor, sem esquecer os demais, como Every(seu irmão) , Veras Leite, Paulo Bertrand, Nonato Silva, Duarte Neto, Seu Mané, Juarez do Xerem, Martins Coelho, Renato Severiano, Assis, Jacir Gurgel, Maria Jose, toda esta turma que contribuía para falar através da Rádio Rural com todos que queriam ouvir as informações do cotidiano. Grato velho amigo e companheiros para sempre. Fique com Deus e a certeza que você fez rádio por amor e com muito esmero. Até o nosso próximo Comentário da Rural com os Detalhes de Sempre. Um grande abraço.

    • NAERTON SOARES diz:

      Que rebusque histórico fez Rocha Neto, um testemunho da primorosa atuação desse grande e admirável jornalista que é EMERY COSTA.

  2. Robson Tinoco diz:

    Prezado Emery, parabéns pela merecida aposentadoria. Acompanhei seu trabalho no rádio, jornal impresso e TV. Um profissional sério e comprometido com a notícia. Aproveite essa nova fase para cuidar da saúde e curtir os netos.
    Grande abraço.
    Robson Tinoco

  3. PITULEIRA diz:

    Perde o Rádio.

  4. François Silvestre diz:

    Daqui da Serra os ventos da grota aplaudem e desejam vida longa a esse craque do jornalismo. Tenho a mesmo dúvida de Carlos. Será que Emery conseguirá acostumar-se ao sossego? Meu abraço.

  5. ROBERTÃO diz:

    Um bom homem!

  6. NAERTON SOARES diz:

    Sou um grande admirador do trabalho de EMERY COSTA, a sua retidão de caráter, sua discrição nas participações jornalísticas/radiofônicas sempre me fizeram admirá-lo. Merece todos os aplausos dos mossoroenses pelos longínquos anos de labor em prol dessa terra.

  7. João Claudio diz:

    Conheci os jovens Emery, assim como seus irmãos, Elery e Every, quando o seu saudoso pai, Eliseu, era proprietário de uma padaria.

    Eles moravam na Rua Almeida Castro, por trás dos Correios. Eu morava na Rua Almir de Almeida Castro, próximo à barragem.

    Pessoas boníssimas e de fino trato trato. Emery, em especial, um gentleman.

  8. Honório de Medeiros diz:

    Um homem elegante, em todos os aspectos. Uma das melhores faces de Mossoró. Sempre correto. Lamento sua aposentadoria, aplaudo sua trajetória e torço para que nos brinde com suas memórias.

  9. Antonio dos Santos diz:

    Mais uma lacuna deixada na radiodifusão de Mossoró.
    Seu Mané e Emery Costa deixaram marca que não se apagam jamais.
    A Rádio Rural, ao mesmo tempo em que exalta seus grandes comunicadores, passa por estes momentos dolorosos pelo vazio que estes Grandes Comunicadores deixam em sua programação.
    Profissionais de alto nível pela tanto na qualidade quanto na popularidade>
    Ambos, para mim, e tenho certeza que para todos os ouvintes da Rádio Rural, fazem parte de um patrimônio histórico e cultural de fazer inveja a qualquer outra emissora.
    Seus talentos serão sempre lembrados e reconhecidos por todos aqueles que conviveram com ambos durante mais de meio século.
    Um foi para o convívio celestial (Seu Mané) e o outro para o convívio familiar (Emery).
    Dr. Lima
    Um Potyguar em Terras Alencarinas
    Rádio FM Comunitária 6 de Abril 98,7MHz
    Cruz/CE

Faça um Comentário

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.