segunda-feira - 30/03/2009 - 22:39h

Estado bota pressão para pôr fim à greve


O governo estadual resolveu radicalizar. Nessa terça (31), o Estado começa o corte no ponto dos grevistas.

O professorado mantém firme sua mobilização, mas agora terá de enfrentar dores na parte mais sensível do corpo humano capitalista: o bolso.  

Categoria(s): Terezinha Queiroz

Comentários

  1. Lindeberg Ventura diz:

    Todos, diga-se de passagem, a maioria, pensam que só é prejudicado o aluno (nessa queda de braço entre o Professor e o Estado)…Porém sabemos quem realmente perde: é a educação pública. Se o professor é vencido (pelo corte dos salários) como este profissional votára pra sala de aula. Como esse profissional se sentirá quando perceber que a lei não é cumprida (Alias a lei nunca foi cumprida para a educação. Hoje só falam da crise. Não irão pagar, aos professores, por conta da crise…Mas, quando não estavam em crise, porque não pagaram?). É mais uma desculpa …Mais uma errolação…Mais um engodo…E assim a educação caminha a mercer daqueles que não tem interesse que a população aprenda o 100% da cidadania…Querem que eles aprenda um pouco (muito abaixo de 100%) para que possam saber ler, escrever e votar… Claro, um voto sem consciência.

Faça um Comentário

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.