• Expofruit - Teaser - 20-07-18 a 21-08-18 - Topo
sábado - 20/01/2018 - 10:50h
Exemplo

Estudante de Francisco Dantas é top no Enem


Notícia boa, numa época de tantas ruins.

O estudante Neto Alves, de Francisco Dantas, região Oeste do RN, é a melhor nota do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) no estado.

Redação também top, com 980 pontos.

Estudante de escolas públicas, como noticiam amigos nas redes sociais.

Parabéns, Netinho.

Que belo exemplo.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicandoAQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Educação

Comentários

  1. Valdeci dos Santos Júnior diz:

    Atenção Carlos,

    Cuidado com essa informação. Ele realmente teve a melhor nota em redação no Estado, mas a pontuação dele nas outras áreas do ENEM ele não mostra, pois são bem aquém do esperado. Ele já é bastante conhecido em Francisco Dantas por contar mais vantagem do que realmente tem. Apenas um alerta, pois conheço a credibilidade reconhecida de seu blog e não quero que o amigo seja levado a noticiar uma ´mensagem que, aparentemente parece ser otimista, mas no fundo tem interesses individuais e narcisistas de um aproveitador. Olhos e ouvidos de Sioux como você geralmente alerta.

    Um abraço,

    Valdeci

  2. Inácio Augusto de Almeida diz:

    Algum estudante de escola pública de Mossoró foi destaque no ENEM?
    Incrível somente eu gritar contra o que acontece na EDUCAÇÃO em Mossoró.
    Tem aluno de escola pública da última série do ensino fundamental em Mossoró que não sabe multiplicar.
    Alguma coisa tem que ser feita para fazer parar a fábrica de analfabetos funcionais existente em Mossoró.
    Ou não transformaram as escolas públicas em fábricas de analfabetos funcionais?
    Qual aluno de escola pública em Mossoró que utilizou um computador dentro de um colégio?
    Alguém sabe dizer quantos livros em média um aluno de escola pública em Mossoró lê por ano?
    Algum dia aplicaram algum teste de avaliação a fim de verificar o desenvolvimento dos alunos?
    Nem Uniforme Escolar ou Material Escolar os alunos das escolas municipais recebem.
    Merenda Escolar, nos poucos dias em que é servida, se constitui de duas bolachas e um copo de garapa.
    Depois ficam reclamando do aumento da violência.
    ////
    OS RECURSOS SAL GROSSO SERÃO JULGADOS APÓS A PASSAGEM DO MILÊNIO?
    AS DENÚNCIAS DO EX-PROCURADOR DA CÂMARA MUNICIPAL DE MOSSORÓ, CONSIDERADAS GRAVÍSSIMAS PELO PROMOTOR FÁBIO DE WEIMAR THÉ, ESTÃO SENDO APURADAS DESDE 06/12/2016.
    O ARRASTÃO ACONTECIDO NA CASA DA PRESIDENTE DA CÂMARA CONTINUA SEM ELUCIDAÇÃO.

  3. João Claudio diz:

    Não o conheço, mas com certeza é motivo de muito orgulho para todos os pais, e mais ainda para os pais dele.

    São jovens como esse que o país precisa, e não de políticos safados, ladrões, picaretas e FDP.

    Parabéns, Neto Alves.

  4. Rui Nascimento diz:

    Digo com frequência e repito: a grande diferença entre o aluno da escola pública e o da escola privada é o próprio aluno e os pais, pois o professores são os mesmos, formados nas mesmas Universidades.
    A escola é apenas o reflexo dos seus alunos e da forma como são cobradas pelos pais. No meio estão professores, apenas aguardando o interesse daqueles que devem ser os mais interessados!
    Se esse tripé (Escola, Professor, aluno) funcionar, o resto é mero detalhe!

  5. Inácio Augusto de Almeida diz:

    EDUCAÇÃO FALIDA
    Todo o sistema educacional, seja em que lugar for, está alicerçado no tripé PAIS, ESCOLA, ALUNO.
    Em Mossoró este tripé foi destruído pela incúria da administração municipal.
    A) Nomeação para o cargo de Secretário de Educação sem levar em conta o critério mérito, atendo-se apenas ao item amizade pessoal.
    B) Não acompanhamento através da Secretaria de Assistência Social, creio existir em Mossoró esta Secretaria, das famílias de alunos que apresentam rendimento escolar muito abaixo da média.
    Mais de 25% dos alunos são de lares desfeitos. Sem contar os que têm pais mergulhados nas drogas ou no alcoolismo.
    Dispensar uma atenção social maior a estas famílias e criar estímulos para motivá-las a participar da vida escolar dos filhos.
    Um aluno sem apoio da família, via de regra, é um aluno problemático na escola e com probabilidade alta de se tornar um criminoso violento.
    Sem o acompanhamento destes alunos que demonstram desequilíbrio social jamais teremos desenvolvimento na Educação e uma redução da violência em um futuro próximo.
    B) Escolas que não estão voltadas para estimular as crianças a desenvolverem todo o seu potencial jamais podem sonhar com alunos entusiasmados com o conhecimento.
    Escolas que mantém computadores trancados em salas para não permitir o uso desta importante ferramenta no aprendizado, são escolas divorciadas da sua gigantesca função social.
    Escolas que mantém em seus quadros um professor que ensina, dentro de sala de aula, a meninas de 11 anos, que BEIJO DE LÍNGUA É BOM, não deveriam sequer serem chamadas de escolas.
    Escolas que encerram ás aulas às 9 horas, suprimindo as duas últimas aulas, a fim de não servirem MERENDA ESCOLAR, deveriam ter seus diretores RESPONSABILIZADOS por este atentado à EDUCAÇÃO.
    Alunos que não recebem UNIFORME ESCOLAR têm sua autoestima rebaixada. E se a isto somarmos a não entrega do MATERIAL ESCOLAR, o resultado será catastrófico.
    E tudo isto acontece por culpa de uma administração sem nenhum compromisso com a EDUCAÇÃO e que confia plenamente na IMPUNIDADE por saber que a fiscalização, que deveria acontecer por parte dos órgãos responsáveis inexiste.
    Os vereadores da cidade fingem não saber de nada a fim de não perderem os favores do poder executivo.
    O Ministério Público, abarrotado de procedimentos investigatórios, faz ouvidos de mercador ao clamor da sociedade.
    C) Alunos desmotivados e sem receberem estímulos para mergulhar nos estudos jamais se habilitarão ao novo mercado de trabalho cada dia mais exigente.
    Alunos que nos colégios públicos não praticam nenhum tipo de atividade esportiva.
    Alunos que não leem um só livro durante todo o período escolar.
    Alunos que não recebem aulas de reforço nem são despertados para começarem, desde já, a preparação para concursos através de cursinhos que poderiam ser ministrados nas próprias escolas.
    Alunos que permanecem em média menos de 20 horas por semana dentro do colégio têm remotas chances de sucesso na vida.
    Escola em tempo integral é o primeiro passo para tentar ressuscitar a EDUCAÇÃO em Mossoró.
    Mas antes da preocupação com a EDUCAÇÃO vem a preocupação com os gastos. Até porque consideram DESPERDÍCIO o dinheiro gasto com EDUCAÇÃO.
    Solução existe para a EDUCAÇÃO. O que falta é VONTADE.

Faça um Comentário

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.