quinta-feira - 24/03/2011 - 08:02h

Eternizado por Cícero Ramalho, Baraúnas orgulha Mossoró



São Januário, 20 de abril de 2005. A data dói no coração de qualquer torcedor do Vasco. Todavia, para a cidade de Mossoró, a 285 quilômetros da capital Natal, no Rio Grande do Norte, e município mais populoso do Nordeste, o dia colocou a Associação Cultural Esporte Clube Baraúnas no mapa do futebol brasileiro.

Liderado por Cícero Ramalho – na época com 40 anos e 11 quilos acima do peso -, atacante que, apesar de fugir do estereótipo típico de jogador de futebol – corpo sarado e barriga de tanquinho –, tem faro de artilheiro, o Leão do Oeste não só derrotou o Vasco por 3 a 0, no Rio de Janeiro, como eliminou o Gigante da Colina da Copa do Brasil daquele ano, avançando à inédita fase de quartas de final.

Além da tradicional equipe carioca, o América-MG e o Vitória-BA também ficaram pelo meio do caminho ao cruzarem com a surpreendente equipe mossoroense.

Os parágrafos acima fazem parte de uma ampla reportagem especial postada no site Globo,com. Mostra que o feito do tricolor mossoroense continua repercutindo e lhe dando frutos em termos de imagem, mesmo tantos anos depois.

Veja a matéria na íntegra AQUI.

Categoria(s): We Are The Champions

Comentários

  1. JORGE LUIZ diz:

    Caro Carlos Santos,
    O Gigante da Colina com suas glórias, conquistas e vitórias tem um brilho tão intenso e eterno, que chega ao tricolor mossoroense de forma clara e, ao contrário do que se pensa, macula sua história de sucesso.
    Para mim e muitos outros, pior seria se o clube da Cruz de Malta fosse desclassificado pelo Potiguar de Mossoró, ou que o “vexame” fosse para um clube de menor expressão em uma final de campeonato como ocorreu com o Rubro-negro carioca pela mesma copa do brasil contra o Santo André (quem??).

  2. Rui Nascimento diz:

    Amanheço este lindo dia triplamente satisfeito. Primeiro meu tricolor da Laranjeiras, único verdadeiro tricolor do mundo, junto com meu Leão do Oeste, pois os outros são apenas três cores. o FLUZÃO, ontem à noite, mais uma vez me encheu de orgulho, com aquela espetacular vitória, digna de ficar na história deste time que “…fascina pela sua disciplina, o Fluminense me ilumina, eu tenho amor ao TRICOLOR…” Segundo Pelo meu não menos tricolor, Baraúnas, pelo grande estaque num dois mais importantes portais de notícia desta nação verde e amarela e também pelo empate contra o poderoso América, depois de estar perdendo por 2 X 0, em pleno Machadão. E terceiro pelos comentários elogiosos, na mesma matéria, a um dos maiores ídolos da história do Leão, Cicero Ramalho, ele que foi, sem dúvidas, o grande nome daquele time de 2005 que surpreendeu o Brasil e orgulhou Mossoró e o RN. VIVA MEUS TRICOLORES!!!

  3. Costa Júnior diz:

    Pegando um gancho e plagiando um projeto que o amigo Alderi Freire tem, sugiro que os times de Mossoró se unam para montar um só, penso eu, que será mais vantajoso para a cidade. Todavia, sabemos da rivalidade, sabendo disso, acho pouco provável que ocorra.

    MOSSORÓ FUTEBOL CLUBE – BARAUNA E POTIGUAR.

    Quem sabe um dia…

  4. ze roberto diz:

    Por essas e outras,é que torna o futebol apaixonante,um esporte onde,pode muito bem,um dia,um calango,engolir um jacaré,ou no caso,um cangatí engolir um bacalhau.

  5. Iris Maia diz:

    Bela matéria, valeu Carlos Santos!, repassei para meus amigos príncipes e além do mais vascainos, e não gostaram, é claro, pela dose dupla (rs).
    Um abraço.
    Iris

Faça um Comentário

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.