quarta-feira - 25/03/2020 - 18:22h
Henrique Meirelles

Ex-ministro da Fazenda diz que prioridade é salvar vidas


Em entrevista ao jornal Valor Econômico nesta quarta-feira (25), o ex-presidente do Banco Central e ex-ministro da Fazenda Henrique Meirelles defendeu que o poder público, da União aos municípios, priorizem o ser humano nessa crise da pandemia do coronavírus.“Primeiro tem que preservar a vida, depois a economia”, afirmou.

Atualmente, Meirelles é secretário de Estado da Fazenda de São Paulo, trabalhando 18 horas por dia, mas dizendo que toma muitos cuidados com a própria saúde.

A saúde pública exigirá que o governo federal aumente gastos usando meios através do BNDES, Caixa Econômica Federal (CEF) e Banco do Brasil, opinou o ex-ministro.

Com o pico de infectados em abril, segundo infectologistas, um início de recuperação da economia poderá ser visto por volta de julho – calculou Henrique Meirelles.

Para ele, a crise financeira irá ocorrer de qualquer maneira e que o discurso do presidente Jair Bolsonaro na última terça-feira (24) – veja AQUI, é de negação. “Ele optou por entrar na chamada crise de negação, onde o doente recusa-se a ver o que está acontecendo”.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Economia / Política / Saúde

Faça um Comentário

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.