domingo - 02/02/2020 - 21:38h
Um passo atrás

Fátima evita Assembleia Legislativa temendo ‘companheiros’


A governadora Fátima Bezerra enviará (PT) nesta segunda-feira (3), à Assembleia Legislativa, a mensagem anual aos parlamentares e ao povo do Rio Grande do Norte com “as realizações, resultados alcançados e perspectivas do Governo para os próximos anos”.

Mas a governadora comunicou ao presidente da ALRN, deputado Ezequiel Ferreira (PSDB), as razões pelas quais não irá à sessão e disse que o documento será entregue pelo Gabinete Civil do Estado.

Governadora postou em endereço seu nas redes sociais razões para se esquivar de obrigação (Reprodução: BCS)

“Não irei ao legislativo acirrar uma discussão que está em plena negociação, que é o caso do projeto de reforma da previdência. A minha luta com estes, que são companheiros de uma vida inteira, é e sempre será no campo do diálogo”, destacou a governadora.

Fátima concluiu que sua presença na AL acirraria a mobilização que representantes do funcionalismo estão programando para amanhã no entorno do legislativo. “Respeitando a livre manifestação dos nossos servidores – e entendendo que estamos em processo de diálogo – resolvi enviar a mensagem em cumprimento ao regimento”.

Obrigatoriedade

“Nós lutamos no plano nacional contra a reforma da maneira como foi concebida e aprovada. Mas perdemos no Congresso, fomos derrotados. A função que ocupo hoje com muito orgulho, de governadora de todos os potiguares, não me permite escolhas. Eu sou obrigada a cumprir a lei. Há muita desinformação em torno desse assunto, mas precisamos esclarecer as pessoas: a reforma é obrigatória, é necessária. O que está ao nosso alcance  para amenizá-la (como diminuir o impacto nos salários menores de ativos e inativos) nosso Governo está fazendo”, acrescentou a governadora.

Com informações do Governo do RN.

Nota do Blog – Simplificadamente pode ser dito que a governadora se acovardou. Seu temor é de ter que ouvir palavras de ordem e ler faixas desconstruindo sua imagem, disparadas justamente por quem foi sempre seu universo e tropa.

Mais: seu papel é de governante do RN, com todos os ônus inerentes ao cargo, como todos os seus antecessores tiveram que conviver, em especial os mais recentes, Robinson Faria (PSD) e Rosalba Ciarlini (DEM, hoje no PP).

Infelizmente, pelo visto, a governadora carrega um fardo mais pesado do que poderia levar: ser governadora do RN. Esquece que não pode ser, paralelamente, “companheira”, sindicalista. Governo é governo, sindicato é sindicato. Cada um no seu papel.

Leia também: O encontro da governadora Fátima com a oposicionista Fátima.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Política

Comentários

  1. Rocha Neto diz:

    O velho e antigo ditado nunca foi tão atual.
    “Quem com o ferro fere, com o ferro será ferido “.
    Se a governadora atual tivesse herdado a fibra de caráter e coragem da saudosa Wilma de Faria, com certeza estaria no plenário da Assembleia Legislativa.
    Ousadia e coragem são marcas necessárias para qualquer gestor. A paraibana não teve, a mossoroense tinha de sobra.

  2. João Claudio - Já é carnaval 'Olha a cabeleira do Zezé, será que ele éeee...!' diz:

    Tradução:

    Colocou a rodilha na cabeça sem saber o peso do pote.

    Mais: Se apertarem um pouco mais ela pede penico.

    Mais (2) – A única luz que ela enxergava era a ‘luz Lula’, que ora encontra-se mais apagada do que a piraca de Lampião.

    Mais (3) – Eu axepôco.

    Sétima Arte a-pre-sen-ta:

    Vem aí os lançamento mais esperados do ano.

    1) ‘Segure-se no pincel. Os servidores vão retirar a escada.’

    2) ‘Entrei pelo cano.’

    3) ‘Vou cagar e não volto mais. Quem sair por último apague a luz.’

    Lançamentos IM-PER-DÁ-VEIS.

    ‘Numperdam’.

Faça um Comentário

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.