sexta-feira - 28/04/2017 - 12:20h
Natal

Federal apreende documentos em casa de assessor do PMDB


Do G1RN

A Polícia Federal cumpriu um mandado de busca e apreendeu documentos na residência de um assessor do PMDB em uma casa em Natal na manhã desta sexta-feira (28). A ação, segundo a própria PF, faz parte da operação ‘Satélites 2’, um desdobramento da Lava Jato. O nome do assessor não foi divulgado.

Ao todo, a operação tem 10 mandados, todos de busca e apreensão. Além do RN, também foram cumpridas quatro ordens judiciais no Distrito Federal, duas em São Paulo, duas em Alagoas e uma em Sergipe, todas autorizadas pelo ministro Édson Fachin, relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), dentro de um dos 13 inquéritos abertos para investigar o senador Renan Calheiros (PMDB).

O principal alvo é o advogado Bruno Mendes, ligado ao senador.

A primeira fase da Satélites foi deflagrada em março. A operação tem esse nome porque os alvos são pessoas próximas aos políticos investigados na Lava Jato no âmbito do STF.

Ainda de acordo com a PF, o objetivo da operação é coletar provas de crimes contra a administração pública, lavagem de dinheiro, corrupção, organização criminosa, entre outros, em investigações relacionadas a desvio de recursos na Transpetro.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI.

Categoria(s): Política

Comentários

  1. François Silvestre diz:

    Isso só terá fim ou redução quando houver controle eficiente. A repressão não resolve, só pune. Dia desses, fiz aqui um comentário e pedi a Carlos Santos que não o publicasse. Ele generosamente atendeu. Eu tratava de um caso, em tenho interesse pessoal, onde um procurador de contas produziu um relatório caviloso, inocentando um indiciado pelo MP e incluindo um não indiciado. Na mesma peça tratei da ingerência de um chefe de casa civil, que usou um órgão, por mim dirigido, para desviar dinheiro público. Esses dois casos constam de “falas” denunciadoras de uma peça de teatro, “O Roubo do Fole”, em fase de retoques finais, sátira sobre o (des), controle da gestão pública no âmbito do RN. Tem início com o lamentável episódio do Folioduto. Ali tudo será dito, com nomes, fatos e desafios. Essa Lava-Jato é a maior prova da falta de controle. Não há uma única obra daquela nojeira que não tenha sido devidamente licitada. Tudo bonitinho. Formalmente legalizado, bem ao gosto dos burocratas dos ditos órgãos de controle.

  2. Inácio Augusto de Almeida diz:

    Eu venho dizendo todos os dias que até agora só avistaram a ponta do iceberg.
    Por enquanto só serviram o couvert, que constou de depósito de milhões em bancos do exterior e constar na Lista do Fachin.
    O prato principal será servido em maio/junho. AGUARDEM!
    //////////
    OS RECURSOS SAL GROSSO NÃO FORAM JULGADOS ESTA SEMANA. INCRÍVEL!
    AS DENÚNCIAS DO EX-PROCURADOR DA CMM ESTÃO SENDO APURADAS DESDE 06/12/2016.

  3. François Silvestre diz:

    Veja, Carlos, naquele comentário eu citei o nome do senhor Lindolfo Sales. Lembra? Foi um dos motivos do meu pedido de não publicação. Hoje, vejo nas folhas que o assessor plenipotenciário de Garibaldi Alves está sob a mira das investigações. O benefício da dúvida merece amparo, mas há fumus boni juris. A fumaça do bom direito autoriza, pelo menos, perguntar…

  4. sergio bouças diz:

    Simples , prático e objetivo: O senador é Garibaldi Alves e o assessor Lindolfo Sales. Por favor a noticia tem que ser completa . Observe a credibilidade. Se eu o menor dos pequeninos sei. , como o reporte , muito bem informado na sabe ou não quis informar.

Faça um Comentário

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.