• Banner Lion Brazil Fim de 2019 - 05-12-19
terça-feira - 29/04/2008 - 22:54h

“Fogo-amigo” de Souza pega Bruno Filho em Areia Branca


Ex-prefeito areia-branquense em duas gestões seguidas (1996 e 2000), mas cassado em 2004 por compra de votos, o médico José Bruno Filho (PMDB) é alvo de artilharia pesada contra sua honra. Os ataques têm características de "fogo-amigo".

Nada é por acaso.

A linguagem utilizada contra Bruno, agente público com passagem marcante pela prefeitura, usa tom pejorativo e palavras como "cobrança" e "preço" para defini-lo. O submundo é transformado em habitat natural do médico.

Nos últimos dias a pressão tem aumentado consideravelmente. Ele foi transformado numa espécie de inimigo número "um" do prefeito Manoel Cunha Neto, o "Souza" (PP). A proximidade do período de convenções partidárias e outros fatores talvez expliquem a radicalização.

Não é qualquer adversário oposicionista que empreende essa campanha contra a imagem do ex-prefeito. "Bruno tem um preço alto" – dispara em manchete o blog "Os Bastidores da Costa Branca", editado por Marcelo Mendonça, concunhado do prefeito Souza. Ele reside em Brasília.

Com o cuidado de não assinar as matérias, Marcelo edita há meses essa página na Internet. É importante sublinhar que sustentou quase que solitariamente a imagem do prefeito, quando Souza esteve afastado da prefeitura por sete meses. Foi incômodo para adversários e aliados quinta-colunas em textos analítico-opinativos.

"Bruno não faz nada de graça", insiste na mesma matéria o familiar-afim de Souza, Marcelo Mendonça. "(…) Não se pode prever exatamente o que pedirá em troca dessa vez, mas, certamente, ele saberá bem o que vai querer. A questão derradeira para Souza, não é antever se vale ou não a pena pagar o preço estipulado por Bruno, mas descobrir a melhor maneira de pagá-lo (…)", ratifica.

Vontades

O atual prefeito foi vice de Bruno nas duas gestões do médico. Sempre tiveram uma convivência difícil, disfarçada com sorrisos de lado a lado. Na prefeitura, após seu retorno do período de afastamento em sete meses, Souza procurou reconciliação. Acatou as exigências de Bruno. Nomeou familiares do ex-prefeito para postos estratégicos, por exemplo. Ficaram no bem-bom. Aparentemente.

Com a chegada de novo ciclo eleitoral, o médico parece voltar a ser um problema aos olhos do prefeito. Na Internet, a verborragia do blog de Marcelo Mendonça é como se fosse o próprio Souza socando Bruno. É um "sossega-leão" cavalar.

"(…) O médico e ex-prefeito Bruno Filho (PMDB) tem o histórico de sempre cobrar muito caro pelo seu apoio. Sabiamente, ele submete e vincula à cobrança desse alto preço a obtenção dos recursos necessários para manter a si, sua família e seus afins num padrão e numa qualidade de vida invejáveis e, simultaneamente, conseguir sobreviver bem no meio político areia-branquense", dispara Souza através do "alter ego" Marcelo.

"(…) É bom que (Bruno) tome logo uma atitude. E um começo apropriado seria estipular já um menor preço pelo seu apoio", fustiga na mesma página.

Presidente municipal do PMDB e aliado de Souza, o empresário Cleodon Bezerra também leva uma saraivada verbal desconsertante. Mas noutro tom. Não obstante igualmente dura, para quem é companheiro de sistema político. Ele é sempre tratado com desdém ou em tom de ridicularização: "(…) Político de grande rejeição popular, com certa arrogância no trato aos subalternos (…)", assim é descrito.

O problema desse tipo de estratégia adotada por Souza, é que ao mesmo tempo em que rotula o ex-prefeito de mercenário e menospreza Cleodon, aparece como comprador do outro lado do "balcão". Termina se embaraçando.

A corrupção só se materializa com três elementos: corrupto passivo (quem recebe), corruptor (quem paga) e o fato delituoso em si. 

A tática engendrada até aqui é desastrosa. Está fazendo duas vítimas: Bruno e o ex-vereador Cleodon. Com um aliado assim, quem precisa de inimigos?

* Conheça AQUI o bem-escrito "Os Bastidores da Costa Branca."

Categoria(s): Sem categoria

Comentários

  1. Vilcemar F. M. Filho diz:

    Carlos, você fechou o blog do rapaz (rsss). Não conheço você, mas acompanho seu blog há pelo menos uns 8 meses (ainda no tempo do zip.net) e ainda não o vi falhar, por isso prefiro acreditar na sua versão do que na do autor do “blog que fechou”. Em relação ao conteúdo da sua matéria (com os trechos do ex-blog), muito bom. E, como perguntar não ofende: quem vai pagar o alto preço dessa fatura?

Faça um Comentário

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.