domingo - 15/12/2019 - 09:10h

Fora do casulo… Greta Thunberg


Por François Silvestre

É um sopro de brisa na escassez do vento.

Uma luz de lamparina no fogão sem lenha.

Um cantar da mãe-da-lua no silêncio da madrugada.

Um ranger de carro de boi, após a morte dos bois.

Um olhar de incômodo na cegueira do tempo.

Uma pirralha que ralha e incomoda o canalha.

Um desassossego tão novo futuca o sossego dos velhos.

Um rosto suave incomoda o focinho da pústula.

Uma casca de vida chafurda a ferida do pus.

Não foi lagarta, nem morou no casulo,

É borboleta nascida no coito da paz.

Uma menina da idade da terra, faz-se Universo mais velha que ele.

E brilha e brilha… estrela cadente.

François Silvestre é escritor

Categoria(s): Poesia

Comentários

  1. FRANSUELDO VIEIRA DE ARAÚJO diz:

    Por motivações distintas, porém, igualmente nobres, tanto François Silvestre quanto Clauder Arcanjo neste anti-penúltimo Domingo (15/12/2019), graciosamente vieram nos brindar e “embriagar” com sua sensibilidade e talentos únicos, deixando à todos envoltos numa idílica nuvem que nos fazem acreditar e trazer de volta o sonho como argamassa do destino futuro….Quiçá, a humanidade, ainda ressurgirá imersa na reconstrução do mundo….!!!

    Um baraço

    FRANSUÊLDO VIEIRA DE ARAÚJO.
    OAB/RN. 7318.

  2. Roncalli Guimarães diz:

    Pirralha, palavra que se transformou em adjetivo , agora significa ‘alguém que tem coragem e incomoda ‘.

Faça um Comentário

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.