quarta-feira - 06/01/2021 - 08:30h
Mossoró

Funcionalismo consome 57,5% da receita de prefeitura

Do Blog Tio Colorau

Atualmente, o município de Mossoró compromete 57,5% da receita corrente líquida com o pagamento do funcionalismo.

Pela legislação, o máximo deveria ser de 54%.

A título de comparação, a prefeitura de Fortaleza (CE) ocupa 28,57% com tal rubrica.

Nota do Blog – Durante o governo Rosalba Ciarlini (PP), o Tribunal de Contas do Estado (TCE) emitiu alertas à necessidade de redução de cargos comissionados, por exemplo, mas a questão foi literalmente ignorada, sobretudo às portas da campanha municipal. Coloque na conta, ainda, centenas de terceirizados contratados antes da disputa eleitoral.

O Ministério Público também já constatou inchaço na folha, em recomendações. E daí? Veja links abaixo com matérias sobre essa questão. Abra e constate o que assinalamos há anos.

Leia também: Prefeitura gasta mais de 60% de receita com folha de pessoal;

Leia também: Rosalba segue sem reforma ou diminuição de comissionados;

Leia também: Promotoria cobra que Rosalba pare empreguismo em prefeitura.

INSCREVA-SE em nosso canal no Youtube (AQUI) para avançarmos projeto jornalístico.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Administração Pública / Política

Comentários

  1. João Claudio diz:

    E o serviço/atendimento não é flor que se cheire. É público, e todo serviço público deixa a desejar.

    A pergunta:

    Por que o serviço/atendimento na rede privada é N vezes melhor, mais rápido e eficiente do que o púbkico, sabendo-se que o salário de servidores pago pelo público é N vezes superior ao pago pelo privado?

    Por que alguns servidores público trabalham meio.expediente enquando que o privado trabalha dois e ainda chega a ‘entrar’ no terceiro?

    É muita fulêragem. Né não?

    Ei, se você conhece um serviço público que mereçs no 10, não perca tempo. Informe AQUI______________________o nome do fenômeno.

  2. Inácio Augusto de Almeida diz:

    A CMM poderia fazer o mesmo cortando despesas supérfluas e criando um teto salarial para seus servidores.
    Por que não limitar o maior salário de um servidor da CMM a 70% do salário de um vereador?
    Falar em funcionário da CMM, quando vereador Raério Araújo dará a conhecer os nomes e as funções dos que foram nomeados sem concurso e recebem mais de 21 mil reais mensais?

Faça um Comentário

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011 - 2021. Todos os Direitos Reservados.