sexta-feira - 14/02/2020 - 20:30h
Reunião

Governo apresenta PEC da Previdência à Diocese de Mossoró


Na companhia da deputada estadual Isolda Dantas (PT) e do assessor especial do Governo do Estado, Altair Rocha, o presidente do Instituto de Previdência do Estado Rio Grande do Norte (IPERN), Nereu Linhares, apresentou à Diocese de Mossoró o texto da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) da Reforma da Previdência (n° 6, de 2019). A PEC foi entregue dia passado à Assembleia Legislativa.

O encontro foi à manhã desta sexta-feira (14) na Cúria Diocesana.

Reunião para entrega de cópia da PEC ocorreu na Cúria Diocesana em Mossoró (Foto: Diocese)

O Bispo Diocesano Dom Mariano Manzana, o Vigário-Geral da Diocese de Mossoró, Padre Flávio Augusto Forte Melo,  e uma comissão de padres formada por Demétrio de Freitas Júnior (ecônomo da Diocese), Ricardo Rubens (diretor da Rádio Rural), Robério Holanda (Paróquia de São José), Rierson Carlos (Paróquia Nossa Senhora de Fátima), Ivan dos Santos (Paróquia São João Batista), Frei Gilmar Nascimento (Paróquia Nossa Senhora Imaculada Conceição) e João Batista (Seminário Santa Teresinha) receberam o documento.

Durante a audiência, foram apresentados pelos representantes do Governo detalhes da PEC que modifica a estrutura da previdência estadual, como, por exemplo, questões referentes às alíquotas, idade mínima e tempo de contribuição, pensões, regras de transição, entre outros pontos.

Informação

Para o Bispo Dom Mariano, o encontro foi positivo. “Acredito que há momentos em que a informação é o lado mais importante de cada questão. Recebemos muitos dados, por isso cada um deve sentar e ver. O importante é que tivemos acesso pela primeira vez ao texto que pode ajudar a compreender melhor a reforma e despertar futuros questionamentos”, avaliou o Bispo.

A deputada estadual Isolda Dantas explicou que o processo de tramitação do texto na Assembleia Legislativa deve durar aproximadamente 50 dias e que, por se tratar de uma PEC, é necessário que a aprovação do projeto ocorra em duas votações.

“Nós vamos trabalhar para que o texto seja melhorado no sentido de ampliar a faixa de isenção, reduzir alíquota. Nós somos da ideia de que quem ganha mais tem que pagar mais, mas nós sabemos que é necessário fazer esse debate, porque se não alterarmos as regras no futuro a previdência não vai conseguir garantir a aposentadoria nem dos que estão e nem dos que virão”, frisou a parlamentar.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Gerais / Política

Comentários

  1. João Claudio - Já é carnaval 'Piiiiiiii...! Ê ê ê ê , João Claudio quer apito, se não der pau vai comer.' diz:

    Perguntar duas vezes não ofende:

    1 – O quê a Diocese tem a ver com a reforma da previdência?

    2 – A aproximação da quadrilha com católicos e evangélicos é mais uma estratégica do chefe Lula para transformar cidadãos de bem em novos burros e encantados?

Faça um Comentário

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.