quinta-feira - 28/05/2020 - 22:52h
Maio

Governo do RN concluirá folha nesse sábado (30)


O Governo do Estado depositará, nesta sexta-feira (29), os 70% restantes do pagamento salarial aos profissionais da área de saúde que recebem mais de R$ 4 mil e também o retroativo para o adicional por insalubridade. Serão mais de R$ 21,6 milhões pagos apenas à Saúde, uma categoria em constante risco no enfrentamento à Covid-19.

O Governo concluirá o pagamento da folha das demais categorias no sábado (30), com depósito de R$ 114 milhões. Os 70% restantes do salário amanhecem na conta dos servidores ativos, inativos e pensionistas que recebem acima de R$ 4 mil. Quem recebe até esse valor, incluindo os profissionais da Saúde, já receberam o salário integral entre os dias 13 e 15 deste mês.

Linha de frente

Os servidores da saúde que trabalham na linha de frente das unidades hospitalares receberão o grau máximo de 40% de adicional por insalubridade, calculado sob o salário-base, referente aos meses de abril e maio. Quem recebe percentual abaixo, passa a receber os 40% durante o período da pandemia.

Já os servidores que exercem atividades administrativas nos hospitais receberão 20% de insalubridade. Uma compensação financeira à exposição de alto risco ao novo coronavírus e ao esforço diário no cuidado de milhares de pacientes suspeitos ou infectados com a doença. Esse adicional entra na conta dos servidores ao longo do dia.

Perdas

“O Governo do Estado reforça o compromisso dos salários em dia apesar da queda brutal e crescente de receita desde o mês de março, início dos efeitos da pandemia na economia. Foram mais R$ 180 milhões de déficit na arrecadação apenas neste mês de maio para um Estado que luta mês a mês para pagar o salário em condições econômicas normais”, diz comunicado oficial.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Política

Comentários

  1. Q1naide maria rosado de souza diz:

    Os servidores da Saúde, em linha de frente, no front, merecem seus pagamentos e acréscimos e proteção em sua indumentária. O vírus é cruel, desconhecido e ardiloso em seu ataque. As vítimas apresentam resistências às vezes inexplicáveis e outros sucumbem rapidamente. Certo é que o tratamento na fase inicial é necessário e capaz de evitar o internernamento e intubação. Gostaria de falar mais, mas sou leiga. Repito: tratamento na fase inicial. É o que temos. Se não encontrarem atendimento no SUS, corram para a medicina particular.

    • Q1naide maria rosado de souza diz:

      Atenção: os que exercem atividades administrativas nos hospitais também correm grandes riscos. Merecem o acréscimo.

  2. Carlos Andre Gomes de Araujo lima diz:

    O desgoverno do RN , não publicou mais os boletins epidemiológicos, será que o responsável pela elaboração adoeçeu novamente?

Faça um Comentário

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.