quinta-feira - 24/05/2007 - 16:26h

Greve na Uern se alastra mais ainda


O reitor Milton Marques de Medeiros, da Uern, informou hoje aos professores da instituição, que não pode autorizar reajuste salarial de 18% à classe, porque fere a Lei de Responsabilidade Fiscal.

Os professores decidiram continuar com a greve e ganharam o reforço dos colegas do Pró-formação, Pedagogia da Terra e cursos autofinanciados.

Antes, os professores já haviam recebido o apoio dos servidores, que querem reajuste salarial, e dos estudantes, que cobram mais estrutura.

A paralisação teve início no dia 9 deste mês.

* Com informação do Blog de Evânio Araújo (clique aqui).

Categoria(s): Nelson Queiroz

Faça um Comentário

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.