quarta-feira - 30/08/2017 - 08:30h
Operação Alcmeón

Grupo chegava a cobrar R$ 350 mil por decisões na Justiça


De acordo com a Polícia Federal, os principais clientes do grupo criminoso alcançado hoje em Recife, Natal e Mossoró pela “Operação Alcmeón”, eram políticos e outros condenados em primeira instância. Essas pessoas negociavam votos em sentenças criminais para terem decisões favoráveis no âmbito do Tribunal Regional Federal da 5ª Região (TRF5), com sede em Recife-PE.

TRF da 5ª Região é sediado em Recife (Pernambuco) e é epicentro das investigações (Foto: arquivo)

Segundo as investigações, o grupo cobrava em média 350 mil reais pelos serviços.

“Em um caso específico, a pena de um ex-prefeito, que era de 28 anos de reclusão, foi reduzida para dois anos e oito meses, e substituída por restritiva de direito”, informou a PF em comunicado.

O esquema foi descoberto após acordo de delação premiada de um empresário que relatou situações em que teria obtido benefícios por meio do grupo criminoso, após ter prisão decretada e bens apreendidos durante uma operação policial.

Lava Jato também

“As ações do grupo indicariam também o cometimento de delitos de exploração de prestígio em vários processos em trâmite no Tribunal, inclusive processos relacionados à Operação Lava Jato”, acrescentou a PF.

O Tribunal Regional Federal da 5ª Região é responsável por julgar recursos da primeira instância da Justiça Federal, entre outras ações, nos Estados de Alagoas, Ceará, Paraíba, Pernambuco, Rio Grande do Norte e Sergipe.

O TRF é composto por 15 desembargadores federais e possui como instâncias de julgamento o Pleno, do qual participam todos os integrantes, e quatro Turmas, das quais participam 12 desembargadores, sendo três em cada.

Com informações da PF, revista Exame e Blog Carlos Santos.

Leia também: MPF e PF fazem operação em Recife, Natal e Mossoró agora AQUI.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI.

Categoria(s): Justiça/Direito/Ministério Público

Comentários

  1. Inácio Augusto de Almeida diz:

    Será que por este esquema de existir é que condenada a mais de cinco anos de cadeia em primeira instância dá gargalhadas quando escuta falar em julgamento de recurso e faz projetos políticos para 2020, mesmo sabendo que o recurso que a mantém em liberdade pode ser julgado a qualquer momento?
    O Brasil está mudando. E mudando para melhor.
    O CNJ ESTÁ ATENTO!
    SETEMBRO VAI CHEGAR COM GOSTO DE QUEROSENE PARA CORRUPTO.
    ///
    OS RECURSOS SAL GROSSO SERÃO JULGADOS A QUALQUER INSTANTE. QUESTÃO DE DIAS.

  2. João Claudio - Agora é ISO 9001 ✌ diz:

    Isso acontece no brasil, né?

    O povo quer saber é de novidade. Esse tipo de noticia seria novidade nos anos 50 e 60.

    Hoje, é rotina e rotina não é novidade. É rotina.

    Ah, se Zé Peido de Cuscuz fizesse parta da quadrilha, o vídeo da sua prisão em flagrante já estaria na ”rede”.

    Calma! Em país de 3ª é assim mesmo. A justiça só mostra a cara do bandido rico quando não da mais para segurar.

  3. Paulo Henriques da Fonseca diz:

    O que esperar de um sistema de Justica que faz a farra pisando na Lage Constitucional com vencimentos e subsídios e “penduricalhos” salariais ilegais? Sentença e acórdão é só mais penduricalho. Já se ultrapassou o limite da decência faz tempo. Alguns heróis resistem, ainda bem, nos tribunais.

  4. Francisco Bezerra diz:

    O São Camilo tem vaga? tem? Vão endoidar……tenho pena !!

Faça um Comentário

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.