segunda-feira - 03/10/2016 - 12:06h
Pós-eleições 2016 - I

Gutemberg Dias sobe de patamar para ser opção real adiante

Sobe uma estrela em Mossoró. Não, não é a do PT. O geólogo Gutemberg Dias (PCdoB), candidato a prefeito nas eleições desse domingo (2) pela “Frente Mossoró Tem Jeito”, inseriu-se no seleto grupo das boas novidades da política mossoroense.

Sua votação expressiva para os padrões locais da chamada “esquerda”, de 11.152 (8,45%) votos é o maior em toda a história de candidatos-partidos nessa faixa ideológica em Mossoró. Superou até o recorde que perdurava desde 1992, quando o professor Luiz Carlos Martins (PT) empalmou 6.557 (8,43%) votos.

Gutemberg avançou e conquistou objetivo importante, mas à frente dificuldade é ainda maior (Foto: redes sociais)

Gutemberg passou Luiz Carlos, que é atualmente vice-prefeito dissidente de Mossoró e não se elegeu à Câmara Municipal, em números absolutos e em termos percentuais.

A performance de Gutemberg é ainda mais significativa, quando se olha a votação de sua coligação proporcional, com 18 candidatos a vereador do seu partido e petistas. Cumulativamente eles conseguiram 6.752 votos, sendo 5.053 votos dos petistas e 1.699 dos camaradas do PCdoB.

Voto útil

A abundância de votos, à realidade da esquerda mossoroense, ainda sofreu ameaça do “voto útil” em favor de Tião Couto (PSDB) da Coligação Unidos Por Uma Mossoró Melhor, questão que foi discutida e operacionalizada por setores petistas. A ‘sangria’, pelo visto, ficou aquém do que se esperava.

Gutemberg foi maior do que a coligação. Ponto. Nada demais, até. Seu desempenho passa a içá-lo para um patamar de maior visibilidade, pelo o que conseguiu fazer em espaços tão restritos na propaganda de rádio e TV (apenas 1 minutos e 34 segundos no Guia Eleitoral), além de êxito em movimentação operacional nas ruas.

Como candidato a prefeito, Gutemberg poderia surpreender e até ser eleito. Porém na prática, num ambiente político historicamente sujeito a poucas alterações e a mudanças bruscas de rumo, essa hipótese estava praticamente descartada. Implicitamente, o propósito era “aparecer”. Para o PT, fazer um vereador.

Bingo! Gutemberg apareceu e bem. O PT elegeu a ex-secretária da Cultura de Mossoró Isolda Dantas à Câmara Municipal.

E o futuro? Bem, Gutemberg ganhou projeção em números que as urnas atestaram, mas esse capital é sempre muito volátil, se não fortrabalhado bem.

Mossoró Tem Jeito

Em postagem especial numa série sobre a sucessão mossoroense deste ano, o Blog assinalou: “Gutemberg tenta marcar posição num cenário desvantajoso” (veja AQUI).

Depois de ser candidato a prefeito na disputa suplementar de 4 de maio de 2014, obtendo o quinto (último) colocado com 2.265 (2,90%) votos, Gutemberg dá agora um salto em número e em exposição pública. Sua aposta num perfil propositivo deu certo para poder se apresentar como opção fora das grandes estruturas, mas eleição majoritária não é como prova olímpica que segundo e terceiro colocados levam medalha.

Ele precisará fazer muito mais adiante, capaz de representar alternativa também fora da esquerda para chegar ao podium. Seu PCdoB e o PT se alojaram na prefeitura com o atual prefeito Francisco José Júnior (PSD e não acrescentaram nada além de alguns empregos e certas vantagens para alguns militantes.

É muito pouco para quem quer quer mudar Mossoró e garantiu na campanha que “tem jeito”. Veremos!

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI.

Categoria(s): Política

Comentários

  1. Arnaldo Lopes diz:

    Numa cidade que não há 2turno,como é o caso de mossoro,votar em candidato sem chance de ganhar;termina beneficiado o vencedor. .Quem votou em outros candidatos ,beneficiou a candidata eleita….E não adianta dizer que não.

  2. António Augusto de Sousa diz:

    Se não tem se acoleado com o prefeito seu desempenho teria sido ainda .melhor.

    • Inácio Augusto de Almeida diz:

      Você disse tudo.
      Infelizmente o imediatismo falou mais alto.
      A verdade é que desconhecemos as razões que levaram este moço a aceitar ser auxiliar de um prefeito que nem sei mais como adjetivar
      ////
      OS RECURSOS SAL GROSSO SERÃO JULGADOS A QUALQUER INSTANTE.
      POR QUE EU, SOMENTE EU, CLAMO PELO JULGAMENTO DESTES RECURSOS?
      EM 2020 OS RECURSOS SAL GROSSO CONTINUARÃO AGUARDANDO JULGAMENTO?

  3. Francisco diz:

    Gostaria de saber do sr. vice-prefeito se ele ainda exerce alguma atividade na prefeitura, pois caso contrário o salário q recebe é devido ??????????

    • Inácio Augusto de Almeida diz:

      É devido ao cargo que ocupa. Se não exerce nenhuma função, culpa não lhe cabe.
      Já passa do tempo de se acabar com esta história de vice.
      Outra excrescência que já para ter acabado é suplente de senador. Tem cara que chega ao senado sem ter um voto e lendo soletrando. Uma lástima.
      Mas como não acabam nem com condenado a 7 anos de cadeia exercendo cargo eleitoral…
      E VIVA A ESCULHAMBAÇÃO.
      ////
      OS RECURSOS SAL GROSSO SERÃO JULGADOS A QUALQUER INSTANTE.
      CHEGAREMOS A 2020 COM OS RECURSOS SAL GROSSO AGUARDANDO JULGAMENTO?

  4. João Claudio diz:

    A foto e o fato.

    Qualquer semelhança com ”Querida, encolhi as crianças”, não terá sido uma mera coincidência.

Faça um Comentário

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011 - 2021. Todos os Direitos Reservados.