sexta-feira - 13/02/2015 - 07:25h
Mossoró

“Impeachment Já” em pleno Carnaval

No próximo domingo (15), o movimento “Impeachment Já – Basta de mentira!” vai promover mobilização em Mossoró em pleno Carnaval.

A movimentação ocorrerá a partir das 15h, em frente ao Colégio Diocesano Santa Luzia (CDSL).

O protesto é convocado através das redes sociais por grupos diversos, que pedem impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT) e um freio à corrupção.

P.S – O Blog recebeu release sobre o assunto com data errada.

Somos informados que, na verdade, o evento ocorrerá no dia 15 de março com amplitude nacional.

Feita a retificação.

Categoria(s): Política

Comentários

  1. Inácio Augusto de Almeida diz:

    Já estava passando da hora de Mossoró se manifestar.
    Vejo com alegria esta mobilização que acontecerá em pleno Carnaval.
    Mais alegre eu ficaria se junto ao clamor pelo fim da corrupção no nosso país fossem feitos apelos pela solução de problemas que infernizam a vida dos que moram nesta linda cidade.
    A) LEI DA MORDOMIA DOS VERADORES.
    Lei que dá direito a vereadores de almoçarem em restaurantes de luxo juntamente com seus assessores, hospedagens em hotéis, GASOLINA, PNEUS E PEÇAS para seus carros, pagamento de IPTU, ÁGUA, LUZ, TELEFONE, assinatura de jornais e revistas, internet, TV A CABO, passagens aéreas e terrestres, e tudo o mais que um ser vivente possa imaginar.
    B) FALTA DE MEDICAMENTOS DE DISTRIBUIÇÃO GRATUITA E DE USO CONTÍNUO.
    C) NÃO DISTRIBUIÇÃO DO UNIFORME ESCOLAR COMPLETO, MERENDA ESCOLAR DE BAIXA QUALIDADE e nenhum MATERIAL ESCOLAR entregue nas escolas municipais.
    D) FALTA DE SEGURANÇA E TRÃNSITO CAÓTICO.
    E) JULGAMENTO DOS RECURSOS QUE MANTÉM NO EXERCÍCIO DE CARGO ELETIVO CONDENADA EM PRIMEIRA INSTÃNCIA.
    F) RUAS ESBURACADAS E MAL ILUMINADAS.
    Resumindo, são tantos os nossos problemas e que pela solução deles deveríamos protestar, que estranho não terem sido incluídos nesta manifestação.
    Mas ainda há tempo.
    ////
    OS RECURSOS SAL GROSSO SERÃO JULGADOS AINDA ESTE ANO?
    SAL GROSSO PRESCREVE EM 2019?
    UM TAC PARA ACABAR COM A LEI DA MORDOMIA DOS VEREADORES.

  2. Inácio Augusto de Almeida diz:

    ZÉ DIRCEU E PALOCCI CITADOS NO DEPOIMENTO DO DOLEIRO DELATOR
    O doleiro Alberto Youssef afirmou ter intermediado pagamento de propina das empresas Camargo Corrêa e Mitsui Toyo ao Partido dos Trabalhadores (PT) por meio do ex-ministro José Dirceu e do tesoureiro petista João Vaccari Neto.
    Em outro depoimento concedido no mesmo mês à Polícia Federal (PF), Youssef disse que Dirceu e o ex-chefe da Casa Civil Antônio Palocci eram “ligações” do executivo da Toyo Setal Júlio Camargo com o Partido dos Trabalhadores (PT). O partido nega o recebimento de propina.
    Fonte:G1
    /////
    Esta BOMBA explodiu hoje e está sendo comentada em todas as emissoras do SUL.
    A Rádio Tupy teceu considerações sobre esta imoralidade e o comunicador Mário Belisário disse o que todo brasileiro tem vontade de dizer.
    Aos poucos o mar de lama começa a cobrir pessoas que tinham enorme influência no governo Lula.
    Até onde isto vai ninguém sabe.
    O “Impeachment Já – Basta de mentira!” ganha as ruas do Brasil.
    Aqui do meu lado Zé Buchudinho, acho que pirou de vez, conta: 99,98, 97, 96 ….
    Pergunto ao Zé Ruela que diabo de contagem é esta e ele apenas ri e aponta para a minha cara como querendo dizer que eu deixe de me fazer de besta.
    Aguentar estes dois…
    ////
    OS RECURSOS SAL GROSSO SERÃO JULGADOS AINDA ESTE ANO?
    SAL GROSSO PRESCREVE EM 2019?
    UM TAC PARA ACABAR COM A LEI DA MORDOMIA DOS VEREADORES.

  3. Marcos Pinto. diz:

    Com certeza os participantes são componentes do famoso GRUPO DOS PMDs – Psicóticos maníacos-depressivos, também conhecidos como PMDs de livro – psicóticos de alto grau. Hilário e ridículo. Ainda não caiu da ficha desse bando de derrotados, recalcados e frustrados com mais uma retumbante vitória que se aproxima – 2018 com LULA 13RASIL !. Pedala Direitona !.

  4. wilpersil diz:

    Quantos corruptos estarão lá? Só indo ver.

  5. Inácio Augusto de Almeida diz:

    RIR É O MELHOR REMÉDIO
    13/02/2015 12h43 – Atualizado em 13/02/2015 12h51
    Juiz da Lava Jato autoriza Cerveró a fazer tratamento psicológico na prisão
    Preso, ex-diretor da Petrobras sofre de transtorno psicótico, segundo a defesa.
    Nestor Cerveró teve um pico de pressão alta na prisão no último dia 4.
    Do G1, em Brasília
    O juiz federal Sérgio Moro, responsável pela Operação Lava Jato na primeira instância, autorizou nesta sexta-feira (13) que o ex-diretor da área internacional da Petrobras Nestor Cerveró faça tratamento psicológico na carceragem da Polícia Federal em Curitiba.”
    Zé Buchudinho diz que sabe como fazer o CORCUNDA DO NOTRE-DAME ficar bom bem ligeinho.
    BASTA DEIXAR QUE ELE FURTE NOVAMENTE.
    Zé Ruela não ri, mas levanta o dedo polegar em sinal de positivo.
    Eu concordo com Zé Buchudinho.
    FURTAR É A ÚNICA COISA QUE CURA DEPRESSÃO DE CORRUPTO.
    Nada deprime mais um corrupto do que não permitir que furte.
    Quando estão furtando ficam tão felizes que atingem o orgasmo.
    Outra enorme fonte de prazer para corrupto é a IMPUNIDADE assegurada através dos recursos.
    Ficam tão alegres pela certeza de que os recursos não serão julgados e as penas prescreverão que vivem gargalhando, mangam de todos os contribuintes e, neste clima de total felicidade, chegam até a afrontarem membros do Ministério Público.
    A nós, pagadores de impostos, só nos resta rir.
    RIR PARA NÃO CHORAR.
    /////
    OS RECURSOS SAL GROSSO SERÃO JULGADOS AINDA ESTE ANO?
    SAL GROSSO PRESCREVE EM 2019?
    UM TAC PARA ACABAR COM A LEI DA MORDOMIA DOS VEREADORES.

  6. Daniel diz:

    Não seria 15 de março?

  7. fernando diz:

    O bicho vai pegar. Chame a policia que o PT tá solto.

    • ROBERTÃO diz:

      IMPITIMAN É MEUS OVO! IMPITIMAN É MEU OVO! LULA 2018! DEPOIS DO CARNAVAL VAI VOAR PENA DE TUCANO PRA TODO LADO! É PENTA EM 2018! SEGURE O BAIBA QUE ELE VEM COM FORÇA! ATENÇÃO PAULISTAS AQUI TEM JUMENTO COM ANCORETA PRA PRA CARREGAR ÁGUA E ROLADEIRA TAMBÉM,SE NÃO SOUBEREM USAR TEMOS MÃO DE OBRA QUALIFICADA E ASSISTÊNCIA TÉCNICA,NÃO TENHAM MEDO O LULA GONZAGA AFIRMOU QUE O JUMENTO É NOSSO IRMÃO,IMPITIMAN É MEU ZOVO! IMPÍTIMAN É MEU ZOVO!

  8. Inácio Augusto de Almeida diz:

    BATEU O DESESPERO
    3/02/2015 06h00 – Atualizado em 13/02/2015 10h10
    Montadoras já têm carros 2016; saiba o impacto para o consumidor
    Civic, Bravo e Tucson ‘viraram’ com poucas mudanças.
    André Paixão e Luciana de Oliveira Do G1, em São Paulo.
    Você ainda está se preparando para o carnaval deste ano, mas as montadoras já estão em 2016: Honda Civic, Fiat Bravo e Hyundai Tucson “viraram” de ano há pouco. A prática de antecipar o lançamento de linhas com modelo do ano seguinte é comum na indústria automobilística, mas cada vez mais recai sobre modelos com poucas ou nenhuma alteração importante, caso desses três.
    /////
    Com os juros nas alturas e os pátios cheios a solução está sendo batizar de 2016 os 2015 e sair mandando brasa. Basta trocar um espelho retrovisor e e modelo 15 passa a ser 16.
    Em comentário anterior eu escrevi que o momento é de espera e não de compra.
    Concessionárias estão cheias de 2014. O deságio que oferecem é pequeno, coisa de 5%. Agora com o lançamento do 16 este deságio vai pular no mínimo para uns 20%.
    Ou aumentam o deságio ou não vendem.
    Breve os 15 sofrerão o efeito do lançamento do 16.
    Não há outra saída.
    Deixem para comprar carro somente depois das festas juninas.
    O deságio de um 2015 passará dos 20%.
    EFEITO MAROLINHA.
    Anotem.
    ////
    OS RECURSOS SAL GROSSO SERÃO JULGADOS AINDA ESTE ANO?
    SAL GROSSO PRESCREVE EM 2019?
    UM TAC PARA ACABAR COM A LEI DA MORDOMIA DOS VEREADORES.

  9. João Claudio diz:

    A oposição politica no Brasil deixou de existir a partir de 2003.

    Ser oposição, é tarefa unica e exclusiva dos petralha$, por isso, permanecem no poder. Mesmo roubando tudo e todos diuturnamente.

    O ”Fora ‘Dilma Discurso Oco”, era para ter sido gritado durante as manifestações em junho de 2013, quando o povo saiu as ruas…para nada.

    Cada povo merece o governo que tem. O povo brasileiro merece ser governado por ladrões, corruptos, assaltantes, cafajestes, pilantras, mentirosos, aloprados e cuequeiros.

    Eu não faço parte da quadrilha petralha, nem tão pouco nunca/jamais os ajudei a chegar ao poder.

    Por isso, tenho todo o direito de, se oportunidade tiver, meter o pé na bunda de cada um e gritar:

    OS PETRALHAS SÃO LADRÕES. ISSO É FATO CONSUMADO.

    Maaaaaassssss, por incrível que pareça, ainda tem quem defenda os ladrões. E como tem.

  10. Pedro Victor diz:

    cri… cri… cri…

  11. João Claudio diz:

    Os petralha$ estão chamando a imprensa de ”golpistas”, mas em nenhum momento eles, os petralha$, explicam os volumosos roubos que cometem desde 2003.

    A casa da ”besta barbuda e da Dilma Discurso Oco” & Cia, vai cair. É apenas uma questão de tempo.

  12. Ana Alice diz:

    Carlos, esse protesto é 15 de março e ocorrerá em todo o Brasil.

  13. Inácio Augusto de Almeida diz:

    BOMBA!
    Justiça hipoteca sede da Petrobras para evitar calote bilionário da estatal
    Decisão tomada nesta quinta-feira visa a indenizar em quase R$ 1 bilhão a Refinaria Manguinhos, que processa a estatal em virtude prejuízos com a política de controle de preços da gasolina.
    fONTE: G1
    ////
    Quando começo a escrever ouço a música que o Zé Buchudinho colocou na vitrola maluca.
    SEI LÁ
    Altemar Dutra
    Sei lá até que ponto enfim pretendes me levar
    Sei lá por quanto tempo mais eu posso suportsr.
    Já não sei o que sou, juá nada sei de mim.
    Por ti o último degrau eu desci.
    MANDO O ZÉ BUCHUDINHO RETIRAR A MÚSICA PORQUE PRECISO COMENTAR A RESPEITO DESTA PENHORA.
    Zé Ruela se dana a rir quando escuta Zé Buchudinho gritar lá da vitrola maluca que a música já comenta tudo.
    Não é que estes dois malucos estão cobertos de razão.
    ////
    OS RECURSOS SAL GROSSO SERÃO JULGADOS AINDA ESTE ANO?
    SAL GROSSO PRESCREVE EM 2019?
    UM TAC PARA ACABAR COM A LEI DA MORDOMIA DOS VEREADORES.

  14. Augusto Ribeiro diz:

    Será que os “coxinhas” vão deixar o “bem bom” do carnaval em Tibau? Vai ser um fiasco. Eles só “bombam” nas redes sociais…

  15. FRANSUÊLDO VIEIRA DE ARAÚJO diz:

    A bombas do Doto Inácio Augusto de Almeida são bem conhecidas de todos quantos acessam os Blogs de Mossoró, sobretudo o mais lido de todos eles… Blog do Jornalista Carlos Santos. Mesmo porque desde o ano de 2O03, o magnânimo, o mavioso, o enciclopédico e sabe tudo Inácio Augusto de Almeida à quele, sim, àquele mesmo que possui o Vade Mecum contendo todas as soluções para os problemas nacionais, mormente os problemas cridos pelo Partido dos trabalhadores, repise-se que de o ano de 2003 o mesmo exercita uma nova ciência, qual seja a urubologia, ciencia essa, por demais afeta aos monopólio de comunicação, mais precisamente ao PIG seus colonistas (DE COLONIZADORES) e pretensos articuladores.

    As suas catastróficas previsões idem, as quais beiram uma obssessão doentia digna de fuundamentalistas (Tenho gravado todas elas) tanto que muito muito embora já tenham se passado mais de uma década sem que nehmum das suas fantasmagóricas e funestas previsões tenham efetivamente se tornado realidade, o homem continua sua cega, udenista e insana luta contra o Partido dos Trabalhadores.

    Tal e qual a urubologa Miruial Leitão que tenta de froma venal e obstinada transformar as manhãs ensolaradas do Brasil no “Bom? Dia Brasil”, em manhãs cinzentas… o Sr. Inácio Augusta Almeida tenta disseminar o o seu “colossau catastrófismo” emitindo sinais claros de tentar implantar definitivamente e, mais ainda a desinformação e a cizânia no conjunto da sociedade brasileira..

    Em fim, para essa figuras impolutas e indevassáveis figuras, as pessoas, Partidos e grupos politicos que não se curvam ao stablishemant, que não confundem respeito com subisão, não ão se tornam reféns do consenso de Washington, e, sobretudo continuam a desafiar a casa grande. Defintivamnte não merecem nenhuma colher de chá, muito pleo contrário, tem mais é que continuarem sendo admoestadas, fustigadae e trituradas pela mistificação em forma de notícia.

    Com a devida Vênia ao Magnânimo articulista Inácio Augusto de Almeida e seu diário exercício de urubulogofrenia, mais uma vez peço ao titular do Blgo, Jornalista Carlos Santos, licença pra transcrever artigo intitulado… A IMPRENSA BRASILEIRA E A ARTE DA URUBOLOGIA, vejamos:

    Salta aos olhos o esforço da imprensa em tratar os assuntos referentes à economia brasileira sob uma perspectiva pessimista. Como se confessassem torcer contra o Brasil, os principais veículos da imprensa nacional fazem questão de, quase todos os dias, alardear em coro aquilo que segundo suas “análises” seria o fracasso do desempenho econômico do país. Não um fracasso real, entenda-se, mas um fracasso desejado pelos porta-vozes do atraso que não se conformam em ver o Brasil trilhar o caminho do desenvolvimento sob o comando de um governo dos trabalhadores.
    O desejo que a imprensa nutre em ver não apenas o fracasso do governo, mas principalmente o próprio fracasso do país, é tão doentio que “analistas” e colunistas chegam ao ponto de se verem autorizados a ignorar a realidade para se dedicarem à “análise” de cenários econômicos que só existem em seus delírios derrotistas.

    Para contestarmos a superficialidade e a má-fé de que estão impregnadas essas “análises” econômicas veiculadas pela grande mídia, é necessário ter bem clara a distinção crucial existente entre CAPITAL PRODUTIVO e CAPITAL RENTISTA.
    Conforme já demonstrava Marx, o objetivo maior do capital não é produzir, mas sim acumular-se, multiplicar-se. Seguindo seu instinto de auto-multiplicação, o capital procurará sempre se dirigir para “atividades” que lhe assegurem maiores perspectivas de rentabilidade.
    Uma possibilidade é o investimento em produção, cuja promessa de ganhos decorre dos lucros que se espera obter. Nesse caso, o capital precisa estar disposto a, primeiro, investir, para depois esperar o momento em que os lucros começam a ser auferidos.
    O investimento em produção acaba tendo uma capilaridade social, uma vez que a atividade produtiva necessita de mão de obra, conta com fornecedores de equipamentos e matérias-primas, e, finalmente, gera algum tipo de bem de consumo que será adquirido por um comprador, movimentando toda uma engrenagem que resulta em recolhimento de impostos para os cofres públicos, além, é claro, da própria circulação de dinheiro na economia.
    Outra possibilidade é, ao invés de investir em PRODUÇÃO, o capital ir se dedicar à ESPECULAÇÃO. Na especulação, o capital ganha sem precisar fazer nada, sem contas a pagar, sem impostos a recolher, sem empregados a remunerar, enfim, a liquidez da especulação é quase absoluta.
    A partir dessa diferenciação, é preciso saber qual capital (o produtivo ou o rentista/especulativo) o governo irá prestigiar a partir do conjunto de princípios norteadores de sua política econômica, bem como pelas medidas de gestão adotadas.
    Por exemplo, fhc durante seus dois governos optou por uma política econômica altamente complacente com o capital especulativo (que lucra apenas com a rentabilidade dos juros) e duramente cruel com o capital produtivo, o que explica os longos anos de depressão econômica que atravessamos durante os governos tucanos. Os juros altos inibem os investimentos produtivos e transferem recursos públicos, que poderiam ser utilizados na criação ou no melhoramento de infraestrutura produtiva, para as mãos dos rentistas.
    Isso se dá, mais ou menos, da seguinte maneira: ao manter a taxa básica de juros nas alturas, como fez durante todo o período de seus dois mandatos, fhc atraiu o capital especulativo e desestimulou o capital produtivo. A lógica é simples: se o capital quer se multiplicar, para que investir em produção e esperar chegarem os lucros se o governo mantém uma situação aberrante em que é possível obter ganhos elevados e de maneira rápida, sem investir e sem ter de esperar resultados lucrativos? Evidentemente que, pela lógica do menor esforço, o capital irá preferir ganhar em cima dos juros que o governo tucano, ao aplicar o receituário neoliberal, mantinha na estratosfera.
    Essa atração que os juros altos exercem sobre os rentistas, além de provocar a evasão do capital produtivo, que acaba se deslocando para a atividade especulativa, ocasionando a indisponibilidade de capital para o investimento na atividade produtiva (que gera bens, serviços, postos de trabalho, impostos etc.), provoca também outros efeitos colaterais. É que esses juros altos vão chamar o capital estrangeiro para ingressar no país, e com o aumento da entrada de dólares na economia brasileira, em busca desse lucro fácil, ocorre também a valorização do real em relação à moeda estadunidense. Com a sobrevalorização cambial, dá-se o barateamento das importações, o que termina por ameaçar as cadeias produtivas internas, desaquecendo ainda mais a produção e provocando desemprego.
    Ao traçarmos esse panorama, é possível perceber o quanto a entrada de capital especulativo no país é desastrosa para a economia e para a população. O capital especulativo, além de não investir em nada que resulte em produção de um único bem de consumo sequer e não gerar um único posto de trabalho sequer, ainda produz um desajuste interno que compromete a atividade dos que produzem e geram emprego e renda.
    Foi a isso que assistimos durante o governo fhc. O desmonte da indústria nacional era parte do projeto neo-colonialista empreendido pelo governo tucano. A morte definitiva da indústria nacional representaria um retorno ao modelo colonial (agroexportador, pautado na monocultura latifundiária, e importador de bens manufaturados e produtos industrializados).
    Além disso, o desmanche das empresas estatais, alienadas ao capital privado de modo completamente ruinoso aos interesses nacionais, e até mesmo atentatório à soberania do nosso país, comprova que o governo fhc não mediu esforços ou conseqüências (atingindo o “limite da irresponsabilidade”, como diria um dos principais integrantes de seu governo, indicado à época para assumir importante diretoria da área internacional do Banco do Brasil, Ricardo Sérgio de Oliveira, responsável direto pelas arrecadações de campanha de fhc e mentor do esquema das PRIVATARIAS TUCANAS) para levar a termo o projeto neo-colonialista de interesse do capital internacional.
    Postura bastante diferente é a que foi mantida por Lula e também a que vem sendo mantida por Dilma Rousseff. Baixar os juros é a primeira medida para estimular a produção e a recuperação econômica com geração de emprego. Consciente de que os juros altos desestimulam os investimentos produtivos, o governo Lula decidiu agir para pôr em execução seu projeto desenvolvimentista de caráter nacionalista.
    Baixar os juros foi determinante para inibir um pouco a especulação desenfreada e deslocar o capital para os investimentos em produção, que é o que, de fato, faz a economia movimentar. Além disso, a redução dos juros ampliou a margem de recursos orçamentários disponíveis para o investimento público. É assim: uma vez que o país passa a gastar menos com os serviços da dívida interna (porque os juros estão mais baixos), passa a ser possível dispor dessa diferença que seria consumida pelos juros e realocá-la para investimentos que, por sua vez, também concorrem para o aquecimento da atividade econômica. Os investimentos públicos, que os tucanos chamam pejorativamente de “gastos de governo”, também cumprem papel estratégico no estímulo à economia do país.
    O aumento do investimento público em infraestrutura barateia a atividade produtiva, diminuindo os custos do transporte e logística, enfim, evitando desperdícios de recursos e reduzindo o tal do “custo Brasil”. São evidentes, portanto, os benefícios dos investimentos públicos em infraestrutura. Esses investimentos tornam o país mais atraente e confiável perante o olhar do capital produtivo, pois sinalizam para maiores possibilidades de ganhos. Ou seja, o investimento público é um item a mais na concorrência entre capital especulativo e capital produtivo.
    Se o capital produtivo já tem que contar com a espera do lucro (que é sempre uma promessa futura), com a remuneração de pessoal, com encargos previdenciários, fiscais, tributários etc., o poder público tem de fazer a sua parte para demonstrar a esse capital produtivo que ele não terá perdas decorrentes de deficiências da prestação de serviços estatais. Em outras palavras, o investimento público é uma maneira de tentar convencer o capital produtivo a cumprir sua vocação de investir em produção e não migrar para a especulação rentista. Por isso, é fundamental para a manutenção do crescimento do país o plano de recuperação de portos, aeroportos, rodovias e ferrovias que vem sendo implementado pelo governo do PT, depois de todos os anos de negligência e abandono dos tucanos.
    Para não perdermos o fio da meada, vamos alinhavando os contrastes: o receituário de fhc consistia na manutenção dos juros altos combinada com austeridade fiscal, isto é, poucos gastos de governo (daí os baixíssimos investimentos em educação; saúde; cultura; segurança; combate à seca no nordeste; habitação; produção de energia, o que resultou num desastroso apagão elétrico, etc.). A quase indisponibilidade de recursos para investimentos durante o governo tucano se devia às metas de superávit primário com que o governo se comprometia para satisfazer a vontade dos rentistas. O superávit primário é a reserva do PIB para pagamento dos juros da dívida pública. Ou seja, a riqueza que o país produzia, produto do esforço de sua gente trabalhadora, não podia ser socializada por meio de investimentos públicos para melhorar a vida do próprio povo que produz essa riqueza porque grande parte dela estava comprometida com o pagamento dos altíssimos juros (sempre mantidos propositalmente altos para significarem maiores rendimentos) para rentistas.
    O governo fhc patrocinava a farra dos especuladores internacionais com o dinheiro produzido pelo povo brasileiro, e ao preço do enforcamento do setor produtivo nacional, resultando em estagnação econômica, desemprego de milhões de cidadãos e sacrifício de milhões de famílias.
    Por outro lado, opondo-se a esse receituário neoliberal indecente, a equipe econômica do Presidente Lula promoveu uma verdadeira guinada progressista no Brasil. Lula intensificou a transferência de renda no país, que tem como marco inaugural o lançamento do Bolsa Família em setembro de 2003.
    Além disso, o incremento do financiamento popular com a criação do crédito consignado e a valorização do sistemática do salário mínimo produziram, em conjunto, a ativação do mercado interno de massa e a intensificação do consumo popular. Essas medidas de governo foram fundamentais para o início da revitalização das regiões mais carentes do país, como o interior do nordeste, por exemplo.
    Como conseqüência da ativação do mercado de consumo interno, a partir das políticas de transferência de renda, da valorização do salário mínimo e da ampliação das linhas de crédito popular, ocorreu a aceleração da geração de empregos. Já em 2010, a taxa de desemprego no país atingia a marca de 5,3% (próximo do pleno emprego).
    Outro dado relevante das diferenças entre os governos de fhc e Lula é que, com a redução continuada da taxa de juros, o governo pôde afrouxar as metas de superávit primário, o que lhe permitiu ampliar a margem de investimento público. É aí que entra o PAC, cujo maior mérito foi o de elevar a quantidade de recursos governamentais para a aplicação em obras e projetos.
    Em função disso houve também uma multiplicação dos investimentos realizados pelas estatais, com destaque para o papel estratégico desempenhado pela Petrobras como indutora do desenvolvimento nacional. (E aqui, a gente pode abrir um parêntese para fazer um exercício de imaginação e conjecturar o quanto o Brasil e o povo brasileiro não estaríamos ganhando se o Estado ainda detivesse o controle da Vale do Rio Doce, nesse contexto de “boom” das commodities que estamos vivendo… Imagine se a Vale, possuidora das maiores reservas de minério do planeta, ainda fosse uma empresa estatal, com compromisso social, investindo também no desenvolvimento do país como a Petrobras vem fazendo… Como o nosso crescimento seria ainda mais profícuo do que já vem sendo. Mas, por obra da PRIVATARIA TUCANA, só nos resta lamentar o fato de não termos mais esta grande empresa no rol das estatais do nosso país.)
    Outro aspecto relevante no que se refere ao investimento público direto e indireto (via estatais) é que esses investimentos acabam também estimulando o investimento privado. Quanto mais o Estado aplica recursos públicos em obras de infraestrutura, mais o setor privado é impulsionado a também investir seus recursos para ampliar sua capacidade de produção.
    Além disso, outra medida importante adotada pelos governos Lula e Dilma é a desoneração de setores intensivos em mão de obra, como a construção civil, por exemplo. Ou então, outro tipo de desoneração é aquela voltada para o estímulo ao consumo e a manutenção dos níveis de atividade de determinadas cadeias produtivas, como a que se pretendeu com a redução e, em alguns casos, a isenção total de IPI para a indústria automobilística, moveleira, de eletrodomésticos da linha branca, etc.
    O impacto de todas essas medidas na economia representou o aumento do poder aquisitivo das famílias de baixa renda. A expansão do crédito, a valorização do salário mínimo e o poder de compra resultante da diminuição do preço de alguns produtos industrializados por meio de desonerações fiscais, tudo isso, direcionou parte da atividade econômica para os mais pobres, historicamente excluídos do mercado consumidor. Conforme assinala André Singer, “a massa miserável que o capitalismo brasileiro mantinha estagnada começou a ser incorporada no circuito econômico formal”.
    Resumindo, a política econômica do governo Lula se destacou pela valorização do salário mínimo, pela elevação dos níveis de investimento público, redução da taxa básica de juros, e intensa geração de emprego, ampliando o mercado formal de trabalho e realimentando o consumo, completando o círculo virtuoso da expansão econômica.
    Mesmo com a crise financeira internacional que se apresentou em 2008, Lula optou por manter a estratégia que vinha sendo aplicada com sucesso: ampliação do consumo popular por meio dos aumentos do salário, das transferências de renda, das desonerações fiscais e do alongamento do crédito. Além disso, o governo estimulou a economia se valendo também dos bancos estatais, seja por meio dos aportes financeiros do BNDES, seja pelos financiamentos, sobretudo pela CEF, de programas como o Minha Casa Minha Vida.
    O subsídio público e o crédito concedido à habitação popular permitiram a contratação de um enorme contingente de trabalhadores da construção civil. Simultaneamente, o Minha Casa Minha Vida facilitou a setores de baixa renda o acesso à moradia própria, um dos principais itens na transformação das condições de vida dos pobres.
    Um dos reflexos da crise internacional na economia brasileira foi uma leve desacelaração da atividade econômica. Menos produção, menos consumo e menor circulação de bens e serviços representam queda de arrecadação. Se o governo, naquele momento, tivesse efetuado cortes de despesas para compensar a perda de receita, ele teria empurrado a economia mais para baixo. Era assim que se agia no passado, e era assim que a oposição demo-tucana queria que o governo agisse também no presente. Só que, se o governo tivesse mesmo efetuado cortes de despesas, a arrecadação pública cairia ainda mais, provocando maiores perdas de receitas e, dessa maneira, se consumaria o quadro de recessão. Foi a ousadia do Presidente Lula que fez com que o Brasil se tornasse um dos primeiros países do mundo a se recuperar da crise internacional.
    O vídeo desse link http://www.youtube.com/watch?v=Ig9pE6qwzxw&feature=related mostra de que enrascada nos livramos. Se os tucanos estivessem no poder à época em que a crise estourou, nós teríamos sido tragados pela quebradeira que se abateu sobre o capitalismo mundial. Esse vídeo desmascara, de forma muito didática, a ignorância tucana, sempre travestida de arrogância, ao demonstrar que as medidas empreendidas pelo governo Lula para enfrentamento da crise econômica de 2008, duramente criticada pelos demotucanos e pelo PIG, estavam mesmo na “contramão do resto do mundo”. Ainda bem! Pois, justamente por isso, saimos da crise enquanto o resto do mundo se afundava.
    Se a corja demotucana estivesse no comando do país, teríamos afundado juntos porque teria sido praticada a cartilha neoliberal que eles defendem e que outros países que se arrasaram também praticaram.
    O governo Lula adotou com enorme sucesso políticas anticíclicas de combate aos efeitos da crise instalada no seio do capitalismo mundial. A chave dessas políticas foi o aumento dos gastos públicos. E isso foi feito num momento em que todo o mundo recomendava exatamente o contrário, e a oposição demotucana vaticinava a débâcle nacional. O Brasil se recuperou rapidamente da ligeira desaceleração que sofreu em 2009, e as economias que seguiram as recomendações neoliberais encontram-se ainda hoje em profundo estado de recessão. É de se ressaltar também o fato de que, apesar da elevação dos gastos públicos, o governo Lula foi muito mais eficiente do ponto de vista da responsabilidade fiscal (que é sempre o mantra entoado pelos tucanos para justificar os baixíssimos níveis de investimentos públicos de seus governos).
    Ora, o governo fhc não disponibilizou quase nenhum recurso para investimentos públicos, sucateou o Estado, arruinou as universidades federais, e, ainda assim, a relação dívida pública X PIB aumentou assustadoramente em seu governo, e somente no governo Lula é que ela foi voltar novamente a patamares razoáveis (42% em 2002 para 16% em 2006). Estranhamente, os tucanos insistem em rotular o governo Lula de perdulário, de gastador, etc. O que explica esse fenômeno? A incompetência tucana! Os “gastos de governo” feitos pelo presidente Lula foram investimentos estratégicos.
    Os “gastos do governo Lula” a gente vê pelas obras em todo o Brasil (rodovias, portos, aeroportos, usinas hidrelétricas, urbanizações de vilas e favelas, eletrificação rural, etc.). Já os gastos do governo fhc a gente não vê porque não foram investimentos públicos, mas sim assalto aos cofres públicos. Basta pensarmos nas cifras astronômicas resultantes da lavagem do dinheiro oriundo de propinas da quadrilha da PRIVATARIA TUCANA que foram evadidas ilegalmente para contas de empresas fantasmas ligadas à gente próxima a José Serra, hospedadas em paraísos fiscais no Caribe. Desses “gastos”, ainda não tivemos nenhum tipo de prestação de conta. Enfim…
    Retomando o nosso raciocínio, com a queda progressiva da taxa de juros, sobretudo no segundo mandato do Presidente Lula, o governo passou a contar com maior margem de recursos para investimentos. Com esse estímulo direto à economia, na mesma medida em que o PIB crescia, aumentava também a quantidade de recursos transferidos para os mais pobres, quer pela valorização real do salário mínimo, quer pela ampliação da abrangência do próprio Bolsa Família. O fato é que “quando veio a crise de 2008, foi possível apresentar aos capitalistas a perspectiva de vender carros e casas para uma classe C ampliada no Brasil”. Estas são as razões que levam André Singer a constatar que, durante o segundo mandato do Presidente Lula, o Brasil experimentou , a despeito de um contexto internacional altamente desfavorável, “um quadriênio de aceleração do crescimento e redução da pobreza por meio do aumento expressivo do emprego e da renda”.
    No governo Lula, brasileiros de baixa renda puderam ir alem de comprar bens de subsistência e aparelhos eletrônicos, e passaram a adquirir carros e casas. Noutros termos, no governo Lula, os pobres ingressaram no mercado de consumo de bens duráveis.
    Por tudo isso que foi exposto, é fácil concluir que a imprensa brasileira, ao insistir tanto em destacar fatores negativos da economia do nosso país, mais do que analisar a realidade, ela se dedica a fazer uma campanha negativa, contrária ao bom momento que vivemos. Esse modo como a imprensa apresenta em seu noticiário as questões referentes à economia brasileira me faz supor que ela, a imprensa, considera que seu público seja absolutamente desprovido da capacidade de, primeiramente, compreender o presente a partir de sua própria experiência de estar no mundo, e, segundo, estabelecer através de sua memória uma comparação entre esse presente e o passado recente que vivemos.
    Não é possível que a imprensa considere que o que ela diz tem mais influência sobre o pensamento das pessoas do que a própria realidade. Se hoje as pessoas sentem que têm mais e melhores oportunidades, se hoje elas percebem que a vida melhorou, se hoje elas já dão vazão a desejos que não se resumem apenas às necessidades básicas, e se permitem planejar coisas que até algum tempo atrás não eram sequer imagináveis, não temos porque acreditar que essas pessoas levarão a sério uma imprensa que, a cada dia, retrata um mundo mais incondizente com esse em que vivemos.

    Para rematar, cumpre reforçar a idéia de que o crescimento nacional está cada vez mais ancorado na produção e no trabalho. Hoje, a participação do capital produtivo no PIB do país é cada vez maior porque o governo federal vem criando um ambiente cada vez mais convidativo ao investimento em produção no Brasil. Isso tem a ver com a qualidade do crescimento do nosso país. Hoje o Brasil cresce melhor. Quando a imprensa se detém apenas na taxa de crescimento, que pode de fato não se traduzir em números grandes, ela deixa de considerar outros aspectos mais importantes do que puramente a medição numérica desse crescimento. De que adianta ostentar elevadas taxas de crescimento e não socializar a riqueza produzida, como nos tempos do “milagre econômico” da ditadura militar, que agravou o quadro de desigualdade e concentração de renda da nossa sociedade? Nos tempos de fhc, os indicadores de crescimento do país eram quase nulos, e o pouco que se apontava de crescimento nesses indicadores era decorrente da atividade rentista, quer dizer, do capital que não produz, que apenas acumula. Ou seja, era um crescimento, além de pequeno, sem nenhum efeito social. No governo Dilma, o spread bancário foi fortemente atacado. Dessa maneira, é natural que haja impacto de algum encolhimento da atividade financeira sobre os indicadores do PIB nacional. Afinal, a redução dos juros terá afetado em alguma medida os lucros do setor bancário. Mas mais importante do que crescer muito é crescer bem. Não temos que olhar para o crescimento do PIB apenas na quantidade, mas na qualidade.

    Um baraço e vamo que vamos, ate´quem sabe os Tucanos de todos os estamentos sociais perderem todas as esperanças e, consequenteemente as penas que ainda restam.

    OBS. Qaunto ao pretenso Impeachment Já, procurem ler historia politica, ciencia politica e um pouco mais do que fazer a leitura do que oportunizam a nossa venla e golpista midia seja ela televisada e (ou0 escrita.

    FRANSUÊLDO VIEIRA DE ARAÚJO.
    OAB/RN. 7318.

    • Inácio Augusto de Almeida diz:

      E os meus comentários é que são longos e enfadonhos…
      Para de rir, Zé Ruela. O homem consegue ver honestidade em Zé Dirceu, Cerveró, Roberto Costa e toda a quadrilha, QUADRILHA, que saqueava a Petrobrás.
      Esqueceu-se de citar o INDULTO feito sob medida para Zé Genoíno…
      “Afinal, a redução dos juros terá afetado em alguma medida os lucros do setor bancário. Mas mais importante do que crescer muito é crescer bem. Não temos que olhar para o crescimento do PIB apenas na quantidade, mas na qualidade.”
      Acode, Zé Buchudinho, acode que o homem está dizendo que os juros baixaram.
      Para os FANÁTICOS, os juros baixaram.
      Para os FANÁTICOS, a economia brasileira navega em águas tranquilas.
      Para os FANÁTICOS, a corrupção é invenção do PIG.
      Em breve o povo estará nas ruas.
      Para os FANÁTICOS será apenas uma manifestação de desocupados a serviço do PIG.
      Zé Buchudinho me sopra ao ouvido que, no caso específico deste FANÁTICO, trata-se de um caso perdido. Ele é capaz de jurar que o filho do Lula, de simples LIMPADOR DE FEZES NO ZOOLÓGICO DE SÃO PAULO, em apenas 8 anos se transformou num dos homens mais ricos do mundo graças ao trabalho.
      Nunca antes tinha lido uma argumentação, deixa para lá.
      Zé Ruela é que adora os curtos comentários do Fransueldo.
      E como rir é o melhor remédio…
      ///
      OS RECURSOS SAL GROSSO SERÃO JULGADOS AINDA ESTE ANO?
      SAL GROSSO PRESCREVE EM 2019?
      UM TAC PARA ACABAR COM A LEI DA MORDOMIA DOS VEREADORES.

      • Inácio Augusto de Almeida diz:

        15/02/2015 09h58 – Atualizado em 15/02/2015 10h10
        Joaquim Barbosa cobra demissão do ministro da Justiça
        Ex-presidente do STF criticou o uso da ‘política’ no processo da Lava Jato.
        Neste sábado, reportagem do jornal “O Globo” informou que Cardozo recebeu, em seu gabinete, três advogados representantes da Odebrecht, construtora investigada pela Lava-Jato.
        “Nós, brasileiros honestos, temos o direito e o dever de exigir que a presidente Dilma [Rousseff] demita imediatamente o ministro da Justiça”, disse Barbosa.
        MATÉRIA COMPLETA NO G1.
        ///
        Não tem comentário quilométrico que justifique este absurdo.
        Ministro da Justiça se encontrando com advogados de uma construtora investigada na Lava-Jato. Em que outro país do mundo isto acontece?
        ////
        OS RECURSOS SAL GROSSO SERÃO JULGADOS ESTE ANO?
        SAL GROSSO PRESCREVE EM 2019?
        UM TAC PARA ACABAR COM A LEI DA MORDOMIA DOS VEREADORES.

    • ROBERTÃO diz:

      Pra que isso meu!? Que exagero!

    • raimundo nonato sobrinho diz:

      Sr Fransueldo Vieira de Araújo, pelo que entendi, os Tucano para o senhor sao Neoliberalista, um mal para o capital produtivo. O Sr Inácio os Petralhas sao uns quadrilheios corruptos de cateirinha. Gostaria de me juntar aos senhores para defender que ambos sejam trancafiados, porque lugar de bandidos é na cadeia. Ou melhor seria defender pena de morte para corruptos
      O que é que os senhores decidem.

      • Inácio Augusto de Almeida diz:

        Cinquentinha
        Para mim CORRUPTO é CORRUPTO. E o único animal mais safado do que CORRUPTO é o admirador de CORRUPTO.
        Para mim não importa se o corrupto é do lado direito ou esquerdo.
        O caso da privatização das grandes empresas brasileiras a preço de banana e com financiamento do BNDES foi um escândalo só superado pela LADROAGEM acontecida na Petrobrás. Incrível é isto nunca ter sido apurado e já ter caído no esquecimento, como certamente cairá no esquecimento o Petrolão. Exemplo de que tudo neste país cai no esquecimento é que ninguém mais fala no MENSALÃO e todos os condendos estão livres e banhando-se em cachoeiras com “acompanhantes” pagas com o dinheiro da corrupção.
        Quer bem pertinho de você uma prova de que tudo cai no esquecimento?
        Pois vou lhe dar duas:
        SAL GROSSO E VULCANO.
        Não estivesse eu encerrando todos os meus comentários lembrando a necessidade de se julgar os recursos SAL GROSSO e quem mais se lembraria disto? Ou alguém se lembra que a OPERAÇÃO VULCANO já teve o processo concluído há muito tempo e até hoje não aconteceu o julgamento?
        Tenho a impressão de que em Mossoró fizeram uma lavagem cerebral na população.
        Meteram na cabeça dos mossoroenses que a única maneira de se sobreviver nesta cidade é adotar o conformismo político. A coisa chega a lembrar a LEI DO SILÊNCIO.
        Cinquentinha, saiba que existe um castigo pior que PENA DE MORTE para os CORRUPTOS e seus admiradores.
        CONSFICO DE BENS E EXTINÇÃO DAS APOSENTADORIAS.
        Mas não basta confiscar apenas os bens e extinguir as aposentadorias dos CORRUPTOS e dos seus admiradores. É preciso confiscar os bens de todos os parentes dos CORRUPTOS, já que vivem a transferir dinheiro FURTADO através de TEDS PAGOS NA BOCA DO CAIXA paras filhos, noras, sobrinhos, etc.
        O que causa estranheza é você sugerir PENA DE MORTE para CORRUPTO e nunca escrever nada sobre o SAL GROSSO e a VULCANO.
        Bem que você poderia começar a partir de agora.
        ///
        QUANDO SERÃO JULGADOS OS RECURSOS SAL GROSSO?

    • Monaliza diz:

      Perfeito.

  16. Moises Araujo diz:

    Vai ser o CarnaCoxinha.

  17. Inácio Augusto de Almeida diz:

    Como hoje é domingo de Carnaval e assim, a MÚSICA DO DOMINGO vai este clássico da MPB.
    CAMISA LISTRADA
    Assis Valente
    Vestiu uma camisa listrada e saiu por aí
    Em vez de tomar chá com torrada ele bebeu parati
    Levava um canivete no cinto e um pandeiro na mão
    E sorria quando o povo dizia: sossega leão, sossega leão

    Tirou o anel de doutor para não dar o que falar
    E saiu dizendo eu quero mamar
    Mamãe eu quero mamar, mamãe eu quero mamar

    Levava um canivete no cinto e um pandeiro na mão
    E sorria quando o povo dizia: sossega leão, sossega leão
    Levou meu saco de água quente pra fazer chupeta
    Rompeu minha cortina de veludo pra fazer uma saia
    Abriu o guarda-roupa e arrancou minha combinação
    E até do cabo de vassoura ele fez um estandarte
    Para seu cordão

    Agora a batucada já vai começando não deixo e não consinto
    O meu querido debochar de mim
    Porque ele pega as minhas coisas vai dar o que falar
    Se fantasia de Antonieta e vai dançar no Bola Preta
    Até o sol raiar
    ////
    BOM CARNAVAL A TODOS.

  18. ROBERTÃO diz:

    IMPITIMAM É MEU ZOVO! IMPITIMAN É MEU ZOVO! IMPITIMAN É MEU ZOVO!

  19. ROBERTÃO diz:

    IMPITIMAN É MEU ZOVO! LULA 2018 PRA DIREITA SOFRER O PENTA! A MILITÂNCIA DO PT E SE DEUS QUISER UNIDA COM TODAS AS FORÇAS A ESQUERDA E PROGRESSISTAS EM TORNO DE UM PROGRAMA QUE AVANCE COM AS REFORMAS POPULARES,DIALOGANDO A ALA MAIS A ESQUERDA DO PMDB ATÉ O PCO,IMPITIMAN É MEUS ZOVO,IMPITIMAN É MEUS ZOVO! IMPITIMAN É MEUS ZOVO! GOLPE É MEUS ZOVO!

  20. Dedé Costa diz:

    As manifestações tem que ser realizada não só em prol do Impeachment da senhora Presidente,e sim de toda classe Política Brasileira, sem exceções.

  21. Claudomiro Jr diz:

    Vamos esperar após o Carnaval. Dizem que perto do escândalo do BNDS, o do Petrolão é roubo de calcinha em varal…

  22. Carlos diz:

    O blog afirma: ” Faça um comentário”. Acho que não entenderam a mensagem.

  23. FRANSUÊLDO VIEIRA DE ARAÚJO diz:

    Como dito maior partido de oposição atualmente no Brasil, o PSDB, isso sim deveria demarcar a sua atuação com um mínimo que fosse de uma agenda propositiva a favor da sociedade brasileira, porem o que se vê se faz e se faz, desde o Congresso Nacional através dos seus deputados e senadores, assim como do sistemático trabalho dos oligofrênicos PESSEDEBESTAS através das redes sociais, Blogs e da internet, é uma agenda da disseminação do ódio, uma agenda puramente golpista.

    No caso, mesmo que tenha de forma clara e inconteste, o judiciário e a grande mídia a favor de suas intentadas golpistas, ao fim e ao cabo a democracia prevalecerá.

    Tenho dito….!!!

    A esse respeito peço vênia para transcrever comentário do Balaio do Kotscho, vejamos:

    BALAIO DO KOTSCHO
    on: 15 fevereiro, 2015No Comments
    Twitt
    Publicado em 14/02/15 às 10h39
    Tirar Dilma e Lula do jogo: o PSDB só pensa nisso

    Para refletirmos durante o Carnaval: o que move o PSDB, qual é o seu projeto de país, além da obsessão em derrubar Dilma e tirar Lula do jogo?

    A julgar pelas manifestações dos seus representantes no Congresso Nacional e a guerra de extermínio desfechada nos últimos dias por seus robôs na internet, nada mais interessa.

    Para alcançar estes objetivos, vale tudo, até se aliar a bolsonaros e caiados, e entregar o comando das oposições a um “aliado” do governo, o todo-poderoso presidente da Câmara, Eduardo Cunha.

    Ou alguém acredita que os tucanos estão realmente preocupados com os destinos da Petrobras, a vida da população e os rumos do país?

    Outro dia perguntei no JRN ao deputado Carlos Sampaio, lider do PSDB na Câmara, quais eram os projetos do partido para 2015, além de pedir a criação de CPIs para investigar o governo. Sampaio deu uma resposta genérica e não consigo me lembrar de nenhum tema relevante.

    Todas as iniciativas políticas, desde a reabertura dos trabalhos do Congresso há duas semanas, não partiram nem do governo nem da oposição, mas do suprapartidário Eduardo Cunha.

    Por onde andam os caciques tucanos? Que fim levou Aécio Neves, o presidente do partido e candidato derrotado por pouco nas últimas eleições? Parece um vagalume, que vez ou outra acende em Brasília, solta uma nota ou faz um discurso, e some novamente. Alckmin, outro nome apontado como possível candidato em 2018, dedica-se atualmente apenas a achar água em São Paulo para evitar o racionamento. Serra só se movimenta nos bastidores. E FHC continua FHC.

    O fato é que 2018 ainda está muito longe e o PSDB simplesmente não se conforma com a quarta derrota seguida para o PT. Desde o primeiro minuto após a reeleição de Dilma, o partido só pensa em encontrar atalhos para voltar ao poder, só pensa nisso.

    Por isso, mesmo que não assumam esta bandeira abertamente agora, o impeachment tornou-se o caminho mais curto para a retomada do Palácio do Planalto, como fica claro nas convocações feitas pelas redes sociais para o protesto do “Fora Dilma” marcado para o dia 15 de março.

    O dilema tucano é que não bastará tirar Dilma. É preciso, antes, tirar Lula do jogo. É o que leva o PSDB a jogar todas as suas fichas no Judiciário e na mídia, a bordo da Operação Lava-Jato, como se tivessem descoberto um novo Plano Real.

    A quem pensam que enganam? E o país que se dane.

    Um baraço

    FRANSUÊLDO VIEIRA DE ARAÚJO.
    OAB/RN. 7318.

  24. Lindeberg Ventura Sousa diz:

    O 15 de Fevereiro foi um fiasco com qualquer outro…Fiasco igual ao que se publica como fim do mundo no Brasil. Tempestade em microcopo não faz efeito quando a democracia se faz presente….Golpe midático não terá efeito de impeachment e será um fiasco como o dia 15 em Mossoró…

  25. FRANSUÊLDO VIEIRA DE ARAÚJO diz:

    Minha cara Ana Alice, por que não o dia 31 de março de 1964…digo de 2015, ficaria mais “adequado e transparente” para os golpistas de Plantão…!!!

    Um baraço

    FRANSUÊLDO VIEIRA DE ARAÚJO.
    OAB/RN. 7318.

  26. Francisco Antônio da Silva Neto diz:

    Se hoje a Polícia Federal possui autonomia para investigar e prender, deve-se isso ao PT. Estou mentindo? De 1985 a 2002, pouco se ouviu falar desta tão valiosa instituição, será por quê? Não sejamos idiotas de pensar que desde o descobrimento do Brasil até 2002 ( fim do governo tucano), não ocorreu nenhum crime de lesa-pátria; caso pensemos assim, é melhor nem discutirmos o momento atual. Em minha modesta opinião, é preciso redescobrir o nosso querido e rico país, mas não da maneira como muitos partidos de oposição desejam: o poder pelo poder. Tem que haver uma varredura nos três PODERES que são os pilares que sustentam a nossa pseudodemocracia.

Faça um Comentário

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011 - 2021. Todos os Direitos Reservados.