segunda-feira - 31/08/2020 - 19:42h
Economia

Insumos elevados pressionam obras da construção civil

Cimento chegou a ter majoração de 66% de janeiro a agosto deste ano, destaca o Sinduscon-Mossoró

A indústria da construção civil em Mossoró tem sofrido um sobrepeso adicional, como desdobramento da crise provocada pela pandemia da Covid-19. “Os insumos básicos à atividade cresceram em escala desmedida”, comenta o engenheiro Marco Limeira, integrante da diretoria do Sindicato da Indústria da Construção Civil de Mossoró (SINDUSCON-Mossoró).

Preços praticados em relação a produtos cerâmicos (tijolos e telhas, por exemplo) e cimento, já aparecem como referências asfixiantes dessa situação. “O cimento chegou a 66% de elevação de janeiro a agosto”, cita.

Relatório feito por um dos associados do Sinduscon-Mossoró mostra escalada de preços em insumos (Reprodução BCS)

Complicam sobretudo aquelas empresas que já possuem contratos firmados, com prazos de entrega, sem margem alguma de manobra ao equilíbrio em seu custo final.

- Obras públicas e o Minha Casa, Minha Vida estão com enormes problemas – acrescenta Limeira.

Dificuldades por todo o país

Existe até um movimento do setor pedindo socorro contra esse cenário. “Diga Não ao Aumento Abusivo de Preços”, apela. “A construção civil não pode parar”, acrescenta subtítulo de banner que é divulgada em redes sociais.

Aumento na grande parte dos materiais incluindo fios, cobre, ferro, telhas etc. pode estacar o andamento de obras. Discute-se a possibilidade de que o governo possa subsidiar importações para regular o mercado.

Índice Nacional de Custos da Construção (INCC), aferido pela Fundação Getúlio Vargas, e que serve de base para reajuste de contratos de obras públicas, aponta para uma variação de 2,93%, de janeiro/20 a julho/2020.

O problema é generalizado em todo o país (veja AQUI e AQUI), também constatando-se a escassez e falta de alguns produtos. “Estamos estudando bastante esse quadro e discutindo com o segmento com atuação em outros estados”, comenta Marco Limeira.

* INSCREVA-SE em nosso canal no Youtube (AQUI) para avançarmos projeto jornalístico.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Economia

Comentários

  1. OSORIO SAMPAIO diz:

    O PROCON DE MOSSORÓ E SÓ UM GABIDE DE EMPREGO, VC NÃO VÊ UMA SÓ AÇÃO DESTE ÓRGÃO,

Faça um Comentário

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.