sábado - 23/01/2021 - 16:44h
Covid-19

Justiça afasta secretário que priorizou vacinar esposa

O secretário de Saúde de Pires do Rio (GO), Assis Silva Filho, com a "mulher da vida" dele (UOL)

O secretário de Saúde de Pires do Rio (GO), Assis Silva Filho, com a “mulher da vida” dele (UOL)

Do UOL

A comarca da cidade de Pires do Rio, a 148 km de Goiânia, acolheu um pedido do Ministério Público do Estado de Goiás e mandou afastar do cargo o secretário municipal de Saúde do município, Assis Silva Filho, por ter furado a fila da vacina contra a covid-19 e imunizado a própria esposa para, em suas palavras, “preservar a saúde da mulher da minha vida”.

Assis Silva, que também é pastor da igreja Vitória em Cristo, admitiu o erro ao se comparar com os equívocos cometidos por “grandes vultos da Bíblia”. Sua intenção, disse, era apenas resguardar a vida da mulher.

“Foi com intuito de resguardar e preservar a saúde e a vida da mulher da minha vida. Sou capaz de dar minha própria vida por ela”, afirmou na ocasião.

Diante do escândalo, a 1ª Promotoria de Justiça de Pires do Rio protocolou na comarca local uma medida cautelar criminal pedindo o afastamento do secretário. O pedido foi acolhido pelo juiz José dos Reis Pinheiro Lemes no final da tarde de ontem.

Ele pode responder por crime de responsabilidade e prevaricação. O afastamento é por pelo menos 60 dias.

INSCREVA-SE em nosso canal no Youtube (AQUI) para avançarmos projeto jornalístico.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUI e Youtube AQUI.

Categoria(s): Política / Saúde

Comentários

  1. Francisco diz:

    SEM COMENTÁRIOS

  2. George Duarte de Lima diz:

    Esperar isso de um secretario é asqueroso e mais sendo um pastor. Pessimo testemunho!!!

Faça um Comentário

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011 - 2021. Todos os Direitos Reservados.