quarta-feira - 29/10/2008 - 14:41h

Lembranças do velho pescador de Hemingway


Em “O velho e o mar” de Hemingway, há uma coabitação lírica entre o pescador Santiago e o menino Manolin. Respeitam-se, admiram-se.

A releitura fez-me recordar o ex-deputado Luís Sobrinho, falecido na terça (28). Teve existência difícil, sem perder o sorriso poético de um caiçara. Quando preciso, matou tubarões.

Era circunstante regular no “senadinho” da casa do professor Anchieta Alves. Deixa saudades.

Um abraço, companheiro.

Categoria(s): Sem categoria

Comentários

  1. Zé Roberto diz:

    Luís,com sua inteligencia plural,às vezes,se fazia de “mané” e alguns imaginavam manipulá-lo,ele ‘tirava onda’,como Agenor Maria falava do senado,ele falava da Assembléia.

Faça um Comentário

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.