terça-feira - 29/06/2010 - 10:43h

Mais próximos do hexa, sim


Para quem ainda tinha dúvidas, eis que aparece o Brasil. Sim, temos condições de chegar ao hexacampeonato na Copa do Mundo da África.

O placar de 3 x 0 contra o Chile revelou alguns traços do futebol arte que consagrou o esporte brasileiro. Mais do que isso, o time deu demonstração de virtudes que não costumávamos mostrar: espírito de equipe, boa marcação e ausência de estrelismo.

A dependência da ala direita com Maicon, aliada à presença complementar de Daniel Alves, no setor, foi suprida por variações de jogadas. A boa performance do atacante Luis Fabiano e do meia Ramires fez a diferença.

A dupla de zaga com Lúcio e Juan outra vez sobrou.

Quem também se superou e às críticas, à sua convocação, foi o cabeça-de-área Gilberto Silva. Fez além do papel que lhe é confiado. Talvez o melhor em campo. Mas todo o elenco esteve bem.

O interessante, apesar de tantos elogios, é que não temos aquele meia tradicional do passado. Falta-nos um jogador capaz de decidir em lançamentos longos, cobranças de falta e toque curto mágico.

Kaká é um meia-atacante. Mais atacante do que meia.

A Alemanha tem Özil, a Argentina vai de Messi, a Holanda conta com Sneijder etc.

Falta-nos um Ronaldinho (Milan)? Podíamos ter Diego (Juventus) ou Ganso (Santos), para encaixe, mas Dunga fez opção por uma equipe à sua mão, uníssona. É sua aposta. Vem dando certo.

Adiante saberemos se o "novo" futebol pragmático, de Dunga, está realmente certo.

Espero que sim. Ser campeão moral é bonito, porém bom mesmo é ganhar.

Bom é ser hexacampeão!

Categoria(s): We Are The Champions

Comentários

  1. ze roberto diz:

    Porra! Que merda. Cara,você tá um verdadeiro Pacheco,cuidado,depois num vá ESCANCHELAR a quixada em vão.Homi,vá cagar!

  2. Tárcio Araujo diz:

    Caro Carlos Santos, acompanhando seu blog percebo que você tem postado alguns comentários sobre os jogos da copa. Como todo bom brasileiro, você também gosta de futebol. Acho legal! Então gostaria de lhe questionar sobre essa ascensão das seleções sulamericanas, sendo que pela primeira vez na história temos quatro paises da América do Sul nas quartas de finais da copa. Qual a sua avaliação sobre o desempenho dos sulamericanos? Brasil e Argentina não seriam novidade, mas o Paraguai, que no máximo havia frequentado as oitavas em alguma copa passada e o Uruguai, que apesar de dois títulos mundiais, há muito tempo estava adormecido para o futebol, podem ser considerados surpresas na minha avaliação. Sem falar no Chile que se não fosse o Brasil, talvez estivesse também entre as oito melhores seleções da copa. Carlos, na sua visão, esse crescimento do futebol sulamericano teria de certa forma uma relação, mesmo que indireta, com o momento político atual vivido na America Latina? E a eliminação precoce de potenciais como Itália, França e Inglaterra , poderíamos relacionar ao ambiente de crise vivido hoje pela União Européia? Prá finalizar, você acredita que uma possível semi-final com quatro seleções sulamericanas teria influência direta na auto-estima dos povosdo continente, e até na politica exterior desses paises??
    Gostaria de saber seu posicionamento sobre essas questões que para um leigo seriam irrelevantes, mas como sabemos, ao longo da história, o futebol foi muitas vezes usado como bandeira do cenário político, inclusive no Brasil (Leia-se ditadura militar através dos campeões de 70)
    Meu abraço!

Faça um Comentário

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.