terça-feira - 01/10/2019 - 09:38h
Mossoró

Médicos reagem contra atrasos e acham inútil procurar Justiça

Sinmed diz que Governo Rosalba Ciarlini "é cruel" e age como "caloteiro contumaz", priorizando festa

A Delegacia Regional de Mossoró do Sindicato dos Médicos do RN (SINMED/RN) defende medida radical contra a Prefeitura Municipal de Mossoró. “O poder  de  destruição de uma administração que tudo faz para desvalorizar o trabalho médico deve ser combatido pela classe médica de forma enérgica  e proporcional ao tratamento recebido. Paralisação no mínimo. É inútil recorrer a chamada Justiça. A habilitação do Município de Mossoró – Gestão Plena do Sistema Municipal de Saúde –  deve ser cancelada, uma vez que ele não assume suas responsabilidades”, defende o Sinmed em e-mail enviado ao Blog Carlos Santos.

Assinado pelos médicos Ronaldo Fixina e Sóstenes de Holanda Paiva, a nota é intitulada “A inversão de prioridades e a saúde agonizante – Tempo de reagir de forma enérgica“, numa referência à gestão da prefeita e médica Rosalba Ciarlini (PP).

“A PMM tenta decretar a extinção da classe médica. No Hospital-Maternidade Almeida Castro (HMAC) sob Longa Intervenção Federal (desde 2014) existem débitos dos plantões de Janeiro e Fevereiro de ( 2017 – pasmem ), de março, de julho, agosto e setembro ( 2019 ). Os médicos exigem respeito. Os pacientes, as gestantes,  pedem socorro. Os  gestores da saúde estão anestesiados”, assinala o Sinmed/RN.

“A sequência crônica e proposital  de equívocos administrativos,  coloca em risco a vida de muitos pacientes, principalmente gestantes”, aponta.

Atrasos planejados

Na ótica da entidade, “sem nenhuma justificativa a PMM atrasa propositalmente o pagamento dos plantões (salários) por mais de 90 dias. E não há nenhuma sanção jurídica. A poderosa PMM descumpre Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) com Justiça Federal, sem nenhuma consequência (…).  A P M M faz chacota com os médicos, com a ‘justiça’ e principalmente com os pacientes”.

Os médicos consideram um “artificio ridículo e esdrúxulo pagar (quando paga) uma última nota fiscal  (para convencer somente os bajuladores) de que paga em dia. É cruel e típico de caloteiro contumaz”.

Também critica a prioridade do festim, em meio ao caos na saúde pública. “Anunciar com irresponsabilidade e pompa o Mossoró Cidade Junina 2020 (MCJ-2020) é um enorme desrespeito à população . Enquanto isso, no teatro da saúde muitos pacientes  ‘aguardam sequelas’ por falta de cirurgia eletiva e tantos outros mendigam exames, cirurgias. Outros desencarnam.  As denominadas cirurgias eletivas em breve serão paralisadas. A Saúde Pública não  é questão  levada a serio em Mossoró. Acreditamos que as  intituladas autoridades tratam esta situação como se fosse normal. Brioche e festa”.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Política / Saúde

Comentários

  1. Inácio Augusto de Almeida diz:

    MÉDICOS ACHAM INÚTIL PROCURAR JUSTIÇA.
    Meu Deus, a que ponto chegamos?
    A lentidão da justiça é que estimula este tipo de comportamento por parte de muitos gestores.
    Quando isto vai mudar?

  2. FRANSUELDO VIEIRA DE ARAÚJO diz:

    Engraçado, pode verificar que grande parte dos MÉDICOS E PROFISSIONAIS DE ÁREAS CORRELATAS que agora reclamam e reivindicam salários em dia. Não tenham dúvidas, não só lutaram “bravamente” a favor da expulsão dos médicos cubanos e, mais ainda, votaram maciçamente na Rosa de Hiroshima, bem como na CAVALGADURA MOR, Sr. JAIR MESSIAS ASCO NARO….!!!

    E agora José, me parece que a festa acabou, a luz apagou o povo sumiu e a noite esfriou….!!!???

    Um baraço

    FRANSUÊLDO VIEIRA DE ARAÚJO.
    OAB/RN. 7318.

  3. Ronaldo Gurgel diz:

    E viva a Rosa!!!

  4. Amorim diz:

    Dileto Amigo: alguém disse-me que levou um, dois vários papos embaixo das castanholas do estacionamento do HRTM o que iria acontecer e que fazem parte de um planejamento extratégico, de qualquer governo, sejam eles de que galáxia forem; tudo isso é muito bem planejado e executado com requintes de perfeição há + ou – 50 anos.
    O conterâneo de Chico Cesar se por acaso ler este comentário, certamente saberá e se lembrará do conversado!
    Pe. Pelhona manda lembranças.
    Grande abraco.

  5. marcelo silva diz:

    e é por que a prefeita e medica, imagina se nao fosse?

    na proxima campanha voces medicos votem nela de novo…

  6. Marcos diz:

    Todo mundo sabe a saúde de Mossoró é um desmantelo só. Eu se fosse médico simplesmente cruzaria os braços e só voltaria quando absolutamente tudo tivesse em dia se faltasse 1 real ficaria parado.

  7. ALDENOR CORTEZ DE PAIVA diz:

    PRÓXIMO ANO TEM ELEIÇÕES!!!! VOTEM NOVAMENTE EM QUEM NÃO TEM COMPROMISSO COM O POVO

Faça um Comentário

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.