sábado - 29/12/2007 - 00:12h

Nada de boca-livre


Ver dinheiro de um Alves é como descobrir o "Velo de ouro", o "Santo Graal" ou encontrar as ruínas da lendária "Atlântida."

O jornal Folha de São Paulo, em sua coluna "Painel", reforça minha tese. Veja o registro hoje:

Pagantes

Líder do PMDB na Câmara, Henrique Eduardo Alves receberá colegas, entre eles o primo Garibaldi Alves, presidente do Senado, na praia de Graçandu, no Rio Grande do Norte, para o Réveillon. Além do convite, quem quiser entrar terá de desembolsar R$ 100 para ganhar a pulseira de acesso. 

Nota deste Blog: Está certo, deputado. Nesses tempos bicudos, boca-livre cheira à sobra de caixa ou "Caixa Dois". Ó!! Agora o senador Garibaldi vai querer parcelar, anote.

Categoria(s): Sem categoria

Faça um Comentário

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.