• Banner Lion Brazil Fim de 2019 - 05-12-19
segunda-feira - 18/11/2019 - 17:04h
Prefeitura de Mossoró

Nota de Repúdio denuncia quatro meses sem pagamento

Médicos de várias especialidades dizem como município espezinha categoria e maltrata mães e bebês

A Neo Clínica SS divulga nesta segunda-feira (18) Nota de Repúdio contra os gestores da Saúde Municipal de Mossoró. Essa organização reúne médicos pediatras, neonatologistas e intensivistas pediátricos, dentre outras especialidades, com atuação em Mossoró, na prestação de serviço no Hospital Maternidade Almeida Castro (HMAC) e Hospital Wilson Rosado (HWR), pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

Estão há quatro meses sem o pagamento por seus serviços, mesmo com acordos firmados, decisões judiciais favoráveis e outros argumentos que sustentam o “bom direito”. O fenômeno é tipicamente mossoroense, onde as leis parecem feitas apenas para punição dos mais fracos e indefesos (como parturientes e bebês).Leia abaixo:

Nota de repúdio à falta de comprometimento dos gestores públicos do Município de Mossoró-RN com serviços essenciais de saúde à população

A Neo Clínica SS, sociedade constituída por médicos pediatras, neonatologistas e intensivistas pediátricos, dentre outras especialidades, atua no atendimento a recém-nascidos em sala de parto, UTI Neonatal, Unidade de Cuidados Intermediários Neonatal, além de UTI Pediátrica, a favor da população usuária do SUS, no âmbito das instalações do Hospital Maternidade Almeida Castro (HMAC) e Hospital Wilson Rosado (HWR), vem a público manifestar seu veemente repúdio a falta de comprometimento dos gestores da saúde municipal os quais deveriam agir com o mínimo de atenção com os serviços de saúde aqui descritos.

O primeiro fato que destacamos, e o mais grave, é com relação a fragilidade da manutenção desses serviços. Os gestores municipais não renovaram contratos licitatórios, não cumpriram mais de uma determinação judicial a qual os obriga realizar tal formalização e não dão qualquer informação ou esclarecimento sobre esses descumprimentos.

Hoje prestamos esses serviços à população, por força de intervenção judicial, recebendo do município de forma indenizatória e sem existir ao menos uma data definida para esses pagamentos.

A impontualidade dos pagamentos é uma constante, frequentemente realizados com mais de 60 dias após os serviços prestados e sem qualquer cronograma ou informação de quando estes ocorrerão. Atualmente todas as atividades médicas aqui mencionadas executadas durante os últimos 04 meses, não foram pagas.

A Justiça Federal em 06/11/2019, em mais uma tentativa de solucionar os problemas dos atrasos, concedeu 5 dias úteis para regularização de 50% dos débitos do município, e, novamente, os gestores municipais descumpriram o que foi determinado.

O prazo concedido pela justiça tem origem em proposta formal apresentada pelo próprio ente municipal que com isso demonstra, mais uma vez, a falta de planejamento, atenção e comprometimento com serviços essenciais de saúde oferecidos à população e lesando os profissionais que necessitam receber pelo que produziram.

Não é possível que profissionais que exercem seu trabalho com pontualidade, eficiência e, diversas vezes, com altruísmo sejam penalizados pela falta de atenção na gestão dos recursos públicos. Todo aquele que trabalha merece receber o que lhe é de direito. Não podemos aceitar que atrasos como esses sejam tomados como “naturais”.

Destacamos que tal atitude da gestão demonstra falta de respeito e compromisso com a categoria médica que precisa receber seus proventos, pois a remuneração desse trabalho é verba de caráter alimentar, acarretando a sua falta prejuízo ao sustento do profissional e de seus familiares.

A Neo Clínica SS presta serviços de fundamental importância para o Município de Mossoró e região, atendendo a um público superior a 1 milhão de habitantes, salvando a vida de muitos recém-nascidos e crianças que, na ausência desses serviços, estariam certamente fadadas a complicações e óbitos.

No ano de 2018, o HMAC foi o hospital com maior número de partos no Estado do Rio Grande do Norte, com 6.309 registros.

Na mesma maternidade e no mesmo ano, foram atendidos 375 RN’s na UTI neonatal e em 2019 já atinge 323 atendimentos até o dia 31/10/19, demonstrando a dimensão e importância do serviço prestado pela Neo Clínica SS para Mossoró e região.

Caberá agora apelar para os meios legais ou até mesmo para a sensibilidade daqueles que gerem os recursos públicos e que estes percebam, de uma vez por todas, a necessidade de tais pagamentos.

Mossoró, 18 de novembro de 2019.

Nota do Blog – Interessante é que na próxima campanha eleitoral, boa parcela dos prejudicados estará em “campo” dando uma “força” a seus algozes. É a servidão voluntária que nem Freud explica. Ou uma espécie de Síndrome de Estocolmo coletiva, com dezenas de homens e mulheres de branco louvando e associando-se a seus captores. Vá entender.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Administração Pública / Saúde

Comentários

  1. Sebastião diz:

    Exatamente. Uma boa parte fará campanha para esses que estão aí, ocupantes do palácio, e também para os mesmos vereadores que deveriam apoiar a reivindicação da classe médica ou aos anseios do povo. Ah povo pra gostar de sofrer! Aguentem!! Temos os políticos que merecemos.

  2. Daniela Maia diz:

    Caro Carlos Santos,
    Venho aqui expor algumas verdades e corrigir um pequeno erro de digitação da nota de repúdio. Nós , sócios da empresa Neo Clínica SS , que já esclarecido não é cooperativa, somos sócios igualitários e PEDIATRAS. Há os que tem título de neonatologistas, especialistas em UTI s pediátrica e neonatal, que são os intensivistas. Há tb os subespecialistas , como gastroenterologistas, pneumologistas, endócrinologistas , oncologistas, hematologistas, etc. TODOS PEDIATRAS. Nossa empresa é de conduta extremamente ilibada e capacitada a participar de qualquer licitação no BRASIL. São exigidos a cada sócio, atualizações de cursos periódicos como REANIMAÇÃO NEONATAL e o PALS ( Pediatric Advance Life Support). Não brincamos, realmente salvamos vidas, se isso depende da técnica médica. A mais pura verdade é que não somos valorizados no que diz respeito a pontualidade de serviços prestados. Ora pela PMM , ora pela SESAP. Os plantonistas do HRTM receberam o mês de agosto na semana passada. Desde que formamos a empresa , para receber os valores acordados precisamos pedir, perguntar por previsões de pagamento, pedir novamente, até chegar a via Judicial. Veja como é desgastante para um trabalhador mendigar seu pagamento mês a mês , ano após ano. Chegará um dia em que não suportaremos. Com a “ titularidade” da nossa empresa provavelmente seríamos aceitos em outra cidade. Pensamos e agimos JUNTOS. JUNTOS SOMOS FORTES!
    * Pobre Mossoró, sempre será a “terra do Já Teve”.
    * O convite está feito para que o grande formador de opinião e outros também tão capacitados , façam uma visita aos nossos serviços, na MAC, UTI WILSON ROSADO E HOSPITAL TARCISIO MAIA. Garanto que haverá surpresas.
    * Quanto a politicagem feita por pediatras, desconheço. Talvez esse tempo está no passado.
    * Obrigada pelo Apoio
    Boa noite
    Daniela Maia

  3. Q1naide maria rosado de souza diz:

    É possível que já tenha falado sobre a nossa netinha Júlia. Ela nasceu com prematuridade extrema. Pequenina, media um palmo e pesava 675g. No dia 29, completará dois anos. Passamos três meses numa UTI neonatal. Recebeu três transfusões de sangue e foi intubada e extubada várias vezes. Nossos corações clamavam pela vida daquela criaturinha sempre ligada a tubos e máquinas. Olhávamos para o pequeno ser, que ainda se submeteu a uma cirurgia de hérnia inguinal. Festejávamos cada grama que Julinha ganhava. Festejávamos quando era extubada e chorávamos quando havia a necessidade do retorno aos tubos. Ver o sofrimento de nossos filhos e de sua pequenina foi a nossa via crucis de 2017. Orávamos de mãos dadas pedindo a Nosso Senhor que abençoasse nossa bebezinha.
    A UTI neonatal é, a meu ver, um útero. Acolhe os pequenos que saem cedo demais do ventre de suas mães para amadurecê-los para a vida.
    Não posso entender a falta de zelo dos órgãos públicos com a UTI neonatal. Garantia para o bebês prematuros e outros que precisem de atenções diversas.
    Clamar pela saúde, de modo geral, é dever de todos. Clamo, mas ainda trago no coração o agradecimento ao desvelo, cuidado e capacidade de todos da UTI neonatal onde Julinha, a brava guerreira de nossa família, venceu todas as batalhas. Hoje, menina linda, alegra nossas vidas, recompensado os dias nublados. Salve, UTI Neonatal, salve!

  4. Raniele Costa diz:

    É verdade Carlos Santos a população Brasileira sofre dessa doença, pois amam e adoram os seus próprios Algozes, realmente é impressionante !

  5. ALDENOR CORTEZ DE PAIVA diz:

    QUANTA FALTA DE VERGONHA NA CARA DESSES GESTORES!!!!! 2020 VEI AÍ!!!!!!

  6. João Claudio diz:

    ‘O pior do brasil é o brasileiro.’

    Isso é fato AQUI, na China, no Vietnã, na Caxa Bozó, na Casa de Mãe Joana, na Caxa Prego, onde o vento faz a curva, onde o vento encosta o lixo e, pasmem, até em Algures, Alhures e Nenhures.

    O resto é chuva de tomates na cara do Nulo e do Cururu.

    Axepôco.

Faça um Comentário

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.