terça-feira - 12/05/2020 - 12:50h
À luta

Novos médicos formados por Uern atuam no front de pandemia


Dos 28 médicos graduados pela Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN) em solenidade de colação de grau antecipada, realizada virtualmente no dia 8 de abril, pelo menos 17 deles estão atuando em municípios potiguares. Foram à luta em plena pandemia da Covid-19.

Médicos recém-formados pela Uern estão espalhados pelo RN e outros estados (Foto: divulgação)

Onze estão trabalhando em Mossoró, nas Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), Hospital Regional Tarcísio Maia (HRTM), Hospital São Luiz (hospital de campanha), Hospital HapVida (privado) e Hospital Wilson Rosado (privado), atuando na linha de frente no combate à pandemia do novo vírus.

No HRTM, pelo menos dois destes profissionais estão em atuação. As Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) contam com a presença de nove dos novos médicos.

Outros estados

No Hospital São Luiz, três desses recém-formados prestam serviço.

Fátima Raquel, vice-reitora, presidiu colação de grau virtual (Foto: reprodução BCS)

Além de Mossoró, os novos médicos também estão em atividade nos municípios de Serra do Mel, Baraúna, Brejinho, Santana do Seridó, Jardim de Piranhas, Serra Negra do Norte, São Rafael, Ipanguaçu, Almino Afonso, Grossos, Governador Dix-sept Rosado, Serrinha dos Pintos, José da Penha e Jardim do Seridó.

Os profissionais que não atuam no Rio Grande do Norte estão trabalhando em municípios do Ceará, Paraíba e Pernambuco.

A Uern foi a segunda universidade do país a realizar a antecipação da colação de grau de estudantes da área de saúde para atuação no combate à pandemia. Amparou-se na Medida Provisória nº 934 de 1º de abril de 2020, que autorizou as instituições de ensino superior a abreviar a duração do curso de Medicina, entre outros, desde que os estudantes tivessem cumprido 75% dos internato ou estágio curricular obrigatório.

Nota do Blog - Missão desafiadora para quem está apenas começando uma trajetória cheia de desafios. Sucesso a todos. E não esqueçam o enorme compromisso social que cada um tem.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Educação / Saúde

Comentários

  1. Inacio Rodrigues diz:

    Imagino a dualidade de sentimentos que vivem os familiares dos formandos. O medo do grande risco ao qual estarão submetidos, e a honra de verem seus filhos servindo nesse momento crítico, na linha de frente, no foco da pandemia, amparando o próximo! Minha sincera reverência! E que Deus proteja a todos!!!!

  2. Lair solano vale diz:

    Quando me former em 1980 , ja fazia esta giro em Gastro e Endoscopia fazia tempo , tanto no Onofre como no Instituto de Endoscopia de Natal . Para me manter , entre I no estado pelo pronto atendimento da cidade d esperança , foi muito bom . Em 1982 vim Ser o primeiro endoscopista de Mossoró e região ( o povo atè hoje diz : o Exame da mangueira ).
    Os conselhos: não obedeçam a gestores MUNICIPAIS , não permaneçam trabalhando SE o pagamento não acontecer até o quinto dia útil do mês seguinte , não se meta a herói , peça ajuda da Técnica de enfermagem ou da Enfermeira , muitas fazem mais e Melhor que centenas de médicos ( urgências ) . Näo tenha vergonha de cobrar , SE estiver na iniciativa privada . ESCUTEM e ESCUTEM os pacientes. PLANTÃO NÃO É LOCAL DE DORMIR .

Faça um Comentário

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.