terça-feira - 30/12/2014 - 23:51h
RN e Mossoró

O fosso do DEM


É sombrio o futuro do DEM no Rio Grande do Norte.

Em Mossoró, seu maior reduto durante décadas, também.

A iminente saída da governadora Rosalba Ciarlini (DEM) da sigla vai ser o tiro de misericórdia do Democratas em solo mossoroense.

Apesar de muito desgastada no estado e até descapitalizada em sua imagem, entre os seus “irmãos mossoroenses”, Rosalba é ainda sua maior expressão.

Até mesmo sua iminente sucessora no DEM-Mossoró, prefeita cassada e afastada Cláudia Regina (DEM), tem esse comando colocado em xeque.

Está inelegível por oito anos.

Pode até dirigir a sigla, mas de fato; de direito, pouco provável.

Ela é a última referência partidária em Mossoró do senador José Agripino  - líder estadual e nacional da sigla.

Apesar disso, em flagrante declínio.

Algo completamente diferente do que emergiu das eleições de 2012, quando pontificava como uma futura liderança popular e populista.

Restou quase nada após cassação, afastamento e nova tentativa frustrada de ser candidata à prefeitura este ano, em pleito suplementar.

Com ela, pro fosso político, também caminha célere o próprio DEM.

Acompanhe bastidores políticos em nosso TWITTER clicando AQUI.

Categoria(s): Política

Comentários

  1. Inácio Augusto de Almeida diz:

    Sombrio?
    NEGRO!
    /////
    QUANDO SERÃO JULGADOS OS RECURSOS SAL GROSSO?

  2. Paulo José diz:

    A Ex-governadora, esta pagando o preço que merece! Não tem nada de inocente…. Daqui há quatro anos temos eleição, esperamos que a mesma sai candidata a Senadora para o F U N C I O N A L I S M O, dar o troco essa dupla de A L G O Z.

  3. luis claudio diz:

    CONCORDO COM PAULO JOSÉ.
    ESSA ALGOZ FOI TAMBÉM ASSIM COM OS SOFRIAM NOS CORREDORES DOS HOSPITAIS SEM MEDICAMENTOS QUE SALVAM VIDAS.

  4. Francisco Bezerra diz:

    Nunca vi Deus fazer justiça tão rápido como no caso da Ex-Prefeita Claudia Regina, imagine a prepotência daquela Senhora quando ganhou as eleições humilhou todos os Vereadores que foram com ela pra rua conquistar a vitória, fez Presidente da Câmara o atual Prefeito e consequentemente facilitou o caminho dele na ascensão política. Ao chegar ao Palácio da Resistência se sentia a rainha da cocada preta, contratou a FALCONI, dizem que a pedido de Jajá, a valores significantes, importou Secretários e começou a fazer a administração que ela achava ficaria na história de Mossoró, e ficou, porém por outros motivos, a auditoria está ai pra mostrar a quem quiser. Na sua gestão humilhou Secretários chegando, em reuniões do secretariado, a mandar alguns se calarem. Elevou a condição de Primeiro Ministro um jovem que não tinha condições sequer de ser seu Secretário particular, mais como preenchia o requisito de babão juramentado foi alçado a condição de manda chuva da PMM. Era tão cega por esse jovem babão que mandou que o mesmo abrisse uma empresa de terceirização de mão de obra para melhorar ainda mai$ seus ganhos, ele comprou carro 0, apartamento novo, começou a viajar Brasil a fora, enfim mudou o padrão de vida num piscar de olhos. O vice teve também o que merecia saiu da condição de anônimo e pelas mãos da Vereadora Isabel foi indicado como Vice, depois que ganhou nunca dirigiu um obrigado a Edil. Vejam que Deus não dorme!!!!!

  5. lair solano vale diz:

    Que tenhamos um 2015 com pelo menos 50% das promessas de campanha cumpridas por Robinson e Dilma. Sou OTIMISTA e faço a minha parte. Como médico espero que os meus colegas pense mais nos pacientes / seres humanos, do que no saldo bancário. Não sou contra os profissionais liberais ganharem bem, trabalhando honestamente e cumprindo o contrato feito com estado e município. Ponto eletrônico, sim, pq não ? como servidor temos obrigações semelhantes. Pode existir exceção ? sim. Neurologistas / neurocirurgiões /ultrasonografistas / endoscopistas e outras especialidades que façam sobreaviso.

Faça um Comentário

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.