sexta-feira - 04/02/2011 - 11:37h

Pobre futebol mossoroense (decadência na fartura)


Mossoró é realmente um "país" à parte no pindorama Brasil. Veja o caso do futebol.

Enquanto sua economia não para de crescer, com a iniciativa privada  sendo uma locomotiva dessa evolução, o futebol definha. Morre por inanição.

O outrora estádio "Manoel Leonardo Nogueira", conhecido superlativamente como "O gigante do Nova Betânia", tem gramado que não serve para jogo de várzea e estrutura física liberada para tão-somente 3.500 torcedores.

Os times profissionais de Potiguar e Baraúnas estão pendurados nas últimas colocações do Estadual-2011, com duas derrotas cada um e elencos encharcados de jogadores em vias de aposentadoria, outros que teimam em insultar o público tentando jogar futebol e uns poucos apenas esforçados.

Depois que cada um dos times ganhou título estadual na década passada, a expectativa era de entrarmos definitivamente na era do profissionalismo. Não é o que acontece.

Regredimos décadas, mesmo que precisemos assinalar aqui a dedicação e empenho de muitos abnegados e o apoio do poder público.

Quais as causas dessa decadência inversamente proporcional ao crescimento econômico de Mossoró?

Quando finalmente todos os envolvidos no futebol local vão dar um tempo, sentar e discutir cientificamente a regressão, com a participação de estudiosos e não apenas tagaleras inócuos?

O "fenômeno" tem explicações que precisam ser estudadas, em busca de um caminho ao resgate desse "esporte das multidões".

Pobre futebol mossoroense! 

Categoria(s): We Are The Champions

Comentários

  1. WILLIAM PEREIRA DA SILVA diz:

    Em tudo que a políticagem se mete, geralmente as coisas dão errada. Futebol profissional é para ser mantidos por clube privados com contribuição financeira de seus associados, rendas de bilheteria, transações de bons jogadores, sedes recreativas lucrativas (Similar Sesc, Sesi), contribuições filantrópicas. Quando o Futebol depender somente de recursos governamentais ele sempre irá a falência, basta ver instituições como Educação, saúde, habitação e segurança para se ter a prova. Futebol é clube e associados. Oportunista do erário público quebra qualquer time. William Pereira torcedor passivo do Potiguar e Flamengo.

  2. zeroberto diz:

    A diretoria do Potiguar,é composta em quase sua totalidade por “novos ricos”,são descendentes,dos que,talvez,outrora fizesse parte dos apenas torcedores do time,que não tinham acesso ao CLUBE do time de seu coração,pois é,o Potiguar é um dos raríssimos casos de time que tem clube,diferentemente dos outros grandes do Brasil(Dizem que o clube hoje,está no nome de uma filha de um ex-diretor)mas,estes querem apenas aparecer,eu,sou sócio desde os anos 70,nunca fui procurado para pagar mensalidade,conheço outros muitos assim.Meu pai,Walter Pinheiro,um dos fundadores e seus pares,não devem está gostando.ISSO,É UMA VERGONHA !
    Ah! será que algum deles,sabem como se chamava o time que foi fundado sob uma TAMARINDEIRA ?

Faça um Comentário

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.