quarta-feira - 31/07/2013 - 11:43h
Natal

Prefeitura decreta calamidade pública na Saúde


Do jornal Tribuna do Norte

A Prefeitura do Natal publicou na edição do Diário Oficial do Município de hoje (31) o decreto de estado de calamidade pública na Saúde. A medida já era aguardada e estava sob análise da Procuradoria Geral do Município, que confirmou o decreto, que terá validade de 90 dias.

O Município deu diversos motivos para justificar a calamidade. A precariedade estrutural nos postos de saúde, a superlotação dos serviços e o aumento das dificuldades de acesso aos serviços básicos de saúde nos bairros foram alguns dos pontos.

Áreas Cruciais

No entendimento da Prefeitura, as chuvas contribuíram para a deteriorar algumas unidades de saúde e contribuem também para o agravamento dos riscos epidemiológicos “associados a coleções aquáticas”, como Dengue e Leptospirose.

Caso não fosse decretada a calamidade, ainda de acordo com a Prefeitura, haveria risco de desassistência em “áreas cruciais”, como atenção obstétrica, cirurgia traumato-ortopédica, urgência pediátrica e neonatal, neurocirurgia pediátrica e assistência em leitos de terapia intensiva.

O decreto tem validade de 90 dias e pode ser prorrogável por igual período, ficando dispensados de licitação os contratos de aquisição de bens, de prestação de serviços e de obras relacionadas com a manutenção dos serviços públicos de saúde, “desde que possam ser concluídas no prazo máximo de 180 dias consecutivos e ininterruptos”.

Categoria(s): Saúde

Comentários

  1. Carlos diz:

    É na dispensa de licitação onde mora o perigo !! Por quê em 90 dias não se organiza um concurso público ??? Aí tem…

Faça um Comentário

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.