quarta-feira - 16/10/2019 - 12:52h
Primeira mão

Prefeitura quer fazer empréstimo urgente de até R$ 150 milhões

Mensagem com projeto chegou nesta quinta à Câmara Municipal de Mossoró e amarra contrato ao FPM

A prefeita Rosalba Ciarlini (PP) encaminhou em regime de “urgência” à Câmara Municipal de Mossoró nesta quarta-feira (16), o projeto de lei de número 1214 de 15 de outubro de 2019, que autoriza a municipalidade a “contratar e garantir operação de crédito junto à Caixa Econômica Federal (CEF), até o valor de R$ 150 milhões”.

Mensagem aponta números e propósitos do governo municipal no pedido de autorização (Reprodução BCS)

Os recursos objetivam “dotar o Município de recursos para realização de importantes obras de infraestrutura urbana, com ênfase na pavimentação e saneamento além de construção e reformas de prédios públicos, a fim de melhorar a qualidade da prestação dos serviços públicos e de melhores condições de vida aos cidadãos mossoroenses”.

Projeto aponta o Fundo de Participação dos Municípios (FPM) como garantia (Reprodução BCS)

O Governo Municipal apresenta no enunciado do projeto, que os recursos para cobertura do empréstimo serão decorrentes do Fundo de Participação dos Municípios (FPM).

Operação mexe com Lei Orçamentária Anual e Plano Plurianual da prefeitura (Reprodução BCS)

A municipalidade vinha tratando essa operação como assunto fechado. Até bem poucos dias, todas as fontes do governo municipal negavam essa hipótese de empréstimo. O caso foi até levantado pelo vereador Genilson Alves (PMN) da oposição, que procurou a própria CEF.

A estatal negou a existência de qualquer negociação nesse sentido (veja AQUI e AQUI).

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Política

Comentários

  1. João Claudio diz:

    Cadê os MILHÕES ‘lucrados’ no Cidade Junina? Cabô ô num entrô???

    ‘A cada real investido, o retorno é de quatro reais’.

    Só lembrando, viu?

  2. Jeronimo emiliano diz:

    Dinheiro para fazer a campanha de 2020.

  3. Inácio Augusto de Almeida diz:

    “A estatal negou a existência de qualquer negociação nesse sentido.”
    Quer dizer que a estatal não sabia que este empréstimo estava sendo negociado.
    ESTE É O GOVERNO JAIR MESSIAS BOLSONARO.

  4. Amorim diz:

    Nada há ver, menos 10% ?
    E que ” o que A Kilo” paga de tributos?
    Quem vai catar coquinho sou eu.
    E por falar em “sou eu” tem uma lenda muito bonita lá no brejo paraibano, em Bananeiras.
    Terra da Rainha,
    Como tem papudim!

Faça um Comentário

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.