• Banner Lion Brazil Fim de 2019 - 05-12-19
sexta-feira - 27/09/2019 - 17:02h
Mossoró

Prefeitura tenta atalho para não perder milhões da Educação

Municipalidade tem propaganda falando de avanços em obras, mas realidade é bastante diferente

PMM tentou esconder problema, mas corre atrás de solução (Foto: reprodução)

A Prefeitura Municipal de Mossoró corre atrás de evitar prejuízo de grande monta para o erário e à educação do município, devido obras inconclusas, onde existe aplicação de recursos da União. Vai contratar empresa de assessoria para procurar “superar” as restrições  apontadas pelo Sistema Integrado de Monitoramento, Execução e Controle (SIMEC) do Governo Federal.

A licitação acontecerá no próximo dia 15 de outubro, conforme aponta o Jornal Oficial do Município (JOM), edição de número 528-b, do último dia 25.

Na modalidade de pregão presencial, o certame acontecerá a partir das 8h, na sede da Diretoria Executiva de Licitações, Contratos e Compras.

Unidade de Educação Infantil (UEI) do bairro Vingt Rosado, UEI da Estrada da Raiz, UEI do bairro Papoco, Construção da UEI do Sumaré, UEI do Barrocas, Quadra da Escola Municipal Evilásio Leão, Quadra da Escola Municipal Paulo Cavalcante, Quadra da Escola Municipal Heloísa Leão de Moura e Quadra da Escola Municipal Maurício de Oliveira estão com problemas até aqui insanáveis. Os valores cumulativos das obras são milionários e podem ser irrecuperáveis.

Alerta

Há poucos dias, o suplente de deputado federal Lawrence Amorim (Solidariedade) mostrou o detalhes em suas redes sociais. Pediu à municipalidade para fazer algo em relação a pelo menos três obras ameaçadas de cortes irreparáveis em Brasília, mas a situação é bem pior:

- Gostaria aqui de fazer um alerta a prefeitura de Mossoró, estive no Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) verificando a situação de nossa cidade e constatei que as três Unidades de Educação Infantil que estão com as obras inacabadas, se não houver em caráter de urgência a renovação do convênio iremos perder a oportunidade de utilizar os recursos federais já destinados e empenhados, tendo que para concluir as obras o município utilizar recursos próprios.

Propaganda em redes sociais da PMM mostra obras em pleno andamento, ao contrário do que o problema aponta (Foto: BCS)

A municipalidade outra vez se esquivou de dar respostas. Preferiu pulverizar propaganda distante da realidade. Mas a própria licitação que se apressa em realizar atesta a dimensão da inverdade que outra vez (de novo, novamente) espalha na imprensa e redes sociais.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Administração Pública / Educação / Política

Comentários

  1. Q1Naide Maria Rosado de Souza diz:

    Corra, prefeitura, corra! Lute contra essa perda lastimável.

Faça um Comentário

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.