terça-feira - 02/03/2021 - 21:36h
Futebol

Presidente do Potiguar renuncia ao cargo após muita pressão

Conselho e Benjamim tiveram reunião decisiva (Foto: ACDP)

Conselho e Benjamim tiveram reunião decisiva (Foto: ACDP)

O presidente do Potiguar de Mossoró, Benjamim Machado, deixou o cargo nessa terça-feira (2). Em carta-renúncia, ele justificou sua saída em face de diversas dificuldades administrativo-financeiras e outras pressões, abrindo caminho para que antigos e novos abnegados possam gerir o alvirrubro.

Em nota postada em suas redes sociais, o clube pronunciou-se dessa forma abaixo:

A Associação Cultural e Desportiva Potiguar – ACDP vem por meio desta comunicar que na noite desta terça-feira, 02, bancário Benjamim Machado renunciou ao cargo de presidente executivo, através de carta renúncia enviada ao presidente do Conselho Deliberativo, Gregório Jales Rosado.

O vice presidente Francisco Antônio do Nascimento Silva, assume o posto máximo do clube.

Este foi o sétimo mandato de Benjamim Machado no clube, tendo conquistado o título de bi campeão estadual em 2013, acessos a Copa do Nordeste e Copa do Brasil ambas em 2014, quatros acessos para Série D (2013, 2016, 2017 e 2020), eleito melhor dirigente do Campeonato Potiguar por três oportunidades (2013, 2016 e 2019), entre outras façanhas.

Após duas derrotas consecutivas no início do Campeonato Estadual 2021 (Santa Cruz de Natal 2 x 0 e Assu 4 x 0), a atmosfera estava pesada para o presidente e outros componentes da diretoria, jogadores e direção técnica. Em redes sociais e casa do atleta, torcida chegou a fazer protestos pedindo saída de Machado.

O técnico Luís Miguel pediu o boné antes, no dia passado. Alguns jogadores começaram a ser dispensados.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUI e Youtube AQUI.

Categoria(s): Esporte

Comentários

  1. João Claudio diz:

    Eu vi o jogo contra o Açu durante dez insuportáveis minutos, e perguntei a mim mesmo:

    Pêrahóstia!! O QUE É ISSO?????

    Time mais ruim do que o ruim; gramado ruim; juiz ruim; narração ruim e até gandulas ruins.

    A coisa era tão ruim que um repórter sofreu um AVC e teve que ser levado na ambulância destinada aos jogadores.
    Como a mesma demorou a ir e vir do hospital, a pelada foi paralizada por cerca de 20 minutos. Nem precisa dizer que foi o melhor momento do jogo. Precisa?
    A paralização. Entenda!

    De bom, apenas a comentarista que, assim como outros, repete tudo aquilo que o telespectador viu segundos atrás. Isso mesmo; comentarista de futebol na TV é igual a uma câmera de eco. Repete tudo o que a gente já viu. Entende? Entende! Entende? Entende?

    Mas bom bom mesmo, foi ver o treinador do time do Acú, também ruim, abraçando os jogadores antes de a pelada acabar.

    E pensar que um magote de bestas não vêem a hora de o Nogueirão ser reaberto.

    Pra quê? Pra ver o futebol peba???

    Misericórdia. Salve salve quem inventou o controle remoto. Salve!

    Quer mais? Hooooomi, desistam. Arrumem uma trouxa de roupa suja pra lavar. É mais divertido, emocionante e ainda dá pra descolar uma grana extra.

    E o que é melhor: vocês não vão precisar de 90 minutos pra lavar uma trouxa de roupa.

    A dica foi dada e nem precisa agradecer.

Faça um Comentário

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011 - 2021. Todos os Direitos Reservados.